Delator da Lava Jato faz acordo e vai pagar multa de R$ 70 milhões

O juiz Sérgio Moro homologou a delação premiada de Padilha

Deu na Folha

O lobista Hamylton Padilha, que se tornou réu em processo ligado à Operação Lava Jato nesta segunda-feira, se comprometeu com o Ministério Público Federal a pagar uma multa de R$ 70 milhões em um acordo para garantir a redução de pena.

Padilha é acusado de pagar propina ao ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada durante a negociação para a contratação de um navio-sonda pela estatal em 2008. A denúncia (acusação formal) foi aceita pela Justiça Federal nesta segunda.

Pelo acordo firmado com os procuradores, o acusado precisará pagar a primeira parcela da multa, de R$ 24 milhões, em um prazo de 40 dias. O restante será quitado em um prazo de até sete meses.

Entre outras obrigações do réu na delação premiada, também estão esclarecer detalhes do caso investigado, indicar provas, “afastar-se de atividades criminosas” e renunciar ao direito ao silêncio.

Pelo acordo, a pena máxima para o conjunto de processos relacionados será de oito anos de prisão, sendo que um período de até cinco anos poderá ser cumprido em regime aberto.

Se houver descumprimento de alguma condicionante, o entendimento será revisto. O acordo de delação tinha sido homologado pelo juiz Sergio Moro há duas semanas e prevê sigilo sobre as informações reveladas.

PADILHA NEM FOI PRESO

O Ministério Público Federal afirma que ele era dono de uma empresa constituída em Belize (América Central) que foi usada para intermediar repasses para contas na Suíça de Zelada e do ex-gerente da Petrobras Eduardo Musa.

Procurada, a defesa do lobista disse que não iria se manifestar sobre as acusações ou sobre o acordo homologado. Zelada nega as acusações.

One thought on “Delator da Lava Jato faz acordo e vai pagar multa de R$ 70 milhões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *