DataFolha diz que, após decisão do STF, maioria dos brasileiros acha justa a soltura de Lula

Processo ainda tramita e Lula tem parte da pena pendente

Felipe Bächtold
Folha

A maioria da população considerou justa a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no início de novembro, aponta a mais recente pesquisa Datafolha. De acordo com o levantamento, 54% dos entrevistados entendem que a libertação do petista foi justa, ante 42% que a consideram injusta. Disseram não saber 5% dos entrevistados.

A pesquisa ouviu 2.948 pessoas entre os dias 5 e 6 de dezembro em 176 municípios pelo país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

PENA PENDENTE – Lula deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba no dia 8 de novembro, após cumprir 19 meses da pena por condenação de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). O processo ainda tramita, e Lula tem parte da pena pendente. Em pesquisa de julho, maioria disse concordar com a condenação do petista

O ex-presidente pôde voltar à liberdade graças à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF ) que mudou antigo entendimento da Corte e considerou inconstitucional a prisão de réus condenados que ainda tenham recursos pendentes em cortes superiores, como é o caso do petista. Mas Lula permanece, com base na Lei da Ficha Limpa, impedido de disputar eleições.

CONFIANÇA – Na pesquisa, o Datafolha também questionou os entrevistados sobre se eles confiam nas declarações do ex-presidente. Os que dizem não confiar nunca somam 37%, enquanto outros 25% afirmam que sempre confiam. Afirmam que às vezes têm confiança no que fala o ex-presidente 36%.

O Datafolha também perguntou aos entrevistados sobre o grau de confiança em declarações de Jair Bolsonaro. O resultado foi mais desfavorável ao atual presidente: 43% disseram nunca confiar no que Bolsonaro diz e outros 37% afirmam que às vezes confiam. Disseram confiar sempre 19%.

ATIBAIA – Há duas semanas, Lula teve confirmada em segunda instância outra condenação, no caso do sítio de Atibaia (SP). A pena foi ampliada para 17 anos e um mês de prisão. Também nesse caso, ele poderá aguardar em liberdade a tramitação dos recursos.

O processo do tríplex já teve mérito julgado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, de segunda instância, e no Superior Tribunal de Justiça, que reduziu em abril a pena para oito anos, dez meses e 20 dias de prisão.

VAZAMENTO – A decisão do Supremo Tribunal Federal que permitiu a soltura de Lula e de outros condenados na Lava Jato, como o ex-ministro José Dirceu, ocorreu em meio a um ambiente político de contestação à Operação Lava Jato na esteira da revelação de conversas de autoridades envolvidas na investigação, como o ex-juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol.

Os diálogos divulgados pelo site The Intercept Brasil e por outros veículos, como a Folha, mostraram proximidade entre o então juiz e os procuradores, o que incluiu a indicação de uma testemunha pelo magistrado, a sugestão de ordem de deflagração de fases da operação e a recomendação de troca de uma procuradora em audiência. A defesa de Lula tenta anular os processos, argumentando que Moro não tinha a imparcialidade necessária para julgá-lo.

FAIXAS DA POPULAÇÃO – O apoio ao ex-presidente, no recorte por faixas da população, é maior entre jovens de 16 a 24 anos e de entrevistados com escolaridade de nível fundamental, faixas em que 61% consideram justa a soltura. A tendência se inverte nos segmentos de alta renda. A reprovação à libertação chega a 59% entre quem tem renda salarial mensal acima de dez salários mínimos.

Na divisão por regiões, o respaldo ao ex-presidente é maior no Nordeste, onde 71% afirmaram que a libertação é justa. No Sul e no Sudeste, a corrente que entende que a saída da cadeia é injusta está numericamente à frente, por 49% a 47%, mas dentro do limite da margem de erro.

COMPARATIVO – Na comparação com pesquisas feitas anteriormente pelo Datafolha sobre a prisão do petista, os números indicam uma mudança favorável ao ex-presidente, em que pese a formulação das perguntas ter mudado nesses levantamentos.

Em julho deste ano, já após as primeiras reportagens do Intercept, o Datafolha questionou os entrevistados a respeito da condenação de Lula no caso tríplex. Disseram que a decisão era justa 54%, ante 42% que a consideravam injusta. Em abril de 2018, logo depois de o ex-presidente ser preso em decorrência da condenação, a prisão também era considerada justa por 54% dos eleitores ouvidos.

