Deputada “avançadinha” faz enquete online para decidir se vota contra Temer

Resultado de imagem para renata abreu deputada

Renata Abreu mostra que não tem opinião própria

Deu em O Tempo
Agência Estado

Com as articulações cada vez mais intensas em Brasília, há quem tenha decidido votar a denúncia contra o presidente Michel Temer por outros critérios. Aliás, não decidiu: deixou a escolha para seus eleitores. A deputada Renata Abreu (Podemos/SP) montou uma enquete no site do partido para que os próprios eleitores orientem sua decisão em plenário. A votação digital foi aberta em 13 de julho, mesmo dia da votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pela apreciação do relatório do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) sobre a admissibilidade da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente por corrupção passiva. Na CCJ, Renata votou a favor do parecer.

Até a tarde desta quarta-feira (19/7), 608 pessoas participaram da votação e 88% delas são a favor do prosseguimento da denúncia. Para a deputada, a ferramenta funciona como uma forma de engajar o eleitor. “O cidadão está muito apático. Eles criticam, mas precisam participar”, disse.

PELA MAIORIA – Nesse caso, a participação valerá muito: Renata explica que se a enquete mudar e a maioria votar contra a aceitação da denúncia, ela acompanhará os eleitores.

Questionada sobre possíveis situações em que os resultados das enquetes online discordem da opinião pessoal do partido ou de cada deputado, Renata disse: “A ordem é respeitar a maioria”.

A bancada do Podemos tem 14 deputados na Câmara. De acordo com o Placar da Denúncia do jornal “O Estado de S. Paulo”, cinco são a favor da aceitação da denúncia, um é contra e oito estão indecisos ou não quiseram responder – grupo em que hoje está Renata, aguardando o resultado da enquete online.

VAI VIRAR ROTINA – A deputada, que é presidente do partido, disse que a ideia é continuar a fazer enquetes online para futuros projetos, e que todos os parlamentares da sigla participem. Quanto à sua enquete, alguns já expressaram que devem seguir o resultado. “Muitos deputados já querem participar, e ao menos seis devem seguir a votação da maioria”, contou.

A enquete deve ficar aberta até 2 de agosto, dia da votação no plenário, e qualquer um pode participar, mas é preciso fazer um cadastro para garantir que cada um vote apenas uma vez.

A parlamentar afirmou que caso a experiência seja bem-sucedida ela deverá seguir outros critérios além da maioria absoluta, por exemplo, a proporcionalidade de votos. “Se, em uma votação de algum projeto, 70% for a favor e 30% contra, vamos negociar com a bancada para que 70% dos deputados do partido votem a favor e 30% votem contra.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A iniciativa da deputada é aparentemente democrática, mas na verdade é de uma cretinice inexcedível. Esse tipo de falso modernismo nada tem de democrático, porque pode ser facilmente fraudado. Além disso, espera-se que os representantes do povo saibam votar de acordo com o interesse público. O tal do Podemos, que parecia ter ideias novas, na verdade é um museu de grandes novidades, como diziam Cazuza e Arnaldo Brandão, na genial canção “O tempo não para”. (C.N.)

7 thoughts on “Deputada “avançadinha” faz enquete online para decidir se vota contra Temer

  1. sou cearense da gema e quanto ao…”O tal do Podemos, que parecia ter ideias novas, na verdade é um museu de grandes novidades, como diziam Cazuza e Arnaldo Brandão, na genial canção “O tempo não para”. (C.N.)”, peço vênia para discordar, porque há renovação na pessoa do senador álvaro dias e outros, que acompanho e agrego, aqui, a maldição marigna já postada: minha premonição pode ser marigna (apud bento carneiro, o vampiro brasileiro – chico anysio)> collor emergiu em circunstâncias dramáticas e partido nanico; temos agora o “podemos”, com álvaro dias + vice de peso…alguém cogitaria?

  2. Newton. esses partidos são financiadosd por quem? Em toda a América Latina derepente aparecem esses tipos de partido que nunca expressão a vontadade do “povo povo”. São sempre ideias que ditam regras que vem de fora. É um tipo de movimento como foi a tal “primavera árabe”, com outro formato, tendo por finalidade desestabilizar a consciência da população. Veja quantos estão correndo para esse partido.

  3. È uma amostra da qualidade das “excelências”, que não tem ideal, dignidade e consciência, de avaliação entre o “Bem e o Mal”; Tivemos a vergonha dos votos do mensalão, voto até pelo meu cachorro, nenhum, disse: Voto pela Dignidade do Brasil, deve acontecer de novo. mas…o povo sem escola, continua a ser roubado em impostos, vivendo em situação de escravatura, Voto indigno, sáo pode nisso: podridão, o peior é que todos que votaram com Consciência, paga o pato.
    Só nos resta rogar à Deus sua Misericórdia, para sairmos desse Oceano de lama pacificamente, Oremos pelo Juiz Moro e MPF e PF, exem´plos de Dignidade e Amor a “OrDEM E PROGRESSO”, lema de nossa Bandeira, que a nossa juventude, não honra nas escolas, pois, muitas nem mastro tem para levantá-la em direção aos Céu, e o nosso Hino, que já assisti em evento estadual e federal, ter sua música deturpada. Emplaco meus 88 anos em 01/08, nunca vi tanta podridão na administração pública dos governantes dos 3 poderes, formadores de “quadrilhas hediondas”, chegando ao absurdo de transformar oficialmente, o Brasil em uma Grande Senzala, com 220 milhões de escravos, a enriquecer mil amos e senhores. Essas almas trevosas, já tem garantido o “Ranger de dentes”, pós túmulo, no acerto de contas, da Consciência, Tribunal Divino,

  4. 1) Estou chegando a conclusão que não entendo de Política.

    2) Essa é a proposta do Podemos na Espanha, o parlamentar representa o povo, e o povo vota através das redes. Eles chamam de Democracia Direta.

    3) Bem sei que a opinião pública no Brasil é manipulável pelas grandes mídias, mas por enquanto estou achando interessante o Podemos.

    4) Aguardemos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *