Delaes mostram que metade das operaes do FI-FGTS envolveu propina

Resultado de imagem para fundos do fgts charges

Reproduo do site do Sindados/Bahia

Deu no Correio Braziliense
(Agncia Estado)

Corrupo e manobras polticas marcam os bastidores dos investimentos do FI-FGTS, o fundo mantido com o dinheiro do trabalhador. o que mostram delaes premiadas de investigados em diferentes operaes criminais, como Lava Jato e Spsis. Cruzando as delaes com os investimentos, as denncias indicam que, pelo menos, 47,7% dos recursos liberados para empresa envolveram o pagamento de propinas. O valor pode crescer, porque alguns suspeitos de integrar os esquemas no FI-FGTS e na Caixa Econmica Federal, responsvel pela gesto do FGTS, ainda esto sob investigao.

O FI-FGTS foi criado em 2007. Tem hoje um patrimnio R$ 32 bilhes para suportar projetos que buscam fortalecer a combalida infraestrutura nacional, em reas como transporte, energia e saneamento.

INVESTIMENTOS – Cerca de R$ 24 bilhes esto investidos em empresas por meio de aes compradas em bolsa, cotas em fundos, participaes em negcios e debntures. Pelas denncias, R$ 11, 4 bilhes alocados diretamente em empresas transformaram o dinheiro do trabalhador em moeda para negociatas entre polticos, seus emissrios e empresrios.

A delao que sustenta a maior parte das investigaes a de Fbio Cleto ex-vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa. Ele detalhou o esquema e apontou como cmplices o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que est preso em Curitiba, o investidor Lcio Funaro, preso em Braslia, e seu ex-scio Alexandre Margotto.

OUTRAS DELAES – Cunha e Funaro negociam delaes. Margotto j fez a sua, corroborando parte do relato de Cleto. O empresrio Joesley Batista, que recebeu R$ 940 milhes do fundo para por de p a fbrica de celulose Eldorado, tambm deu detalhes que confirmam as histrias do ex-executivo da Caixa. Relatos semelhantes aparecem entre as 77 delaes de executivos da Odebrecht. Uma delas, por exemplo, relata propina para um ex-conselheiro do FGTS ajudar na liberao de recursos do FI para a Usina Santo Antnio, em que a Odebrecht scia. Somando o que foi liberado para saneamento, transporte e Santo Antnio, a Odebrecht recebeu mais de R$ 5,5 bilhes do FI-FGTS.

Cleto contou que pessoalmente se envolveu numa dezenas de transaes ilcitas no FI-FGTS, que renderam mais de R$ 7 milhes em propinas em valores de hoje (R$ 520 mil em dinheiro, US$ 2,1 milhes em depsitos no exterior).

CONTA NA SUA – Nada teria vindo a pblico no fosse um detalhe: a pedido de Cunha, as propinas eram depositadas numa conta da construtora Carioca, na Sua. Aps ser alvo de uma busca e apreenso da Polcia Federal, Cleto descobriu que a Carioca havia delatado esses pagamentos para o Ministrio Pblico Federal. Percebeu que no tinha como escapar. Consultou o criminalista Adriano Salles Vanni e decidiu tambm delatar.

A Caixa, que responsvel pela gesto dos recursos do FGTS, enviou nota ao Estado declarando que coopera integralmente com as investigaes das autoridades e que criou foras tarefas especficas, constitudas por empregados da rea jurdica, financeira e de risco da instituio, para analisarem todos os investimentos do FI-FGTS. “Todo o trabalho acompanhado pela corregedoria da Caixa, que instaura procedimentos de apurao de responsabilidade sempre que identificadas irregularidades”, diz o texto.

Em uma dessas diligncias internas, as equipes chegaram a ouvir o ex-executivo Fbio Cleto, que delatou o esquema de corrupo no fundo e no banco estatal. A preocupao era entender o nvel de comprometimento da equipe e existncia de irregularidades nos procedimentos internos.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Fica claro o modo com que o governo do Partido dos Trabalhadores tratava os recursos que pertencem aos prprios trabalhadores… Mesmo assim, Lula da Silva continua tendo milhes de eleitores. (C.N.)

8 thoughts on “Delaes mostram que metade das operaes do FI-FGTS envolveu propina

  1. A cada nova denncia e comprovao de desvios, roubos, corrupo,, fico pensando por onde andam as instncias fiscalizadoras destes rgos todos? Existem? Funcionam? Quem faz parte delas? Pode ser responsabilizados? Se podem, por que no o so?

    Quanto tempo j passou e nada foi, at hoje, dito em relao aos conselheiros da Petrobrs que, no mnimo, fecharam os olhos para tudo que aconteceu, inclusive no caso Passadena!

    Vai fiar por isto mesmo? Vamos ter de calar, assumir o prejuizo e deixar os culpados assim?

    Fallavena

  2. Sr Fallavena;
    O sistema de controle no Brasil s serve para empregar milhares de funcionrios com estabilidade e aposentadorias garantidas.
    Lembra do Juiz Trabalhista Laulau? Construiu um prdio para o Judicirio em So Paulo por mais do dobro do preo. Nenhum rgo descobriu nada. A o genro do Laulau foi escanteado e meteu a boca. S ento os contribuintes descobriram o roubo. Na poca deveriam ter demitido todos os auditores e fiscais envolvidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.