Davi Alcolumbre vai ser o novo líder do governo. Ou seja, o cargo continuará vago… 

Alcolumbre sonha (?) em continuar presidente do Senado, alterando a Constituição - Flávio Chaves

Charge do Genildo (Arquivo Google)

Vicente Limongi Netto

O mundo apavorado com a pandemia, novas variantes causando pavor e mortes, fome e miséria aumentando, a ciência trabalhando incansavelmente para evitar mais transtornos e tragédias. Enquanto isso, Jair Bolsonaro prossegue em campo oposto, agindo ardorosamente contra a saúde e o bem-estar da população.

A nova estupidez do mito de barro, no seu já extenso rosário de sandices, visa diminuir e desmoralizar o trabalho e as ações da Anvisa. Bolsonaro representa o atraso. É irrecuperável. Incapaz de gestos de grandeza. Apequena o cargo.

CONTRA A VACINA – Como palanque eleitoreiro, o capitão Cloroquina coloca-se contra a vacinação de crianças de 6 a 12 anos, já em prática, com sucesso, em dezenas de países.

E tem o apoio incondicional do capacho que se diz ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Ambos trabalham contra milhões de vidas. Unidos pela infelicidade dos brasileiros. 

A maioria esmagadora dos brasileiros conta nos dedos, ansiosa pelas eleições de 2022, para enfim conseguir mandar Bolsonaro de volta à sua vidinha medíocre.

LIDERANÇA VAZIA – O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) será o novo líder do governo, no lugar do senador Fernando Bezerra (MDB-PB). Ou seja, o cargo continuará vago.

E depois dessa notícia-bomba sobre o vazio da liderança do governo, surge uma pesquisa esquisita e despropositada do DataFolha, montada especialmente para apontar Lula como o melhor presidente de todos os tempos, apesar de ter comandado o maior esquema de corrupção da História Universal. E coloca Fernando Collor como um dos piores presidentes do Brasil. Logo Collor, que derrotou Lula e foi quem tirou o Brasil das amarras do atraso, além de deixar leis que permanecem vigorando e servindo aos brasileiros. 

SONHOS E DEVANEIOS – Aos incansáveis sonhadores e otimistas, torço para que 2022  traga mais pão e feijão e menos canhão; mais amor, menos desamor; menos desencontro, mais emoção; mais ternura, menos hipocrisia; mais ação, menos opressão; mais ousadia, menos covardia.

E mais consideração, menos mutilação; mais cortesia, menos empulhação; mais fineza, menos indelicadeza; mais alegria, menos tristeza; mais certeza, menos dúvidas; mais emprego, menos desespero; mais fé, menos desalento; mais espiritualidade, menos vigarice.

Mais lealdade, menos traição; mais inteligência, menos burrice; mais entusiasmo, menos apatia; mais coragem, menos bazófia; mais eficiência, menos maledicência; mais candura, menos ilusão; mais responsabilidade, menos torpeza; mais flores, menos espinhos; mais conquistas, menos derrotadas; mais delicadeza, menos estupidez; mais amizade, menos oportunismo.

One thought on “Davi Alcolumbre vai ser o novo líder do governo. Ou seja, o cargo continuará vago… 

  1. Foco no “Sonhos e Devaneios”; o resto é melhor nem tentar digerir mas, sem perder as contas nos dedos de quanto falta para escorraçarmos os destruidores dos sonhos do povo brasileiro. Sejam de direita ou esquerda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *