Delao da OAS, que atinge Temer, Lula, Dilma, Acio e Serra, fica em sigilo

Resultado de imagem para leo pinheiro oas

Lo Pinheiro fez muitos amigos nos tribunais

Deu em O Tempo

Acabou um pedao da novela da delao da OAS, iniciada h dois anos. O acordo de colaborao firmado por oito executivos da empresa foi enviado na ltima sexta-feira pelo procurador geral da Repblica, Rodrigo Janot, ao gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo. A delao da OAS relataria pagamento de suborno e contribuies via caixa 2 aos ex-presidentes Lula (PT) e Dilma (PT), aos senadores Acio Neves e Jos Serra, ambos do PSDB, e a aliados prximos ao presidente Michel Temer (PMDB). Os documentos esto sob sigilo.

O acordo do principal delator da OAS, Lo Pinheiro, no faz parte desse pacote enviado ao Supremo. Tambm no foram enviados os documentos de dois acionistas que controlam o grupo, Csar Mata Pires Filho e Antnio Carlos Mata Pires.

CAIXA DOIS – Os executivos cujos acordos sero analisados por Fachin cuidavam de pagamento de caixa dois. So considerados personagens menores na trama de corrupo da OAS.

A delao da empresa considerada comprometedora para o ex-presidente Lula. Pinheiro disse em depoimento ao juiz Sergio Moro, num gesto para que seu acordo de delao fosse aceito, que o triplex de Guaruj (SP) era para o ex-presidente e que os recursos gastos na obra (cerca de R$ 2 milhes) saram de um centro de custo que contabilizava propinas pagas em contratos com a Petrobras.

A declarao de Pinheiro supriu uma das principais lacunas da fora-tarefa de Curitiba no caso do triplex: a ligao da obra no apartamento com os recursos desviados da Petrobras. No havia essa prova na apurao. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de priso no caso do triplex e recorre da deciso. A defesa do ex-presidente alega que Pinheiro fez a acusao contra Lula, de quem era amigo, para escapar da priso.

TUCANOS ACUSADOS – H nas delaes de Pinheiro e integrantes da cpula da OAS uma srie de acusaes contra os tucanos. Pinheiro relata que Acio Neves formou um cartel para as obras da Cidade Administrativa. Acio nega que tenha recebido propina da OAS.

Os executivos contam que pagaram suborno a Serra e a outros tucanos quando ele era governador de So Paulo em obras do Rodoanel e do metr, o que Serra nega enfaticamente. H tambm relatos de formao de cartel para obras do metr.

Fachin vai analisar a legalidade dos acordos, sobretudo a espontaneidade dos delatores, para decidir se ir homolog-los. O acordo da OAS, que deve contar com a assinatura de 20 delatores, mais enxuto do que o da Odebrecht (77 executivos) e no foi enviado ao Supremo em sua integralidade por falta de tempo da Procuradoria Geral da Repblica para analisar todos os documentos em razo da confuso em torno da JBS.

SIGILO MANTIDO – Se for homologada, a delao volta para a Procuradoria Geral da Repblica para que os investigadores apontem quantos inquritos querem abrir no Supremo. Isso ficar a cargo de Raquel Dodge.

At a delao da JBS, o Supremo costumava manter o sigilo dos acordos de delao at que fossem abertos os inquritos decorrentes das provas apresentadas. Em seguida, a delao se tornava pblica.

Na delao da OAS, o tratamento deve ser diferente. Isso porque, em junho, trs dos cinco ministros da Segunda Turma, que julga processos da Lava Jato, mostraram-se inclinados a deixar futuras delaes premiadas em sigilo por mais tempo. A tendncia que as delaes permaneam secretas at a Corte receber a denncia do Ministrio Pblico e transformar o inqurito em ao penal. Se houver mudana na regra pelos ministros, os inquritos a partir da delao da OAS sero abertos no tribunal sem a divulgao do assunto tratado.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
O rigor com o sigilo tem explicao. Lo Pinheiro deixou de fechar a delao porque vazaram informaes de suas relaes com ministros dos tribunais superior, especialmente Dias Toffoli e Gilmar Mendes, que amigo de todo mundo em Braslia. (C.N.)

7 thoughts on “Delao da OAS, que atinge Temer, Lula, Dilma, Acio e Serra, fica em sigilo

  1. O dio vai dando lugar razo e a coragem vai superando a covardia.

    O ministro Sebastio Reis, do STJ foi na veia de Srgio Moro:

    No posso admitir e concordar com juiz emitindo nota para a imprensa, vdeos na internet, filme com tapete vermelho, dando entrevista para falar no de casos que poder vir a apreciar, mas de casos que j est examinando naquele momento

    Criticou, sem meias palavras, a condenao obrigatria , pr-determinada ao Judicirio pela mdia:

    https://goo.gl/woqTng

  2. ANAU, S ARMAS!

    Um pas-continente
    De natureza exuberante
    Sob um cu azul-anil
    Sua aquarela onipresente
    Espelha a mata verdejante
    Do nosso couto Brasil

    Como pode este cenrio
    Rico de eterna beleza
    Entocar tantos bandidos
    Com vestes de autoridade
    Seguros de uma certeza
    Que jamais sero punidos?

    Outro dia vi na tev
    Um juiz todo estofado
    Com um som corococ
    Quando a polcia foi ver
    Era uma galinha roubada
    Por debaixo de Sua toga

    O policial mais que depressa
    Passou a canhota na galinha
    E disse para o togado:
    -Esta aqui vai ser bandeco
    Na boca de um velhinho
    Duma casa de caridade

    Ao chegar l no asilo
    O tira avistou uma boca
    Mas no era a do velho
    Que no provou da galinha
    Porque o guarda a trocou
    Por uma parada de merla

    A boca-de-fumo era casa
    De um famoso quadrilheiro
    Poltico forte do grupo
    Do governo de um estado
    Onde o Santo Padroeiro
    Tambm um corrupto

    Pro Brasil s tem sada
    Se nosso povo injetar
    Muito dio em sua veia
    Partir para ao terrorista
    Aguerrido e bem treinado
    Por um lder verdadeiro

    Se voc tiver religio
    Fale isso a sua liderana
    A no sindicato, sei l!
    Onde voc tem ligao
    S assim nossa vingana
    Comea a se desenhar

    O podre poder tirano
    Tambm autodefensivo
    E so muitas suas armas
    Mas feito de ser humano
    Ento podemos destru-lo
    Pois seus donos so mortais

    Viver alegre num Brasil
    Sempre fingindo a dor
    Nesta eterna Babilnia
    Antes viver como triste
    Mas tornando com terror
    Este pas numa Colmbia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.