Defesa denuncia maus tratos a Loures na carceragem da Polícia Federal

Resultado de imagem para loures pede para sair da Papuda

Loures não parece estar sofrendo maus tratos

Mônica Bergamo
Folha

O ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR) passa por momento crítico e está muito mal, segundo relatos de quem esteve com ele na prisão. O deputado ficou as últimas duas semanas numa cela sem janela, com pouca ventilação, sem banheiro nem chuveiro, na carceragem da Polícia Federal em Brasília.

Nas mesmas condições e preso no mesmo local, em dezembro de 2015, o ex-senador Delcídio do Amaral passou mal, chegou a ter uma crise de claustrofobia e decidiu delatar depois que deixou a cela.

NÃO VAI DELATAR – O advogado de Loures, Cezar Bitencourt, no entanto, diz que o parlamentar “morre, mas não delata”. Ele afirma que o cliente foi sempre muito bem tratado pela Polícia Federal, mas que a carceragem do órgão não está aparelhada para a permanência de um detento. “É um local de passagem de presos, que deveriam ficar lá no máximo dois dias”, afirma.

itencourt conta que Loures não teve direito a banho de sol. No fim de semana, não pôde receber a visita de familiares e teve livros recolhidos. “Depois de lá teremos que levá-lo a um hospital”, afirma.

Loures é considerado peça-chave do escândalo que envolve Michel Temer. É o deputado quem pode dizer se os R$ 500 mil que recebeu numa mala da JBS eram recursos só para ele ou destinados também ao presidente.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A informação sobre os supostos maus tratos foi passada à jornalista Mônica Bergamo pelo advogado Cesar Bittencourt e precisa ser imediatamente esclarecida pela Polícia Federal. Dias atrás, o advogado informou que Loures queria voltar para o presídio da Papuda, alegando estar “ameaçado de morte”. Depois, passou a criticar as más condições da carceragem da PF, pedindo que Loures fosse transferido para um Batalhão da Polícia, onde as condições são tipo prisão domiciliar. Ou seja, o advogado está seguindo a linha “quem não chora não mama”, para conquistar privilégios em favor do cliente. Mas esqueceu de revelar quem estaria “ameaçando” Loures de morte. Cá entre nós, o único interessado seria o presidente Temer, que precisa silenciá-lo de qualquer jeito. Por isso, toda essa estória do advogado soa inverossímil e a Polícia Federal precisa esclarecê-la imediatamente. No site de O Globo, o jornalista Ricardo Noblat revela que Loures quer fazer delação e está contratando um novo advogado. (C.N.)

10 thoughts on “Defesa denuncia maus tratos a Loures na carceragem da Polícia Federal

  1. Triste será o destino de Loures se não delatar. A pressão que deve estar sofrendo dos partidários de Temer deve ser inimaginável. Dai, qualquer coisinha é motivo de grande sofrimento, afinal cadeia é cadeia, não importe o lugar.

  2. Nota-se que tem muita conversa de advogado por aí.
    Pelo que fez e na M. em que se meteu, Loures deve estar muito preocupado com sua vida.
    Não é para menos.

    O risco é o cala-boca sinistro.
    O jurista afirma que Loures “morre, mas não delata”.
    Acredito mais na Nota do Blog quando afirma que “… Loures quer fazer delação e está contratando um novo advogado”.
    Esse assunto ainda vai render.
    Só espero que continue lá, na PF, que deve ser o lugar ideal para uma “boa reflexão”.

  3. Realmente, o farsante Temer bobeou. Poderia ter nomeado o afilhado para o cargo de ministro da Transparência, que Serraglio recusou. Cara de pau suficiente pra isso o que se diz presidente tem. Vem demonstrando seguidamente.Medo de ser acusado de obstrução da Justiça? Já vai ser, logo, logo O balofinho é que se danou.

  4. Os políticos deveriam construir presídos especiais (SPAS). Pois, assim não sofreiam mais nestas celas que foram feitas para os simples mortais que vivem neste País.

  5. Na gaiola o passarinho canta melhor do que na natureza.
    Para quem sempre teve a certeza da impunidade, ao ser preso, o indivíduo passa a rever seus conceitos.
    Lealdade é para situações amenas, quando a água começa a bater na bunda, logo despertas as desconfianças , mas quando ela chega a altura do queixo, não resta alternativa, é nadar ou morrer.
    Assim o ” fidelíssimo” abre o bico. É a sobrevivência.

  6. A Mônica Bergamo é assim e notícia vinda dela tem que passar numa lavanderia (não de dinheiro) para ver a parte verdadeira. Petista, como ela é, está sempre trabalhando para livrar os afilhados.

  7. É Mara, realmente o cidadão não nasceu e muito menos foi criado para isto. Mais parece criado com vóvó.
    Agora, tem que colocar um disquinho na cela dele, repetindo: Dinheiro surrupiado do povo, deixa o povo sem hospitais, sem médicos, sem remédios, sem infra estrutura, sem segurança, subtrair dinheiro do povo é crime hediondo ou deveria ser.

  8. Newton, o advogado de Loures diz que ele prefere morrer mas não delata. É elementar: Se ele prefere morrer que delatar é sinal que tem muitos crimes a delatar. “Dá essa de João sem Braço”: Estou sendo ameaçado. Tudo cascata, o que Loures quer é moleza e ir para prisão domiciliar ou para um quartel da Polícia Militar. Nunca esteve ameaçado em nenhuma das duas prisões. A prisão da PF é de trânsito. É para ficar no máximo 15/20 dias e não tem conforto. Na Papuda´tem esporte, biblioteca, sala de aula, médico, visitas. É frescura dizer que estava sendo ameaçado de morte. Só tem um personagem que no momento poderia desejar sua morte: Michel Temer Lulia o “Temer 500”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *