Datafolha e Ibope: diferença de um ponto pode levar ao segundo turno

Pedro do Coutto

Com base na pesquisa do Ibope, divulgada terça-feira pela Rede Globo e ontem simultaneamente pelo Globo e O Estado de São Paulo, comparando-se seus números com os do Datafolha, publicados na semana anterior pela Folha de São Paulo, verifica-se que as diferenças são muito pequenas, em algumas situações até mínimas. É o caso, por exemplo, dos índices que hoje decidiriam se o desfecho seria transferido do primeiro para o segundo turno. De modo geral as tendências evidenciadas convergem para as mesmas direções e posições percentuais quanto às intenções de voto.

Entretanto antes de comparar os dois panoramas, quero me referir à perspectiva de se haverá ou não segundo turno. O Datafolha apontou 36% para Dilma Rousseff e também outros 36 pontos para todos os demais candidatos reunidos, incluindo Aécio Neves, Eduardo Campos, Pastor Everaldo e todos os demais. Um empate, no qual encontram-se computadas as parcelas dos que atualmente estão dispostos a anular ou votar em branco, ou então que não souberam responder à pergunta.

Muito bem. Enquanto o Datafolha aponta 36 a 36, o Ibope assinala 38 pontos em favor da presidente da República e 37% para Aécio Neves, Campos, Everaldo e todos os demais juntos.

DIFERENÇA MÍNIMA

Assim, para o Ibope a diferença de apenas um ponto no primeiro afastaria a hipótese de um segundo turno. Para o datafolha, destaca-se a dúvida na existência do empate de 36 a 36. A diferença mínima, no momento, conduz a uma diferença essencial. Claro que tudo dependerá da atuação dos candidatos, sobretudo se houver debate entre eles no confronto inicial.

Mas esta é outra questão. O fato é que os índices dos dois institutos são convergentes. Dilma em primeiro, Aécio em segundo, Eduardo Campos em terceiro. A divergência forte que marca o foco do Datafolha e o enfoque do Ibope situa-se nas projeções para o segundo turno, vindo este a ocorrer.

O Datafolha aponta 44 para Dilma, 40 para Aécio Neves, o que ele considera empate técnico. Já o Ibope assinala, na perspectiva de um segundo turno, vantagem de 41 pontos para a atual presidente contra 33 pontos de Aécio Neves.

DIFERENÇA MAIOR

Dessa forma, para o Ibope a diferença final seria de 8%, o que não configura qualquer tipo de empate. Enquanto o Datafolha encurta o resultado para um percentual de apenas 4%. Em termos percentuais, exatamente a metade do que estimam os cálculos do Inope divulgados pelo Jornal Nacional da rede Globo, pela Globo News, pelo O Globo, além de pelo O Estado de São Paulo. O levantamento do Datafolha, como afirmamos linhas atrás, foi publicado principalmente pela Folha de São Paulo e também pela Rede Bandeirantes de Televisão.

Tanto o Datafolha quanto o Ibope incluíram Eduardo Campos na simulação para um segundo turno. Mas não faz sentido considerar esta perspectiva, pois ela depende de o ex-governador de Pernambuco ultrapassar Aécio Neves no primeiro turno. Hipótese, aliás, vale frisar, que nenhuma das duas pesquisas coloca como possível de acontecer. Dentro desse raciocínio, em havendo segundo turno, será ele decidido entre Dilma Rousseff e Aécio Neves.

 

6 thoughts on “Datafolha e Ibope: diferença de um ponto pode levar ao segundo turno

  1. Em qual confiar? Na pesquisa que teve uma amostra 2002 pessoas e fala em margem de erro de 2% ou na que entrevistou 5377 pessoas e fala tb. em 2 de margem%?

  2. Como disse aqui o comentarista Wagner Pires, margem de erro do Ibope para os 2.002 entrevistados é de 3,3%.
    O Datafolha, por sua vez, fez uma pesquisa com mais entrevistas e condizente com a margem de erro de 2%.
    Portanto, a pesquisa do Datafolha é mais confiável.

  3. Sei não…
    É a batalha das pesquisas…
    Mas, quem vai mesmo ganhar a guerra, se não houver uma contestação sobre o recibo que é sonegado, autenticando o voto do eleitor, vai ser a urna eletrônica.
    O tempo está passando, e todo o STE com cara de paisagem… se fingindo de morto, na soberba de ser a ultima palavra sobre o assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *