Democracia será mantida com eleições limpas, transparentes e urnas eletrônicas, diz  Moraes

Democracia no Brasil será garantida com eleições 'limpas, transparentes' e urnas eletrônicas, diz Alexandre de Moraes — Foto: Reprodução/TV Bahia

Diante de magistrados, Moraes defendeu a urna eletrônica

Lílian Marques e Nataly Acioli
TV Bahia e g1 BA

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirmou, neste sábado (14), que a democracia no Brasil será garantida com votação limpa, transparente e através de urnas eletrônicas. Ele será o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as Eleições 2022. Moraes discursou por cerca de 30 minutos no Congresso Brasileiro de Magistrados, que acontece até este sábado, em Salvador.

“Vamos garantir a democracia no Brasil com eleições limpas, transparentes e por urnas eletrônicas. Em 19 de dezembro, quem ganhar vai ser diplomado nos termos constitucionais, e o Poder Judiciário vai continuar fiscalizando e garantindo a democracia”, afirmou. Além disso, o ministro criticou o ataque de “milícias digitais” contra a informação e a democracia.

MÁFIA DIGITAL – “As milícias digitais produzem conteúdo falso, notícias fraudulentas, e têm o mesmo ou mais acesso que a mídia tradicional”, disse.

Segundo Moraes, as “milícias digitais” atuam para fazer com que a população duvide da mídia tradicional, que é um dos três sustentáculos da democracia.

“A internet deu voz aos imbecis. Hoje qualquer um se diz especialista, veste terno, gravata, coloca painel falso de livros [no fundo do vídeo] e fala desde a guerra da Ucrânia até o preço da gasolina, além de atacar o Judiciário”, afirmou. “Como não dá para atacar o povo, começaram a atacar os instrumentos que garantem a democracia”.

O ministro destacou que o Poder Judiciário não vai “abaixar a cabeça” para movimentos populistas que são contra a democracia. “Cada um de nós, isso não é só o Supremo Tribunal Federal, não são só os tribunais superiores, cada um de nós. magistradas e magistrados, cada um de nós tem a sua responsabilidade para garantir que o país continue essa democracia”.

A abertura do evento foi realizada na noite de quinta-feira (12) e contou com uma defesa enfática da democracia e do judiciário feita pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

“É preciso haver um fortalecimento das instituições. Como disse o governador Rui Costa aqui, é inimaginável que chegaríamos em 2022 precisando defender o judiciário e a democracia em tempos de atentados nocivos à sociedade brasileira. Temos que ter coragem para defender o nosso judiciário e queria reafirmar aqui que eu respeito o poder judiciário do meu país”, disse o senador.

9 thoughts on “Democracia será mantida com eleições limpas, transparentes e urnas eletrônicas, diz  Moraes

  1. Pior do que não gostar do Moraes é o petista que vem aqui elogiá-lo porque está certo que o maior corrupto, bandido, ladrão e assassino do Brasil vai se eleger com o auxílio do idolatrado. Mas como eu sempre digo, diz-me com quem andas e te direi quem és.

  2. Pior que o Bolsonaro são os que fazem coro com ele contra às urnas eletrônicas e o sistema democrático brasileiros. Quando Bolsonaro disse que cloroquina curava o doente de covid-19 , a manada também repetia como papagaios.
    É esse tipo de eleitor que está levando os dois piores candidatos ao segundo turno. Vamos ter de escolher o menos pior.
    Tivermos vários presidentes nocivos ao Brasil, mas nenhum tão nocivo ao país como o despreparado Bolsonaro. Os quase 4 anos de seu mandato foi criando confusão. Teve de aparelhar vários órgãos de fiscalização para salvar a família e amigos das garras da lei.

  3. O e$$eTeEfe e o T$E queriam transparência nas urnas de brincadeirinha. Os militares querem transparência de verdade e por isso contribuem com sua ‘expertise’.

    Tanto o e$$eTeEfe quanto o T$E, descobrirram que os militares estão antenados e demasiadamente preparados para a chamada guerra híbrida. Kkk… se lascaram!

  4. Carniças como o Xandão do PCC são heróis da “democracia” na imprensa aliada do narcotráfico. Dizer que “a internet deu voz aos imbecis” revela o quão democrático é este serviçal do Marcola; por isso o marginal vive a perseguir, censurar e encarcerar cidadãos, donas de casa e jornalistas independentes. E tudo com o apoio dos mérdias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.