Depois do Guga, o brasileiro Bellucci é o primeiro a chegar a uma semifinal de Master Mil.

Helio Fernandes

Primeiro set perfeito. “Quebrou” o sérvio fazendo 3/2. confirmou em 4/2. No 5º e 6º games botou Djokovic para correr, obrigatoriamente, sem saber o que fazer. Com apenas 4 erros não-forçados (um na rede), fechou em 6/4 com tranquilidade. Era fácil constatar: o sérvio, surpreendidíssimo.

Segundo set, segundo game, Bellucci perdia de 40/0, virou, fez 5 pontos seguidos, ganhou o game, quebrando o sérvio. Mas marcou seu serviço com dificuldade. Na primeira tentativa, escolheu mal. Preferiu a “deixadinha”, a quadra toda aberta. Com a ajuda da sorte (nada contra), fez 3 a 1, depois 3 a 2. Sacando em 3 games a 2, Bellucci errou muito, perdeu o saque, continuou errando, Djokovic marcou 6/4 e venceu o set.

Bellucci dando sinais de inquietação, Larry visivelmente preocupado. O Bellucci do segundo set, não é o mesmo do primeiro, apesar do dupla 6/4, um para cada lado.

Terceiro set, Djokovic 3 a 0, o brasileiro deu ao sérvio provisão extraordinária de oxigênio. E ele aceitou, respirou, viu que o perigo não era tão grande quanto imaginara. Bellucci pediu atendimento médico, recurso para ganhar tempo.

Só porque jogou 36 bolas nul “rali” e 22 no outro, botou a língua de fora? Inegável: é um atleta magnífico, pode ter desorientação mental que reflete no corpo, mas isso tem que ser passageiro, não pode estragar o jogo.

*** 

PS – É uma pena, não acertou mais nada, errou totalmente. E logicamente o adversário cresceu, venceu fácil por 6/1.

PS2 – Bellucci não podia esquecer que numa semana venceu três jogadores entre os 10 melhores e disputou com o número 2, quase de igual para igual.

PS3 – O comentarista do SporTV (competente, mas exageradamente ufanista), falou 9 vezes “vamo-vamo”, como se isso ajudasse. Agora, Belluci assusta os adversários.

 ***

FRANCA VENCE FLAMENGO

No basquete, o Flamengo começa perdendo a melhor de 5 jogos. Em casa, no estádio lá no fim do mundo, perdeu para o poderoso Franca, Agora os próximos dois jogos serão na casa do adversário, a catedral do basquete brasileiro. Se ganhar os dois jogos, o Franca encerra a série e estará na final.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *