Decisão de manter o ex-presidente Lula na cadeia leva o PT ao desespero

Desalentada, Gleisi aparece chorando na rede social

Carlos Newton

A vida traz decepções, desalentos e desencantos. Na manhã deste domingo, dia 8, quando já se comemorava em todo o país a libertação do ex-presidente Lula da Silva, que em Curitiba aguardava, eufórico e impaciente, o momento de sair da cadeia, começaram a surgir as notícias de que não era bem assim, o juiz Sérgio Moro se recusara a mandar soltar o criminoso, o bravo desembargador Rogério Favreto então teria de mandar prender o magistrado por desobedecer a uma ordem judicial, a decisão poderia sair a qualquer momento, mas não saía. A animação foi diminuindo e os petistas foram caindo na real.

No desespero, no início da tarde a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, mandou distribuir à imprensa e divulgar pela internet uma nota oficial do partido, em protesto contra a manutenção de Lula na cadeia.

DIZ A NOTA – “A decisão do desembargador Rogerio Favreto, do TRF-4, restabelece o Estado de Direito, tantas vezes violado por Sergio Moro e pela 8ª Turma daquele tribunal. É o reconhecimento de que Lula não poderia ter sido preso sem crime nem provas, pela simples vontade de juízes parciais como aconteceu”, afirma a mensagem do PT, acrescentando:

“É simplesmente inconcebível que a ordem de um desembargador de Tribunal Regional Federal seja desrespeitada, como quer Sergio Moro, que é de instância inferior. E é também inconcebível que a decisão do desembargador Favreto seja desconsiderada no âmbito do TRF-4 por meio de grosseiras chicanas conduzidas por Moro e seus parceiros”.

Segundo o PT, “estas manobras são a prova concreta de que parte do sistema judicial está a serviço de interesses políticos e econômicos, no Brasil e em outros países, que não toleram o projeto de desenvolvimento com justiça e inclusão social que Lula representa. Querem mantê-lo preso à força”.

DIREITO DE CANDIDATO – Logo depois, usando sua conta no Twitter, a presidente do PT postou o seguinte desabafo: “Esse habeas corpus traz como fato novo o poder de exercer o direito de candidato. Direito que está garantido na Constiuição. O desembargador entendeu que era relevante, um fato novo. Aliás, a prisão em segunda instância parece prisão preventiva, tem que estar fundamentada”.

Ou seja, para a senadora Gleisi Hoffmann o fato novo no processo seria a candidatura de Lula. Em seguida, já desalentada, ela apareceu lacrimejante na rede social, para dizer que manter Lula na cadeia significa uma “sentença de morte para a democracia e o Estado de Direito no Brasil.

Uma cena comovente, não há dúvida, que deve garantir à senadora muitos votos na eleição de outubro.

42 thoughts on “Decisão de manter o ex-presidente Lula na cadeia leva o PT ao desespero

  1. Eu respondo transcrevendo o art. 92 do Regimento Interno do TRF 4:

    Art. 92. Nos sábados, domingos e feriados, nos dias em que não houver expediente normal, e fora do horário do expediente, haverá plantão no Tribunal, mediante rodízio dos Desembargadores, em escala aprovada pelo Plenário.

    § 1º Durante o plantão somente poderão ser apreciadas matérias urgentes para evitar perecimento de direito tais como habeas corpus, mandado de segurança, ou para decretar medidas cautelares de natureza penal, ou atender pedido de busca e apreensão de pessoas, bens e valores, desde que objetivamente demonstrada sua imprescindibilidade.

    Conforme se depreende da leitura acima, o desembargador de plantão tem competência para decidir sobre habeas corpus, logo a decisão do desembargador TEM AMPARO LEGAL E REGIMENTAL. É só ler o que está escrito.

    • Prezado Alvarenga
      Por gentileza me esclareça o que significa a condição final do abaixo:

      “§ 1º Durante o plantão somente poderão ser apreciadas matérias urgentes para evitar perecimento de direito tais como habeas corpus, mandado de segurança, ou para decretar medidas cautelares de natureza penal, ou atender pedido de busca e apreensão de pessoas, bens e valores, DESDE QUE OBJETIVAMENTE DEMONSTRADA SUA IMPRESCIBILIDADE.
      Onde se enquadraria o pedido para a soltura do condenado?
      Abraço e saúde.
      Fallavena

    • Mesmo se o dito desembargador for petista de carteirinha?Me desculpe senhor Alverga, tenho muito respeito pelo senhor e muitas coisas que escreve mas no mínimo esse desembargador deveria se considerar suspeito é não decidir de forma parcial tal abraço.

    • O Desembargador não tinha competência pois o HC já tinha sido julgado em instâncias superiores e negado. Dá para entender ou, Alverga, vais continuar mentindo?

      • E se julgado em outras instâncias superiores, qual a razão do desembargador ‘achar’ que o HC era procedente.

        Se ele fundamentasse a concessão do HC, o que ele não poderia fazer, à luz de decisões superiores já tomadas, estaríamos diante de uma impossibilidade jurídica.

        Parece-me suspeito que, justamente depois da copa (perdida) e em um domingo onde os ânimos estão perto de zero, na calada do dia (ou da noite), o desembargador resolve levantar-se contra a tremenda ‘injustiça’ contra o lider da ORCRIM.

        Eu não preciso pega no tridente ou a capa do capete, mas pelo cheiro, ele parece ter passado por Curitiba.

      • Virgílio está na campanha de Ciro????? aquele que ele rotulava de CORONEL????

        Verdade, Virgílio, uma vez petralha sempre petralha.

    • Argumentos de jumento petista não têm valor. O juiz não perde a competência sobre a sua jurisdição, mesmo quando em férias e isto é fato reconhecido pelo STF. Então petistas, parem de mentir que podemos ser bobos mas não somos bandidos como vocês.

    • O sr. está errado, leia o que o o Ministro do STF, Marco Aurélio, declarou sobre o assunto desmascarando justamente esse ponto de vista muito suspeito de que falas.

  2. O que está escrito é que o desembargador de plantão tem competência para decidir sobre habeas corpus que, obviamente, pede a liberdade de quem está preso. Logo a alegação de que o desembargador plantonista não é competente para tomar tal decisão não procede.

  3. A maioria da população brasileira, chora o ano inteiro!… Essa cambada daí tá chorando agora, em suas mansões, com as burras abarrotada do roubo feito.

  4. O militante petista ex subordinado de três prefeitos petista de Porto Alegre . Com uma carreira sólida partidária em
    Ccs do PT. Em uma manobra partidaria sem respeitar a decisão dos seus colegas desembargadores e dos ministros do TSE e STF é o que? O presidente do TRF-4 foi consultado uma vez que o caso se trata de um ex presidente? Isto é mais um circo armado pelo modo petista de atuar para chamar atenção. Simples assim. Criar um fato em busca de holofotes. Na minha humilde interpretação o que esta em jogo é soltar toda a quadrilha e as futuras condenações que estão por vir. A canarinha do PR PSDB MSN etc.. estão ” tudo junto e incluídas” Como diria o povo da colônia alemã.

    • essa mulhé, simula que chora.
      quando chora, é porque o Lixandre Romano,
      faz muito,
      não a leva para debaixo de uma moita de mufumbo
      onde possa dar Zunhadas e Lanhadas.

  5. Nós ficamos discutindo os aspectos jurídicos mas o que os petistas estão fazendo é a “luta política”. Vão tentar vender a ideia da “injustiça contra o chefão”. E vão fazer isso com a convicção dos fanáticos. Esse choro da narizinho é real. São doentes! (para dizer o mínimo!).

  6. mas, Sátiro,
    você, alguma vez, já viu algum
    petralhento/petralhoso/petrapostema
    honesto, insuspeito, imparcial, digno ?
    ainda mais esse aí, dizimbaragadô
    FEITO NAS COXAS !

  7. Foi muito fácil, para Sérgio Moro, de pronto, deduzir que o desembargador que mandou soltar Lula estava agindo por casuísmo. Porque, Moro e toda a sua legião que vem mantendo o ex-presidente preso, eles estão imbuídos do mesmo sentimento mesquinho – casuísmo, ranço!

  8. Voltando ao tema. Em suma, a Gleisi chora, o marido também, (o amante ninguém sabe!), e a vida segue. E como segue. Somos inviáveis. Putz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *