Delfim defende Temer e diz que a paixão política costuma cobrar caro…

Resultado de imagem para delfim netto charges

Delfim tirou os óculos e não enxerga mais nada

Delfim Netto
Folha

A sociedade brasileira está em estado de choque. Apoiou fortemente o afastamento de Dilma, pelo “péssimo estado geral da sua obra”, reconhecido, aliás, por ela mesma quando, depois de sua reeleição, adotou o programa econômico do candidato vencido! O seu impedimento está longe de ter sido um “golpe”. Fez-se dentro da Constituição (que acabou violada em seu benefício) e sob o “controle” do STF.

A posse de Temer, em maio de 2016, mudou a perspectiva. Ele conseguiu aprovar no Congresso em um ano o que não se fez nos cinco do governo anterior. O problema é que os efeitos levam tempo para se materializar e não apagam o desastre fiscal em que fomos metidos no processo eleitoral. Em maio de 2017, a situação era ainda muito complicada, mas já apareciam tênues sinais de uma recuperação modesta do crescimento econômico, único remédio para nossas angústias.

ARMADILHA – Tragicamente, uma “delação premiada”, derivada de uma “armadilha” bem urdida somada à falta de desconfiômetro de Temer, produziu o tumulto que o país vive. Tal confusão é hoje o mais poderoso instrumento da oposição às “reformas”, que se localiza na alta burocracia federal, uma “elite extrativista” que se apropriou do poder em Brasília graças à covardia dos governos e ao descuidado conformismo escandaloso dos trabalhadores e dos sindicatos que a sustentam!

Na semana passada, tivemos outro “show midiático”, do mesmo “capoclasse” da organização criminosa que – com a conivência dos últimos poderes incumbentes – assaltou o patrimônio nacional e escafedeu-se brilhantemente. Aumentou a tensão, mas restaram terríveis contradições entre as suas narrativas, que certamente vão dar trabalho à Justiça.

INTRIGA CRIADORA – Estamos numa crise real enorme, apimentada por notícias transmitidas por imaginários informantes em “off”, que alimentam, em tempo contínuo, a “intriga criadora”. Parte da imprensa autopromoveu-se: de “técnicos de futebol” que sempre foram a “competentes jurisconsultos” que — sem dúvida nenhuma —”julgam” e “escracham” votos de ministros do TSE, STJ e STF, sem o menor respeito pelos seus conhecimentos e pela naturalidade do contraditório…

Como nos ensinou Max Weber (e lembrou o ilustre professor Kujawski), estamos diante do dilema: usar a ética da “convicção” (“faça-se justiça e pereça a sociedade) ou a ética da “responsabilidade” (avaliar cuidadosamente as prováveis consequências de cada solução e escolher a “menos pior” para a sociedade a curto e longo prazo).

É essa escolha que está sob os ombros do STF, sacralizado como Poder moderador na Constituição de 1988. Que a razão e a precaução o iluminem. A paixão política costuma cobrar caro a sua imprevidência.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O artigo de Delfim é tipo Piada do Ano. Merece ser transcrito, para que se constate a que ponto vai a desfaçatez dessa gente. Envolvido com a corrupção da Odebrecht e usando o próprio sobrinho como “operador” da propina, Delfim ainda se julga capaz de dar pitacos sobre política. Melhor faria se já estivesse recolhido à sua consciência, se é que a tem ou algum dia a teve. (C.N.)

15 thoughts on “Delfim defende Temer e diz que a paixão política costuma cobrar caro…

  1. As forças para livrar (da investigação) Michel Temer, os tucanos e seus aliados estão em pleno movimento e, nesse caso, não há republicanismo.

    Aparelhar as instituições do poder público foi o que Aécio e a irmã fizeram e Minas Gerais. É o que agora está sendo feito em nível federal.

    Aécio disse a Joesley, em conversa gravada, qual era seu plano.

    O Congresso Nacional está dominado.
    O Ministério da Justiça teve troca de comando.
    Alexandre de Moraes foi para o Supremo.

    E vem muito mais por aí.

    https://goo.gl/JNvGc2

  2. Este senhor não sabe o que diz, o Brasil merece esquecer este senhor, o que contribuiu para o país, só fala besteira, acha que devemos fechar os olhos para o que está acontecendo, é demais.

  3. O judas temer vendeu nossa pátria. Enquanto a gente fica só de olho na lava jato as leis do país estão sendo mudadas. A lei de imigração que permitir que milhares de muçulmanos bandidos e radicais entrem no país já foi aprovada.

  4. A nosso ver, o ex-Ministro da Fazenda DELFIM NETTO defende mesmo a Economia do Brasil.
    Poucos Brasileiros defendem tão bem as Empresas de Matriz no Brasil, especialmente as INDUSTRIAIS, como o Sr.DELFIM NETTO.
    Desde a luta no final dos anos 60′ pela implantação de fábricas de café solúvel no Paraná e sua Exportação, da expansão de nossa Indústria de Base, Siderurgia,Alumínio, Carvão, Petróleo/Gás, Cimento, Vidros, Cerâmica, Petro-Química/Borrachas, Automobilística especialmente Auto-Peças, Remédios, Química-fina, Adubos N P K, Implementos Agrícolas e de Transportes, Agro-Business,etc, etc, o Sr.DELFIM NETTO sempre esteve na Frente de Luta NACIONALISTA. Lutando pela Indústria Nacional de Matriz no Brasil, aquela que produz TECNOLOGIA NACIONAL e Capitaliza 100% aqui dentro.
    Ainda agora, escreve que nosso Câmbio esteve sempre super-Valorizado desde o Plano Real de 1994, gerando tremendo Custo à nossa INDÚSTRIA,etc, etc.

    Agora, SANTOS, estes estão nos altares das Igrejas. Na Política e e na Economia só encontraremos SERES HUMANOS, com suas Virtudes e Defeitos.
    Abrs.

    • Concordo com o Flavio José Bortolotto. Goste-se ou não do Delfim Neto, mas não se pode negar a sua vivência e experiência política. O Brasil teve bom desenvolvimento e vivia-se melhor durante o período em que Delfim foi ministro da fazenda, do que os períodos dos governos seguintes, após a ditadura.

  5. Prefiro o Delfim, que é um “diabo velho” e conhecido ao Janot, que é novo e desconhecido. E tem um apetite enorme este Janot. Senhores, dizer que o Temer (que não controla nem o partido dele – vide Renan) é o chefe da quadrilha ? E o pessoal que ficou 13 anos no poder, são inocentes ? Vejo claramente aí o pagamento ao santo Lula pela sua nomeação como Procurador. Não vou exagerar e dizer que o Temer é um coitadinho inocente. Mas imaginar que ele é o chefe, acima do Lula e da Dilma e Cia., em cujo período no comando do governo e seus inúmeros órgãos públicos os irmãos goianos multiplicaram mais de 25 vezes seu faturamento é demais para este pobre vivente. Janot está apenas retribuindo. Mas não merece nenhum crédito.

  6. Este senhor não deveria estar sendo investigado, processado e preso em função da Delação Premiada da Andrade Gutierrez, referente à Hidrelétrica Belo Monte, onde teria atuado como Coordenador do Cartel que sabotou a licitação pública para a implantação do empreendimento?

  7. Nunca esquecendo que Delfin ficou conhecido como o ministro 10%. Teve até um livro escrito por um militar que disse tudo. (Delfin chegou a dizer em plena ditadura em um “bristô”: As noites do poder são deslumbrantes). Os mais antigos se lembram dessa frase publicada pela imprensa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *