Deputado distrital do PSOL entra com representao contra Bolsonaro por LGBTFobia

“Voc tem uma cara de homossexual terrvel”, disse Bolsonaro

Afonso Ferreira
G1

O deputado distrital Fbio Felix (Psol) protocolou na tarde desta segunda-feira, dia 23, na Procuradoria-Geral da Repblica (PGR), em Braslia, uma representao contra o presidente Jair Bolsonaro por racismo com recorte LGBTfbico.

A representao se baseia em declaraes dadas por Bolsonaro, na ltima sexta-feira, dia 20, quando reprteres o entrevistavam na sada do Palcio da Alvorada, residncia oficial da presidncia. O Palcio do Planalto disse que “no ir comentar” o assunto. J a PGR informou que “no h um prazo estipulado para a anlise” do documento.

ATAQUE – Aps a pergunta de um reprter sobre o que o presidente achava que deveria acontecer com o filho [Flvio Bolsonaro], se ele tivesse cometido algum deslize, Bolsonaro respondeu: “Voc tem uma cara de homossexual terrvel. Nem por isso eu te acuso de ser homossexual. Se bem que no crime ser homossexual.”

Durante a conversa, o presidente, que estava cercado de apoiadores, foi indagado sobre planos de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalm e sobre os desdobramentos da investigao do Ministrio Pblico do Rio sobre o senador Flvio Bolsonaro (sem partido-RJ), um dos filhos dele.

DILOGO – Ao ser questionado sobre a transferir a embaixada, o presidente falou o que segue:

Reprter – O senhor ainda pretende ainda mudar a embaixada de Israel?

Bolsonaro – Voc pretende se casar comigo um dia? No seja preconceituoso! Voc, voc no gosta de loiro de olhos azuis? Isso homofobia, vou te processar por homofobia. No admito homofobia! Seu homofbico! Voc pretende se casar comigo? Responde! No pretende? Ns inauguramos o escritrio da Apex [Agncia Brasileira de Promoo de Exportaes e Investimentos] com a presena de Benjamin Netanyahu [primeiro-ministro de Israel].

O que diz a representao contra Bolsonaro:

“DISCRIMINAO” – No documento encaminhado PGR, o deputado distrital Fabio Flix (Psol) diz que a atitude do presidente “discriminatria, pois busca induzir a segregao de uma minoria sexual simplesmente pela sua aparncia, modo de se comportar, de se portar e de se relacionar com outra pessoa, afetiva ou sexualmente”.

De acordo com o parlamentar, a frase “voc tem uma cara de homossexual terrvel” evidencia o pensamento discriminatrio quando perde a considerao sobre a homossexualidade, taxando-a como uma “condio” que leva a pessoa a ostentar um caractere fenotpico distinto dos demais e de fcil reconhecimento.

INVESTIGAO – Por meio de nota a PGR disse que trata-se de “um procedimento pr-investigatrio, com a finalidade de apenas colher informaes preliminares e deliberar sobre uma eventual instaurao de procedimento investigatrio. No h um prazo estipulado para a anlise. Caso seja identificada a necessidade de investigao, a Notcia de Fato distribuda livre e aleatoriamente entre os rgos ministeriais com atribuio para apreci-la.”

9 thoughts on “Deputado distrital do PSOL entra com representao contra Bolsonaro por LGBTFobia

  1. Brasil sendo Brasil:

    -De repente as moradoras do p… se transformaram em virgens!
    -De repente os frequentadores assduos da zbm-Brasil passaram a exigir certido de virgindade das prestadoras de servio, agora celibatrias da corrupo!
    -Teria sido por causa do alinhamento dos planetas?

    -Como seria bom para os brasileiros pobres se o pas, nos ltimos 500 anos, tivesse sido governado por falastres e no por uma casta de ladres de gravata e pano preto!

    • Caro Antnio, o que antigamente era chamado de “bombinha” e as “artes” decorrentes do seu uso eram coisas de moleque e se resolvia com uma boa surra.
      Hoje, dependendo do interesse poltico e miditico, at gases intestinais e pedra no telhado viram espetculo e se transformam em caso de polcia.
      De antemo j sei o que ser noticiado:

      -Se a tal porta dos fundos for simpatizante do Bolsonaro, os culpados sero TODOS os que votaram no Lula.
      -Se for simpatizante do Lula, os culpados sero TODOS os fascistas que votaram no atual governo!
      -No atual Brasil no existe sensatez ou meio-termo. Ou voc preto ou voc branco!

      Tempos de intolerncia, quando, mesmo com a informao disponvel para qualquer pessoa minimamente alfabetizada, predomina a ignorncia e o desrespeito por pessoas ditas “interessadas no futuro do pas” e o que foi feito por um ou por um grupo de indivduos de uma classe ter a acusao generalizada para toda a classe.

      Abraos.

  2. O fim de toda ideologia ou religio poltica estabelecer a sua verdade ou “verdades”. Pela esperteza dos seus lderes que s pensam no poder e do fanatismo de seus crentes, a nossa natureza desprezada, e pior, muitas vezes contrariada.
    Uma pessoa quando est afetada emocionalmente por algum causa, como por exemplo em uma briguinha com outra, natural o xingamento mtuo como por exemplo chamar o outro de feio, gordo, preto, branquelo, viado, puta, etc.

    s problema que a esquerda sabe criar para a sociedade. Tudo isso pelo poder.
    A prova disso que ningum odiava ningum por essas coisas no passado recente, do tal politicamente correto, at a esquerda chegar ao poder.

    • “O diabo empalidece comparado a quem dispe de uma verdade, de sua verdade. Somos injustos com os Neros ou com os Tibrios: eles no inventaram o conceito de hertico: foram apenas sonhadores degenerados que se divertiam com os massacres. Os verdadeiros criminosos so os que estabelecem uma ortodoxia no plano religioso ou poltico, os que distinguem entre o fiel e o cismtico” Cioran

Deixe um comentário para marco Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.