POPULARIDADE – Ao mesmo tempo em que mostrou números positivos para o petista, a pesquisa feita neste mês apontou também apoio ao trabalho do ex-juiz Moro, hoje ministro da Justiça de Bolsonaro. O levantamento o coloca como o mais popular ministro do governo, com avaliação ótima/boa de 53% dos entrevistados. O trabalho do atual presidente é considerado ótimo/bom por 30%.

Após deixar a cadeia, Lula retomou sua rotina de participação em eventos do PT e de declarações sobre a conjuntura política. O ex-presidente promoveu um ato ao lado da sede da Polícia Federal, em Curitiba, e fez viagens para o Nordeste e para o Rio de Janeiro, nas quais manifestou uma série de críticas a medidas do governo Bolsonaro, principalmente na gestão da economia.

MILÍCIAS – Ao chegar, no dia seguinte à soltura, a São Bernardo do Campo (SP), seu berço político e onde reside, discursou para militantes, defendeu as manifestações de rua no Chile e afirmou que seu adversário político governa para milicianos.

O ex-presidente Lula também é réu em outras seis ações penais no Paraná, São Paulo e Distrito Federal. Na semana passada, foi absolvido na ação penal do chamado “quadrilhão do PT”, no DF, junto com a ex-presidente Dilma Rousseff e os ex-ministros Antonio Palocci Filho e Guido Mantega.

26 thoughts on “DataFolha diz que, após decisão do STF, maioria dos brasileiros acha justa a soltura de Lula

  1. “DataFolha diz que, após decisão do STF, maioria dos brasileiros acha justa a soltura de Lula.”

    É? Os brasileiros passaram a Acreditar no Supremo?

    • Pesquisa da folha em relação ao seu bandido patrocinador só poderianser.favorável ao bandido lyiz Inácio.
      Triste é ver que a TI ainda a publica.

  2. Pesquisa típica de má fé, má intenção, capciosa.

    Querem comparar Bolsonaro com Lula, sendo o ex-presidente um bandido condenado à prisão.

    A pergunta já foi maldosa, pois Lula saiu da prisão não por ser inocente, mas pelo fato de que o STF o libertou para devolve-lo à cadeia quando for julgado em terceiro grau.

    Logo, a comparação tem como intenção colocar Bolsonaro no mesmo patamar de Lula, um criminoso ou, lá pelas tantas, dizer que Lula é inocente, e poderá disputar as próximas eleições!

    Típica pesquisa safada, inócua, boba, sem qualquer honestidade de propósito!

  3. .
    .

    NÃO EXISTE A FIGURA DO EX-LADRÃO !!!
    NÃO EXISTE A FIGURA DO EX-LADRÃO !!!
    NÃO EXISTE A FIGURA DO EX-LADRÃO !!!
    .
    o Hiper, Super, Magno, Mega, Ultra, Macro, Deca-Maior L.A.D.R.Ã.O
    da história da humanidade,
    o Detento F.I.C.H.A.D.O 700004553820
    foi ENJAULADO e ENGAIOLADO porque É L.A.D.R.Ã.O !!!.

    para ninguém esquecer:
    7 0 0 0 0 4 5 5 3 8 2 0

    para decorar mais fácil:
    70000 455 3820

    L.A.D.R.Ã.O _ F.I.C.H.A.D.O !!!
    e n.i.n.g.u.é.m apagará este número, N.U.N.C.A !!!

    CAFAJESTE – 7 0 0 0 0 4 5 5 3 8 2 0 – dele e exclusivo
    ASSASSINO – 7 0 0 0 0 4 5 5 3 8 2 0 – dele e exclusivo
    BANDIDÃO – 7 0 0 0 0 4 5 5 3 8 2 0 – dele e exclusivo

  4. Seria bom saber em que termos foi formulada a pergunta. Muitas vezes isso é um fator decisivo para se obter essa ou aquela resposta.
    De qualquer forma essas pesquisas de opinião parecem cada vez mais fora da realidade. Ano passado vimos o quanto elas valem, quando saíram os resultados das urnas.
    E além do mais o caso não é da soltura do Lula, mas de todos os réus condenados que podem adiar o cumprimento das penas até a prescrição, se tiverem dinheiro para adiar o trânsito em julgado com recursos sem fim. As pessoas são a favor disso?
    Pesquisas de opinião são cada vez mais as verdadeiras “fake news”.

  5. E a senadora Dilma (segundo o datafolha), achou o que?
    E o governador Anastasia (segundo o datafolha)? E o Governador Paes (segundo o datafolha)? O que acham sobre o lula?
    Pergunta fraude. Por isso na matéria não a colocam por extenso. Quem colocou no título foi o CN.
    “Considera justa a soltura, APÓS a decisão do STF”? Sim, a lei tem que ser cumprida, mesma com o entrevistado discordando.
    Por que não perguntaram: “Você considera justa a soltura do Lula, apesar dele ter sido condenado em terceira instância?” Os números seriam totalmente diferentes. A pergunta induz a resposta.
    Mas, a mídia e os jornalistas ativistas babam em cima dessa fraude chamada institutos de pesquisa. E criam a pós verdade: “A maioria da população considerou justa a soltura do Lula no início de novembro”. Omitem o APÓS…
    O que realmente se pode aferir é que 42% dos esquerdistas acham injusta a soltura do lula. Isso por que o datafolha seleciona seus entrevistados nos nichos de esquerda. Como por exemplo, na fila de visitação em presídio. Flagrante mostrado em vídeo na eleição passada.

    • Engraçado, Aranha, pensei que o título tivesse sido dado pela própria Folha… Agora, vejo que fui eu. Aliás, eu nem tinha lido essa matéria.

      Abs.

      CN

  6. É incrível a cara de pau. Ninguém acredita em Datafolha nenhum. Trata-se de mais um “instituto de pesquisa” desmoralizado durante as eleições. Portanto, concordo com o comentário de José Augusto Aranha, a aferição de dados sempre está comprometida e não merece espaço. Todavia, retrucamos aqui e em outras mídias, pois tudo deve ter resposta imediata, para que as mentiras não prosperem.

  7. Deixa estar, Chicão!
    O lulinha já tá com pedido de prisão.
    A operação MAPA DA MINA já está em curso.
    Filho de ladrão, ladrão é!!
    O rolo vai ser grande e essa família, mesmo que sejam presos é soltos, estão condenados a uma vida apenada.
    Vão sofrer Chicão, vão sofrer muito!
    Pelo menos temos um leve consolo.
    Sei que não é o suficiente, acho que todos estes genocidas e apátridas merecem sem a menor dúvida a Pena Capital.
    Mas, podemos dizer que já avançamos muito.
    Antes da nossa Lava Jato, estas ações polícias e de alguns juízes era inimaginável.
    Não é mesmo?
    O nine que se cuide, porque pode voltar pra jaula!
    A cereja do bolo é a Rosemary Noronha, essa sabe muito!
    O alçapão chegará nela e não vai aguentar a pressão, cantará mais do que pintassilgo. rs
    Forte abraço, é saúde, muita saúde pra aturar toda esta doença.
    Cordialmente.

  8. Se acredito em data faia ou não é outra coisa, mas que eu acho é que o povo que diz que é justo é porque com lula solto o povo brasileiro pode ter mais chance de fazer justiça já que o stf não permite que a justiça se faça.

  9. o esforço para fazer valer a prisão em 2a instância é um esforço de devolver Lula para a cadeia. Virou disputa política.

    R. Azevedo

    Apenas isso. Só basta ter olhos para ver.

    • Os petistas são hoje as únicas pessoas que se importam com as opiniões de Reinaldo Azevedo, esse representante daquela pretensa “boa direita” cuja existência, antes do segundo turno da eleição de 2018, era vista pela esquerda como mais duvidosa que a dos gnomos e fadas. Se Lula voltar ao poder, Reinaldo Azevedo terá a opção de se converter ao já superlotado campo midiático lulista – quem vai precisar dele quando se tem o Brasil247, o DCM, Conversa Afiada, GGN, etc., etc., ou então se manter no seu ideário direitista “virtuoso”, de livre mercado e livros de Ayn Rand, e ficar falando pras paredes.

      Só por curiosidade, quando os petistas denunciavam a privataria tucana, aí era só disputa política mesmo, né? No poder nada foi feito para punir ninguém ou ressarcir os cofres públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *