Datafolha vai mostrar se existe terceira via ou a eleição vai ser mano a mano

Resultado de imagem para haddad e bolsonaro charges

Charge do Kayser (Arquivo Google)

Carlos Newton

A pesquisa Datafolha desta sexta-feira será decisiva, pois vai indicar se haverá terceira via ou se a eleição será mesmo decidida entre os “líderes da aceitação”, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), que também vêm a ser os “líderes da rejeição”, vejam bem como é esculhambada a política brasileira. Na reta final, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ainda tentou criar a terceira via, mas a proposta foi recusada pelos candidatos alternativos, embora seja do interesse dos eleitores que rejeitam Bolsonaro e Haddad.

A pesquisa mais precisa é a espontânea, que precisa ser sempre a primeira pergunta (“Em quem você vai votar”), sem que seja exibida ao eleitor a lista dos candidatos oficiais. E o resultado deste tipo de apuração deixa claro que a eleição ainda está indefinida.

DIZ O IBOPE –  Na apuração anterior do Ibope, que começou a ser divulgada nesta segunda-feira, houve alteração no percentual de indecisos, brancos e nulos, que eram 42% na pesquisa do dia 18 e caíram para 38%, mas continuam ocupando facilmente a primeira colocação, sem conversa fiada de empate técnico na margem de erro, pois nesta pesquisa espontânea Bolsonaro tinha 24% e Haddad chegava a 21%, na soma de seus 15% com os 6% dos eleitores que ainda acham que Lula é candidato.

Na nova pesquisa CNI/Ibope, nesta quarta-feira, e a eleição continua sendo vencida pelos indecisos (20%), brancos e nulos (17%) e outros (2%), totalizando 39% dos eleitores, ante 38% do levantamento de segunda-feira.

Nas análises que tenta fazer neste quadro nebuloso e absurdo, o editor da Tribuna da Internet tem afirmado que o teto de Haddad seria por volta de 20%, que sempre foi o máximo obtido por Lula nas pesquisas espontâneas de todos os institutos.  E Bolsonaro também teria um teto, que seria de cerca de 30%, resultado de sua rejeição por importantes faixas do eleitorado.

CONJECTURAS – Mas o Brasil é como a Macondo de Garcia Márquez, tem um realismo mágico que se recria a cada momento, consegue até montar uma disputa presidencial em que os favoritos são os mais detestados, e um deles representa o grupo político que institucionalizou o maior esquema de corrupção do mundo, não podemos deixar que isso caia no esquecimento.

O mais incrível é que a polarização é entre um candidato a favor da Lava Jato (Bolsonaro) e um concorrente que sonha em demoli-la (Haddad).

Portanto, vamos aguardar a pesquisa Datafolha nesta sexta-feira, dia 28, que pode ser decisiva para que haja terceira via ou a eleição se transforme num mano a mano desde o primeiro turno, com dois competidores que têm gigantescos telhados de vidro.

12 thoughts on “Datafolha vai mostrar se existe terceira via ou a eleição vai ser mano a mano

  1. “Mas o Brasil é como a Macondo de Garcia Márquez…” com tantas pesquisas e números, nada mais hilariante do que a aldeia e personagens de “Cem Anos de Solidão”…inté 07/10/18

  2. E Newton continua negando a realidade e agora tentando igualar Bolsonaro ao pt. Não são iguais e essas pesquisas são fakes, principalmente a rejeição.

  3. Prezados comentaristas e leitores do TI.

    Recebi ao longo destes últimos dias inúmeros videos , de todo o Brasil, mostrando comícios com candidatos a governador, senadores e até mesmo o Presidente Virtual do PT em que aparecem apenas, no máximo, dezenas de pessoas.
    Por outro lado, todos os que recebo de Bolsonaro antes e depois sem o candidato são quase apoteóticos.
    Claro que provavelmente sejam seletivos, mas por favor,
    Onde estão os videos de comícios ou carreatas ou passeatas com milhares de pessoas, em todo o Brasil que possam fundamentar estes números de virada do Haddad ?
    Aqui no Sul, salvo os fundamentalistas só se ouve Bolsonaro no andar de cima e de baixo.

    Por favor , gostaria realmente de saber

    Se não existem, não é um sintoma claro da manipulação que é percebida sensorialmente por todos não fanáticos?

    Recebi no Whats algo que resume o momento :

    Claro que adaptado ao sul:

    Prefiro votar em Bolsonaro e cair do cavalo, do que votar no PT e roubarem meu cavalo..

    Para mim este é o sentimento do povo e repito onde estão as demonstrações de apoio maciço ao PT ????

  4. Tal como ocorreu na eleição de Trump nos EU, as pesquisas não estão conseguindo captar o sentimento profundo dessa significativa maioria de eleitores que não quer nem Bolsonaro nem Hadad, a quem rejeitam em percentuais altíssimos.Eles aguardam, cautelosa e inteligentemente, os acontecimentos da última semana para decidir, e pelo andar da carruagem, só restará como terceira via o Alckmim, pois votar em Ciro – Marina está fora – é votar no PT, o eleitor sabe disso. Os demais candidatos de centro, Meireles, Dias, Amoêdo – se tiverem juízo – deverão também convergir para a candidatura de Geraldo até para preservar suas biografias políticas, marcando posição em um momento tão dificil para o Brasil.

  5. Newton com todo respeito que tenho a tribuna, o jornalista tem que ser imparcial, o Brasil em sua maioria é bolsonaro até as mulheres que naõ gosta de enganação á maioria é o sustento da familia neste país, acordar andar em varios lugares do Brasil,para saber que bolsonaro ganha no primeiro turno com folga,mesmo com urnas fraudadas, á midia deste pais á anos sempre foi manipuladora , agora temos rede social,e o povão acordou, chegar de hipocrisia neste Brasil , iremos tornar uma venezuela ser não parar agora este circulo de anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *