Debates na TV vão decidir as eleições presidenciais

 Pedro do Coutto

Não há dúvida que num panorama de equilíbrio a menos de duas semanas das urnas definitivas, os debates na TV vão decidir entre Dilma Rousseff e Aécio Neves quem ocupará o Palácio do Planalto: se nele permanece a atual presidente, ou se para ele irá o senador mineiro. A fase dos debates começa terça-feira na Rede Bandeirantes prosseguindo na quinta-feira no SBT e depois na Rede Globo. Por questões de audiência este será sem dúvida o mais importante, a exemplo do que ocorreu no primeiro turno quando Aécio superou o desempenho de Marina Silva assegurando assim seu passaporte para o desfecho final com Dilma Rousseff.

É que à medida em que a população cresce, em consequência o eleitorado se expande, a influência da televisão torna-se cada vez maior e transforma os comícios nas ruas e nas praças em acontecimentos relativos ao passado. Basta se confrontar o avanço demográfico e o crescimento do número de eleitores e eleitoras no tempo para se ter esta certeza. Não quer dizer que as manifestações de rua não sejam importantes, mas esta importância depende do fato de virem a ser elas transmitidas pelas telas mágicas da TV.

Pode-se partir do princípio que o Brasil possui cerca de 55 milhões de domicílios e um eleitorado de 140 milhões, representando 70% da população. Portanto uma audiência de 10 pontos na TV corresponde aproximadamente a 20 milhões de espectadores. Marca impossível de atingir pelo contato pessoal mesmo através de todos os meses que assinalam a campanha eleitoral.

SEGUNDO TURNO NOS ESTADOS

As campanhas eleitorais porque temos que levar em conta as eleições de segundo turno para 14 governos estaduais. Em muitas situações há convergência entre o apoio de um partido a um candidato no estado e outro candidato a presidência da República. Porém há exceções e esse cruzamento de votos dificulta a realização de pesquisas. No entanto apesar dos erros verificados no primeiro turno, são as pesquisas do Datafolha e IBOPE as referências básicas que destacam o rumo das campanhas e a posição dos candidatos. Não há outro meio de se poder analisar previamente as tendências predominantes do eleitorado.

Colocado o tema sob este prisma, na véspera do início da temporada dos debates Dilma e Aécio devem repensar suas posições e a forma de abordarem os temas mais sensíveis à vontade dos votantes. Os debates tornam-se assim um panorama orientador das preferências da sociedade brasileira. Momento em que passado e presente se encontram no início da estrada para o futuro. Este é um aspecto essencial, na medida em que destaca o conteúdo das propostas, tornando-o mais importante do que a visão transmitida pelos marqueteiros. Estes têm atuação importante, mas na medida em que viabilizam melhor a colocação dos conteúdos, uma vez que a forma de apresentação não pode substituir os temas concretos a serem destacados. Temas concretos não faltam: saúde pública, transportes, saneamento, segurança, educação e moradia. A superação de problemas nesses setores significa modernizar o país.

16 thoughts on “Debates na TV vão decidir as eleições presidenciais

  1. Caro C.N. e leitores,

    É CORRETO PERMITIR, DURANTE O DEBATE, UM CANDIDATO COM CADERNOS, LIVROS, ANOTAÇÕES ou “COLAS” ?

    Sabemos todos, desde os primeiros anos na escola de ALFABETIZAÇÃO, que durante as provas, testes ou similares NÃO PODEMOS ter acesso a quaisquer CADERNOS, LIVROS, ANOTAÇÕES ou “COLAS”.

    DURANTE O DEBATE A DILMA VAI ESTAR COM CADERNOS, LIVROS, ANOTAÇÕES ou “COLAS” ?

    abraço fraterno

  2. Mais do mesmo, “vou investir mais nisso, mais naquilo, mais napqp,…”.
    Enquanto ficam no bla, bla, bla, acabo de voltar do supermercado e aconteceu novamente aquilo que vemos em filmes americanos; sua despesa ficou em 134 reais, mais 104 reais de impostos, só 75%, o governo agradece, vai investir um montão!
    O maior exportador de carne bovina tem tudo para aumentar as remessas em mais 20% no próximo ano, fantástico!, mais divisas, mais inflação e graças aos cornudos aumenta-se os juros, as tarifas públicas, aumenta também a discurseira sobre aumento no preço dos combustíveis, aquele valor composto de 1,50 reais de produto mais 1,50 reais de tributos, tem que aumentar, mudar para para 2 reais o valor do produto mais 1 real de imposto nem pensar.

  3. O que se sabe é que Aécio está 10% á frente. Seguramente.
    Vai ser difícil para a quadrilha que nos governa reverter o quadro. Ainda mais um quadro carregado de tintas criminosas.
    Queriam acabar com a imprensa livre ,pois a mostra desse quadro era o que mais temiam.
    Não conseguiram .
    O quadro está aí.

  4. Presidente pergunta para o Aécio porque ele construiu a sede do governo mineiro lá paras bandas do aeroporto de confins, num brejão. Pergunta para ele quanto o estado de minas gastou, de quem eram as terras, eram do governo ou de algum fazendeiro amigo de Aécio ? Aécio, aqui na cidade do rio, Aécio tem fama de viver na esbórnia, de cair de nariz lá na lapa ?

    • “presidente”, responda, mesmo sem ninguém perguntar diretamente (a pergunta é de todo o Brasil):

      – quando é que o BARBA, DELATOR, DEDODURO e o seu sacrista vão processar o Delegado Tuma Júnior?
      com sigilo de justiça ou sem; queremos ver o Júnior nas barras dos tribunais.

      – e a Rosemary dos vôos ardentes, a Rosemary do bebarrão, cadê-la?

  5. Presidente pergunta para o Aécio porque ele construiu a sede do governo mineiro lá paras bandas do aeroporto de confins, num brejão. Pergunta para ele quanto o estado de minas gastou, de quem eram as terras, eram do governo ou de algum fazendeiro amigo de Aécio ? Aécio, aqui na cidade do rio, tem fama de viver na esbórnia, de cair de nariz na lapa, pergunta para ele se o Cabral mandou o DETRAN aliviar quando Aécio foi pego na blitz da lei seca dirigindo bêbado, saiu do carro catando frango.

    • Certamente, o aeroporto não foi feito para o jatinho do fabricante de dossiê – amigo do petralha eleito – usar para levar e trazer a sobra do caixa dois da campalha da organização criminosa.

  6. Dorothy, muito boa a sua observação.
    Os debates no final das eleições, só terá influência em quem não
    votou, votou nulo ou indecisos, quem já decidiu em quem votar, poucos mudarão
    seus votos. Debates, seriam muito mais importantes e esclarecedores,
    se fossem desde o início da campanha, em vez de horário eleitoral
    gratuito ( engana bobos e mal informados)

  7. Prezado sr. Pedro do Coutto
    “Não há dúvida que … os debates na TV vão decidir entre Dilma Rousseff e Aécio Neves quem ocupará o Palácio do Planalto”.
    Absolutamente não concordo.
    Quem vai decidir quem será o próximo presidente serão as sombras que estiverem por trás das nossas fraudáveis urnas eletrônicas.
    Vamos saber, isto sim, a que partido pertencem estas sombras manipuladoras.
    Pelo andar da carroça nacional e pelas “pesquisas” absolutamente questionáveis, e sobretudo visivelmente fraudadas, tudo me induz a concluir que o Relatório Final das eleições de 26/10/2014 que, acredito, já deva até estar impresso, contemplando como vencedor o Aécio.
    Será mentira pura, mas formalmente perfeito:
    1) as pesquisas malfeitas e fraudadas entronizam, antes, o Aécio;
    2) a mídia vendida abomina Dilma, as mentiras que aparecem são só sobre ela;
    3) ao final, cereja do bolo neoliberal, as urnas dirão que o Aécio ganhou!!!
    4) E ninguém poderá reconferir os votos…
    Perfeito!

    Quem discordar deste Plano Real que me diga como poderemos reconferir o resultado! Posso eu? Pode você, Pedro?
    Poderá, talvez, algum comentarista profundo conhecedor do assunto?

    Está na Lei, que os votos podem ser recontados (ou estava).
    Só que com as urnas eletrônicas fraudáveis, também isto foi pro espaço.
    Valem as pesquisas e a ratificação das urnas, com seus relatórios que virarão papel higiênico no dia seguinte da oficialização dos resultados.
    Quem viver verá.

  8. Debate político no Brasil é acusação, desconstrução. Ontem mesmo vi na TV campanha ao governo de São Paulo, ocorrida muitos anos atrás, o Jânio agredindo o Montoro e vice versa. Ridículo que dura até hoje. Ganha o debate quem tem mais verve, acusa mais, tem mais arrogância e ímpeto nas acusações. E o povo que gosta de briga de galo grita satisfeito: Aécio venceu , bateu abaixo da linha de cintura. Mas que eu não gosto de briga de galo, estou ligado nas realizações, fui lá em Minas para ver o que Aécio, nariz nervoso, realizou para o povo mineiro. Mobilidade, saúde, educação, segurança, meio ambiente. O que de moderno fez Aécio em Minas para cobrar tanto da Presidente Dilma ? Não sei, mas Aécio perdeu para Dilma , em Minas, no primeiro turno. Não teve boa votação no Estado que governou. Para que debate ?

  9. Gostei do tema, senhor Pedro do Coutto.
    Gerou comentários bem interessantes e várias análises pertinentes quanto ao condão da visibilidade na TV.
    Somente um comentário me pareceu deveras intrigante, merecendo por isso maior atenção da minha parte.
    Foi o texto da lavra do senhor Luiz Cordioli.
    Comungo com todo o enredo traçado por ele, porém, com todo respeito, discordo totalmente do personagem apontado por ele, o senhor Aécio Neves, como beneficiário da rapidinha mas safadinha urna eletrônica.
    Não concordo. Penso que o senhor Cordioli se enganou, trocou Dilma por Aécio…
    Só para lembrar a todos sobre a nefanda urna que não dá comprovante de voto, nunca é demais salientar, lembrar, que ela tem a benção do STE, que, por um acaso (?) é presidido pelo senhor Dias Tofoli, ex-advogado do PT, e indicado por Lula para o Supremo, mesmo sabendo que o advogado da casa não passou nas provas de dois concursos que tentou para ser juiz…
    No fundo e no raso, é muita” artilharia” para garantir, de fato, a reeleição da presidente, e não vai ser agora, com o jogo pau a pau, um pouco melhor para o senhor Aécio, imaginar que dona Dilma vai levar bola nas costas…por causa da urna sinistra… até parece…
    Se der Aécio Neves como eleito, é porque, de fato, ele conseguiu vencer a monumental máquina governamental criada por Lula e o PT para se perpetuarem no poder.

    • Sr. Andrade,

      sem qualquer dúvida ele, o sr. Cordioli, sabe quem é o dono das urnas. Trocou o nome da “presidente” pelo do candidato, creio que de modo propositado.

      Seus quatro últimos parágrafos, no comentário, dizem bem quem é contra a aferição das urnas e contra qualquer conferência que se possa fazer. Só no Brasil! É muito preocupante.

  10. Srs. ANDRADE E ALUIZIO, o DONO DA BOLA é o PT-Governo, o Tofoli, presidente do TSE, proibiu teste nas Urnas, que aceita estupro com satisfação, na recomendação de uma sexo-luga Marta. O Tofoli PASSOU A BOLA PARA OS TRS ESTADUAIS, TIRANDO O DELE DA RETA, SE ALGUM CIDADÃO(Ã), PROVAR A FRAUDE. QUERO CRER QUE A TROCA DE NOME, NÃO FOI DE MÁ FÉ, MAS TÁ DIFICIL!.
    Transformar mentiras em verdade é pecado.
    Acabar com votação nas urnas não confiáveis, É PRECISO, CONFIANÇA E VERDADE SÃO IRMÃS, VOTO FELICITA OU INFELICITA À FAMÍLIA, CÉLULA MÁTER DE UMA NAÇÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *