De volta ao Rio, oito anos depois de se mudar para São Paulo, Cauby Peixoto se apresenta hoje comemorando seus 80 anos

 Jussara Martins

De volta ao Rio pela primeira vez, depois de oito anos seguidos em em São Paulo, Cauby Peixoto está recebendo um festival de homenagens pelos 80 anos de idade e 60 de carreira.

A festa começou no Aeroporto Santos Dumont na quinta-feira, quando foi recebido por sua grande amiga Dalva Lazaroni, que já produziu cinco shows dele e dirigiu a gravação de seu último CD.

“É uma emoção enorme estar de volta ao Rio de Janeiro, onde vivi tanto tempo. Na verdade, eu sou de Niterói, nasci do outro lado da Baía de Guanabara, mas desde o começo da carreira passei a morar nesta cidade maravilhosa”, disse Cauby, dando entrevista, cercado de fãs no aeroporto.

Na sexta-feira, foi homenageado na Assembleia Legislativa, onde recebeu a Medalha Tiradentes e ganhou um microfone folheado a ouro, presenteado pelo deputado André Lazaroni, filho de Dalva e líder do MDB.
Pela primeira vez, a Alerj teve uma sessão musical, com o plenário totalmente lotado, e Cauby estreou o microfone de ouro cantando o samba-enredo “Exaltação a Tiradentes”.

O cantor está com a agenda lotada. Assediado pelos jornalistas cariocas, deu uma série de entrevistas, participou ontem de um programa “Sem Censura” especial só para homenageá-lo, e hoje à noite se apresenta no Teatro Oi Casagrande, com a presença garantida de muitas celebridades, que reservaram lugares na primeira fila. Ele merece. Vida longa a Cauby e a Helio Fernandes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *