Deputada bolsonarista é acusada de racismo após fazer ‘piada’ com com Moro e Mandetta pintados de negros

Sem noção, deputada ainda tentou justificar a piada de mau gosto

André Borges
Estadão

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) publicou, em suas redes sociais, uma montagem com os rostos dos ex-ministros Sérgio Moro (Justiça) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde) pintados de negro, sugerindo que ambos poderão buscar vagas de emprego na rede Magazine Luiza, em referência ao programa de trainee apenas para negros anunciado pela empresa.

A montagem, de tom agressivo, mostra o rosto de Moro pintado, com uma peruca e a mensagem: “Desempregado, blogueiro Sérgio Moro faz mudança no visual para tentar emprego no Magazine Luiza”. Ao lado, traz o rosto de Mandetta, também com peruca e a mensagem: “Sem emprego e cansado de errar o pico, Mandetta mudou de cor e manda currículo para Magazine Luiza”. Ao divulgar a mensagem que traz o título “Não tá fácil pra ninguém!”, Bia Kicis escreveu em sua publicação: “Não tá fácil mesmo!”.

REAÇÃO – A reação nas redes sociais foi imediata, com milhares de acusações de preconceito. “Que ridículo isso. Parece mais coisa de criança. Total falta de respeito com as pessoas. Total falta de respeito com os negros”, escreveu uma internauta na página de Bia Kicis no Facebook. “Essa deputada racista desceu o nível”, afirmou outro.

Bia Kicis usou as redes para se defender e acusar a rede de varejo. “O povo não consegue mais entender um meme. Sabe quem é racista? A Magazine Luiza e quem mais achar que os negros precisam de favor e ter vaga exclusiva para emprego porque não têm capacidade intelectual. Nem falem quem é falta de oportunidade porque pobre branco tem as mesmas dificuldades”, escreveu, em seu perfil no Twitter.

A deputada também disparou contra o Ministério Público do Trabalho. “O MPT inclusive vem falar de reparação histórica. Não entendem nada sobre mérito, dedicação e superação. Nem sobre o Brasil ser o povo da miscigenação. Meu único preconceito é com a má-fé esquerdista. Aliás, é pós conceito diante dos fatos”, afirmou.

“PIADA” – Em mensagens de voz enviadas a seus contatos por WhatsApp, Bia Kicis também tem afirmado que fez uma “piada”, que o País está em uma guerra, mas que, apesar disso, não perdeu o seu “bom humor”. “Eu acredito que nós precisamos lutar nessa guerra, e unidos. E eu não sou uma pessoa que quer separar. Eu sou uma pessoa que quer unir. Mas eu não perdi o bom humor e acho que, de vez em quando, uma chargezinha (sic) cai bem, embora eu seja uma pessoa que fuja de treta nas redes. Mas eu acho que, de vez em quando, uma chargezinha cai bem.”

Bia Kicis é uma das investigadas no inquérito dos atos antidemocráticos aberto em abril, a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, depois que manifestações defendendo a volta da ditadura militar, intervenção das Forças Armadas e atacando instituições democráticas marcaram as comemorações pelo Dia do Exército em diferentes cidades do País.

26 thoughts on “Deputada bolsonarista é acusada de racismo após fazer ‘piada’ com com Moro e Mandetta pintados de negros

  1. “Deputada bolsonarista”, diz o blog. Mas não foi assim que o Estadão publicou a matéria.

    Sobre o Magalu, será que não existe mais o amor próprio que faça o sujeito pensar “Sim, eu sou negão, mas quero conquistar o lugar por meus méritos e não aceito que me ofereçam o cargo lembrando a cor com que nasci” ?

  2. A zoação com os ex-ministros, partindo da Bia Kicis, uma excelente deputada, foi uma derrapada. Mas esse mimimi de racismo é coisa de racistas. O Magazine Luiza, como entidade privada, deveria ter a liberdade de contratar quem lhe der na telha, mesmo que discrimine brancos, amarelos, pardos e vermelhos. Mas, infelizmente, a lei brasileira considera tal prática crime de racismo. Se o Magalu fizesse uma campanha para contratar apenas os branquelos, a esta hora, a dona Luiza já estaria na cadeia.

  3. Comentário racista, sim, além de comprovar a falta de caráter dessa parlamentar!

    A intenção ao pintar Moro e Mandetta de preto foi com o intuito de ofender, de diminuir, e de dizer que o negro vive pedindo emprego porque se trata de uma pessoa inferior!

    A deputada-zinha, deveria ser enquadrada em racismo, preconceito às classes sociais carentes e necessitadas, e de colocar uma empresa com milhares de funcionários em situação estranha à sua finalidade.

    Se queria tanto agradar ao seu amo e senhor, que se fantasiasse de rachadinha, que seria até fácil, menos usar o negro como recado a duas pessoas ilustres, que Bolsonaro não lhes chega aos pés!

    E dizer que esta idiota e imbecil recebe 200 mil mensais para isso, para ofender, desprezar, e mostrar o seu racismo explícito!

  4. SERÁ mais uma candidata à presidência pelo continuísmo da mesmice da plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, fantasiada de democracia só para ludibriar a tola freguesia, na seara da demagogia barata onde já existe 2 “hours concours”, Lula e Bolsonaro ? LUIZA TRAJANO ATACA A MERITOCRACIA, a serviço de quem, com que propósito, a serviço de quais segundas intenções ? Para começo de assunto, Luiza, “ponto de partida ” para onde ? Luiza, ao que consta, vc entende muito de varejo, no qual vc é imbatível, “hours concours”, mas de política, com P maiúsculo, ao nível do pessoal da Lava Jato, p. ex., “data venia”, vc não entende nada, e tem que ter a humildade de estudar um pouco mais o assunto antes de dar pitaco à moda inocente útil, repetindo pseudo argumento que só convém ao continuísmo da bandidocracia inimiga natural da meritocracia, sob pena de incorrer em leviandade. Ademais, no campo da Meritocracia dinheiro sem razão não apita nada e de nada adianta sequer tentar falar mais alto e ganhar no grito, sob pena de passar vergonha, porque na Meritocracia quem fala grosso é o mérito. Vai aqui um exemplo fácil para vc entender o que é a Meritocracia na política como senha de entrada no serviço público, no comando da Administração Pública que é uma ciência e não uma patuscada entre comensais. Vide a São Silvestre, em Sampa, que vc conhece muito bem, adiada este ano por causa da pandemia. O ponto de partida é igual para todos, uma prova aberta à participação de todos que dela queiram participar, de direita, de esquerda e de centro, ateu ou temente a Deus, em clima de paz, amor, confraternização, fraternidade e solidariedade, porém a custo zero para o erário, digo, para o contribuinte, mas aqueles e aquelas que conseguirão chegar ao pódio para nos representar serão apenas os mais qualificados. Portando, bastante diferente e muito mais evoluído do que isso que ocorre no Brasil há 130 anos uma espécie de plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia onde o que faz a diferença não é o mérito e nem a dignidade das pessoas mas isto sim a malandragem, o dinheiro, a corrupção e afin$, dos quais o voto é apenas um falso pretexto para a bandidagem chegar lá, salvo exceções, e tomar a chave do erário em suas mãos, ou seja, nas mãos de uma confraria louca por poder, dinheiro fácil, vantagens e privilégios, sem limite$, à moda todos os bônus para ele$ e o resto que se dane com os ônus. Confraria essa, aliás, com muitos dos confrades já apanhados com as respectivas bocas nas botijas e acomodados no banco dos réus do poder judiciário. É isso que vc prefere, Luiza, a bandidocracia no lugar da meritocracia ? Nas suas lojas vc mantém servidores sem méritos, sem desqualificação adequada, que valem quando muito um salário mínimo, porque a constituição proíbe menos do que isso, mas que no emprego político ganham rendimentos de marajás e quando se envolvem nos esquemas bandidos ficam até bilionários ? https://www.brasil247.com/brasil/luiza-nao-pode-ter-meritocracia-se-o-ponto-de-partida-nao-e-o-mesmo?fbclid=IwAR2VC_Qh0Nm35HX5_KGE2XQxNyqka6TTQ8o6d49ng0Zszy3u_RKEoEexrlg

  5. “Bia Kicis usou as redes para se defender e acusar a rede de varejo. “O povo não consegue mais entender um meme. Sabe quem é racista? A Magazine Luiza e quem mais achar que os negros precisam de favor e ter vaga exclusiva para emprego porque não têm capacidade intelectual. Nem falem quem é falta de oportunidade porque pobre branco tem as mesmas dificuldades”, escreveu”.

    Adianta ela explicar ? Até o título original foi deturpado.

    • Muito bem, Baleia. Presumir que todo negro é carente não é preconceito? E por que afastar do processo seletivo os pobres bancos, que padecem das mesmas dificuldades que os pobres negros, pois os negros ricos não têm problema. Acho uma babaquice esse negócio, agora mais em evidência, esse mimimi de branco prum lado, preto pro outro, como se não fôssemos todos seres humanos. E os que não são nem negros nem brancos, feito eu, como ficam? Têm que escolher um lado?

      • Tavares,

        Tu mesmo respondes aos teus questionamentos:
        se Moro e Mandetta são brancos porque a deputada-zinha os pintou de pretos??

        Para enaltecê-los ou depreciá-los, pois opositores do seu amo e senhor?!

        Se somos seres humanos – verdade estocástica, o óbvio ululante -, volto a perguntar sobre as razões pelas quais a parlamentar mudou a cor de suas peles?
        Definitivamente o intuito não foi prestigiar os negros!

      • Geraldo Tavares, quem publicou um anúncio convocando apenas negros foi o Magazine Luiza ! Então, quem presumiu o quê ? A mulher aí ironizou apenas este fato. Desculpe-me, mas quem discriminou foi o Magalu, ao ignorar que há necessitados em todos os grupos étnicos deste país e fazer a chamada só para negros.

        Em meu bairro, há muitos negros bem sucedidos -mas, tal como os outros de outras etnias, não ajudam ninguém. Encontrei muitos no mercado hoje. Perguntei-lhe o que se comemorava em 28/09 (Lei do Ventre-Livre). Não sabiam. Os outros também não.

        Veja aqui a razão das ironias e da polêmica:
        https://economia.ig.com.br/empresas/2020-09-19/magalu-aceitara-apenas-candidatos-negros-no-proximo-programa-de-trainee.html

  6. Por favor, quanta contradição!

    Quanto mais essa mulher mexe e explica, mais fede e denota mesmo que é uma pessoa sem caráter!

    Então que a deputada-zinha explique as razões pelas quais o seu amo e senhor quer aumentar o contingente de beneficiados do Bolsa Família, cujo desejo é renomear para Renda Familiar, se esmola alguma dignifica o cidadão, pelo contrário!

    Por acaso, os maiores beneficiados não são constituídos de negros – brancos, também -, que seriam a maioria?!

    Ora, o governo está sendo o maior agressor, racista, preconceituoso à etnia negra, pelo fato de sequer admitir que possa trabalhar e buscar o seu sustento!!

    Muito antes de dar esmola, o governo deveria era abrir postos de trabalho, e a pessoa ganhar o seu salário condignamente, pagando seus tributos e tendo seus direitos trabalhistas!

    Que baita estupidez a explicação da parlamentar!

    O que a deputada-zinha teria para dizer das cotas raciais nas universidades??!!
    Não seria a mesma comparação que faz com a Magazine Luíza?
    Por que os negros podem entrar para as universidades na frente de outras etnias?
    Certamente porque são julgados incapazes de ser aprovados nos vestibulares, pois se a questão fosse apenas social, todas as etnias deveriam ter a mesma concessão!!!

    E depois, convenhamos, mas quando alguém comete uma estupidez como a parlamentar elaborou, para depois explicar o que quis dizer, é porque a ideia foi mesmo maldosa, preconceituosa e racista!

    Justificar a sua conduta nesse momento é agravar a sua situação, haja vista o preconceito ter sido praticado, e merecer a censura de todos aqueles que são contra o racismo e as diferenças sociais!

  7. Esta deputada foi eleita para representar o povo com umas idéias idiotas como estas apresentadas em âmbito nacional?
    Será que esta imbecil não tem o que pensar, para ajudar este País, que patina na merda, para pagar altos salários que nem o dela próprio?
    Vai fazer um projeto para melhorar as condições em que todos vivemos e aí sim, publique !!!
    Bateremos palmas e não lhe faltarão votos de apoio, pois sentimos falta de quadros assim no seu porco meio…
    Será que vocês, políticos, sempre estarão confundindo nosso ouvidos com penicos?
    Não tem o que fazer , ou melhor, não sabe o que fazer na sua condição?
    Não faça nada então, mas nos poupe da vergonha que sentimos, quando nos deparamos com tamanha idiotice, vomitada por uma parlamentar eleita pelo voto…
    Tosco…
    Tacanho…
    Vexaminoso ao extremo…
    De um mau gosto e estupidez incomparáveis…

    • Baleia,

      Mas é o que venho escrevendo à exaustão!

      Muito antes de aumentar a esmola, que será agora “Renda Cidadã”, um escárnio ao beneficiado, que o governo incentivasse o trabalho, criasse postos para essa finalidade, e tirasse o carente de casa para produzir.

      Deus, já escrevi que haveria como empregar milhões imediatamente, caso este governo patético, medíocre, incompetente, quisesse:
      ferrovias, rodovias, túneis, elevadas, pontes, viadutos, metrôs, escolas e hospitais!

      Essas construções gerariam uma infinidade de outras ocupações, dinamizando a economia, aumentando a arrecadação de impostos, e diminuindo substancialmente o desemprego, miséria e pobreza!

      Mas não adianta.

      Bolsonaro não tem assessores, mas aspones, que ocasionam ódio, diferenças e preconceitos.

  8. Segundo o IBGE, o Brasil tem uma população majoritariamente negra — cerca de 55,8% -, sendo que negros corresponderam a 14,7% dos desempregados do país contra 10% dos brancos.

    Isso significa que haverá, em algum dia, cotas para não negros ?

  9. Tarcísio Gomes de Freitas (Rio de Janeiro, 19 de junho de 1975 é um engenheiro e militar da reserva brasileiro. É o atual ministro da Infraestrutura do governo de Jair Bolsonaro, tendo sido indicado para o cargo no dia 27 de novembro de 2018.

    Para desgosto de muitos:

    Foi engenheiro do Exército Brasileiro, chefe da seção técnica da Companhia de Engenharia do Brasil na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti e coordenador-geral de Auditoria da Área de Transportes da Controladoria Geral da União (CGU).

    Para gáudio dos mesmos muitos:

    Em 2011, foi indicado para ser diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), pelo General Jorge Fraxe, que assumiu o órgão em meio à “faxina ética” determinada pela então presidente Dilma Rousseff, após uma crise provocada por denúncias de corrupção. Ascendeu à diretoria-geral em 2014.

  10. Baleia,

    Convenhamos, mas é tão ínfima essa chance de emprego, que não dá para contar como algo positivo.

    O governo precisava fazer um mutirão, rasgar esse país de fora a fora, então empregar milhões de pessoas imediatamente.

    Nessa conta-gota, pobre do povo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *