Deputado e capitão, Augusto vai criar o Partido Militar Brasileiro

Augusto chegou fardado no Congresso

Naira Trindade
Correio Braziliense

O deputado federal Capitão Augusto (PR-SP) conseguiu, em apenas duas semanas de mandato, atrair a atenção de todos com quem cruzou na Câmara. Policial militar da reserva, José Augusto Rosa não despertou os olhares apenas por só vestir a farda carregada de condecorações, mas também pelo desejo de dar à legenda que pretende criar em abril — o Partido Militar Brasileiro (PMB) — números polêmicos, entre os quais, o 38, em alusão ao calibre de um revólver, e o 64, em referência ao golpe de 1964.

Munido de 500 mil assinaturas de apoio à legenda, o parlamentar de primeiro mandato pretende ingressar, daqui a dois meses, com a formalização do PMB na Justiça Eleitoral. “Só não escolhemos o número ainda, mas já fizemos uma convenção nacional, recolhemos 500 mil fichas e, inclusive, já tivemos audiência com o ministro Dias Toffolli (presidente do Tribunal Superior Eleitoral). Explicamos a ele que, apesar do nome, não se trata de um partido só para militares, porque não somos preconceituosos, mas uma legenda que tem a alma militar, um partido da direita de verdade”, justificou Capitão Augusto.

NUMERAÇÃO DO PARTIDO

O deputado explica cada um dos números sugeridos na convenção nacional para representar a sigla militar nas urnas. “O 18 é importante para nós por ser a idade do alistamento militar e também por significar a maioridade penal que vamos lutar para derrubar. O 38 porque se refere à arma de fogo mais usada pela corporação militar. Já o 64, que causou tanta polêmica, refere-se à revolução democrática. O 99, que hoje pertence ao TSE para testes em urnas, é para demostrar que estamos à direita de tudo que aqui está, já que os outros partidos se concentram entre os números 10 e 45”, diz.

Capitão Augusto pretende definir, em breve, qual será a numeração que levará a 33ª legenda às urnas caso receba o aval do TSE. São necessárias cerca de 478 mil assinaturas para o registro. “Mas a quantidade de assinaturas não é importante. O PMB é um partido que nasce grande porque a corporação militar é considerada a instituição mais respeitada do Brasil . Já estamos em todos os estados, com mais de 1.250 diretórios municipais”, enfatizou o parlamentar.

38 thoughts on “Deputado e capitão, Augusto vai criar o Partido Militar Brasileiro

  1. Coisas sobre o partido:

    RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES (ficha de apoiamento, filiação, abertura de Diretório, participação, etc.):

    1) POSSO FAZER A FILIAÇÃO ?
    R – Só depois de que o Partido for registrado na Justiça Eleitoral.
    2) QUANDO O PARTIDO SERÁ REGISTRADO ?
    R – Quando obtivermos o número mínimo de assinaturas exigidos pela Justiça Eleitoral. Avisarei aqui na página quando o Partido der entrada no TSE.
    3) QUANTAS ASSINATURAS FALTAM ?
    R – Não possuo essa informação. Enquanto não for dado entrada no pedido de registro pedimos que continuem coletando assinaturas.
    4) COMO POSSO ASSINAR A FICHA DE APOIAMENTO ?
    R – Temos duas fichas:
    a – para eleitores SEM o título eleitoral (ficha de rua):
    http://pmbnacional.org.br/FichaApoiamentoPMB.doc
    O número do título e a Zona Eleitoral será preenchida pelo Partido. Se possível, preencher uma forma de fazer contato com eleitor para o caso de encontremos duas ou mais pessoas com o mesmo nome na cidade onde vota.
    b – para eleitores que estão de posse do título eleitoral na hora da assinatura:
    http://pmbnacional.org.br/FichaApoiamentoPMB2.doc
    Cada folha pode ser assinada por um, dois ou três eleitores.
    Pode preencher no computador antes de imprimir; pode retirar as barrinhas para facilitar.
    5) QUEM PODE ASSINAR A FICHA DE APOIAMENTO ?
    R – Todo cidadão que possua um título de eleitor válido, isto é, que não foi cancelado. Militares da ativa e eleitores filiados a outros Partidos também podem assinar. Assinar a ficha não representa nenhum vínculo com o Partido.
    A assinatura será conferida no computador nos locais onde já foi realizado o recadastramento biométrico e nos cadernos de votação nos cartórios que ainda não fizeram.
    6) A FICHA DE APOIAMENTO PODE SER ENVIADA PELA INTERNET ?
    R – Não, a legislação não permite fichas coletadas pela internet.
    7) COMO ENVIAR/ENTREGAR A FICHA DE APOIAMENTO:
    R – Como a assinatura será conferida na Sede da Zona Eleitoral de onde você vota, solicitamos fazer contato com o Diretório Estadual e verificar se há um Diretório Municipal em sua cidade ou um membro do Partido mais próximo para entregar diretamente e evitar gastos com correios.
    Diretório Estadual: http://www.partidomilitar.com.br/?page_id=19
    8) POSSO ENVIAR VÁRIAS FICHAS NO MESMO ENVELOPE ?
    R – Sim, pode enviar várias fichas no mesmo envelope/pacote.
    9) COMO POSSO ABRIR UM DIRETÓRIO, PARTICIPAR DO PARTIDO OU SABER O CONTATO DO DIRETÓRIO MUNICIPAL ?
    R – Os Diretórios Municipais são de responsabilidade dos Diretórios Estaduais. Basta fazer contato com o Diretório Estadual:
    http://www.partidomilitar.com.br/?page_id=19
    10) O PARTIDO É SÓ DE MILITARES ?
    R – Não, o partido é formado por civis e militares sem distinção.
    https://www.youtube.com/pmbnacional

    Só acho uma asneira colocar “militar” no nome do partido. Sugere que você apoie o “militarismo”, o que, na minha opinião, seria uma regressão da humanidade.
    Por outro lado, se o parlamentar é militar ou civil não fará diferença, desde

  2. -Só acho uma asneira colocar “MILITAR” no nome do partido como se a palavra fosse um SPRAY ANTISSÉPTICO, além de sugerir que você apoie o “militarismo”, o que, na minha opinião, seria uma regressão da humanidade. Não é assim que se AGREGA pessoas ou um país. Para SEPARAR AS PESSOAS POR CLASSE não precisaria de outro partido: Já existe o PT.

    -A palavra MILITAR não é sinônimo de HONESTIDADE ou de PROBIDADE. Tá cheio de militar ladrão nas polícias de todos os Estados brasileiros.

    -Por outro lado, se o parlamentar é militar ou civil não fará diferença, DESDE QUE NÃO ROUBE o dinheiro dos nossos impostos.

    Abraços.

    (ps: apertei alguma tecla desconhecida e o texto anterior foi enviado pela metade…)

  3. Parece que ele tem procuracao de todos os militares e todos os militares sempre foram de direita. Pensamento bem ordem unida , esquerda – direita – vou ver algo mais divertido…

  4. Pode?
    Seria legal os militares terem um partido político?
    De que forma conciliar a obediência à presidente Dilma por parte das Forças Armadas e ela ser flagrantemente oposição no Congresso?
    As FFAA podem ser representadas desta forma?
    Sou contra.
    Assim como a criação do partido dos policiais civís, dos médicos, dos professores … que possuem as suas representações através dos sindicatos e associações, mas partidos políticos?!
    Neste embalo, vou criar um, então.
    Vou chamá-lo de Partido das Vítimas de Governantes, PVG.
    Não sei, não, mas acho que teria amplo sucesso.

  5. E …. Para falar autocraticamente em nome de todos nao e preciso mudar nada…Conheco um general de exercito que ja foi ate adido militar nos EUA que pensa totalmente diferente. Nao tenho nada contra a existencia de um partido de direita , isso e normal em qualquer democracia. Alias em paises com um eleitorado mais atento, atualmente estao votando para o executivo em um partido e para o legislativo na oposicao ,ai fica mais dificil urinar fora do penico. Isso nao impede ninguem de governar , veja o Obama e evita rolos compressores…

  6. Não só ideia a desse Capitão , mas o traje, o revela, e bem.
    E nome do partido ? Ah!, ah ! ah!. Como diria Hélio Fernandes.
    Idiota ao quadrado.
    Bendi, me inscreva com fundador do PVG

  7. Acatando todas as sugestões dos amigos, em especial a do particular amigo Bendl, creio que o deputado, tirante os excessos, está fazendo o que a maioria dos brasileiros desistiu ou não quer assumir. Mesmo na democracia, e principalmente nela, é preciso ter atitude. Não critico aqueles que, mesmo extemporaneamente ou açodadamente, tomam a frente de embates.
    Analisemos. O que a grande sociedade fez de 2005 (mensalão) aos dias atuais? Com honrosas exceções, a maioria não fez nada. Não sabem, não querem saber e tem raiva de nós que sabemos!
    Não sei se poderão corrigir a denominação jurídica (a sigla dá para adaptar para outra denominação).
    O PT tomou para si os “trabalhadores brasileiros”. O DEM de Arena virou DEMOCRATAS. O PCdoB, mesmo sendo comunista virou socialista. Deveria ser PSdoB.
    E quanto a ser de direita ou esquerda, pouco ou nada mais vale. No poder perdem as referências e as ideologias.
    Sugiro que acompanhemos os próximos meses. Da minha parte, embora goste muito de debater e fazer política, não coloco meu nome nos partidos atuais, notadamente os grandes e os de aluguel. Alguns pequenos ainda se salvam: nem tanto pelo que não fizeram e mais por não terem voz.

  8. E que essa atitude e complicada. Ele e reformado , da baixa oficialidade de uma instituicao que e reserva do exercito. Acho que varios militares do andar de cima nao vao gostar. Como funcionaria um partido militar? O seu presidente seria o mais votado ou de maior patente ? Isso sem contar que sem duvida o PT vai aproveitar o fato e mandar os seus blogs que essa e mais uma prova de que estao querendo dar um golpe na santa Dilma.

    • Amigo Virgilio
      Estás com a razão. mas, quanto ao PT cobrar, elles não tem mais moral para cobrar nada.
      A partir de 2005, com o surgimento do mensalão, só pessoas sem caráter ou idiotas para segui-los. Infelizmente, muitos se enquadram nestes segmentos.
      Acho que o pessoal da reserva, tranquilamente podem participar. Afinal, são cidadãos como os demais.
      Também devemos lembrar que muitos passam pelo exercício e ficam na reserva. Os oficiais são os que permanecem por mais tempo, mas também vão para a reserva.
      A não ser que fique, constitucionalmente registrado, que uma vez militar, militar para sempre.
      As forças armas, ao contrário da classe política, não apresentam grandes escândalos. Pelo menos não temos notícias.
      Um abraço fraterno e ótima semana.

  9. Ontem comentei noutro artigo aqui na Tribuna que o único partido razoável que existiu no Brasil, ao menos do Estado Novo em diante, fora a UDN. Razoável – e não um adjetivo melhor – justamente por ostentar em seus quadros alguns sujeitos, no mínimo “folclóricos”, como por exemplo Tenório Cavalcanti, mas que ao menos os ideais políticos do partido eram os mais próximos do que o país tanto precisa.

    Agora vejo este anúncio como ironia do destino. Não conheço o Cap. Augusto afora o artigo, e tampouco seria leviano de compará-lo ao “homem da capa preta”, mas este sentimento militarista insurgente na população brasileira, sobretudo a parcela mais nova, pode vir à calhar com a ausência de uma sólida e consistente base intelectual e com a real noção do complicadíssimo contexto em que vive o país, sobretudo na geopolítica. Não que seja a fórmula do sucesso, mas um diálogo entre este tal Partido Novo e o Partido Militar seria algo benéfico.

    É salientável, por exemplo, que, na eventualidade (?) de uma Guerra Mundial à curto prazo, o Brasil seria aliado do eixo “BRIC” e à UNASUL (ou URSAL, ou “Pária Grande”, ‘whatever’). Diante disto, pergunto: será que o Partido Militar sabe disso? Será que o Partido Militar estaria alinhado à mesma corja política? Será que o Partido Militar confia em Putin? Será que o Partido Militar pensa como o “Larrouchista” e finado PRONA?

  10. A situação anda tão degradada que uma parte da população já admite que qualquer outra coisa, seja melhor do que isto que ai esta.
    A social -democracia fez ressurgir o neo-nazismo na Alemanha e em outras partes do mundo, aqui o social-petismo, já começa a dar discurso, a setores que acham que a solução deve ser “traumática”, com o uso da
    força para que de uma vez por todas, os brasileiros fiquem a saber que em sociedade organizada, o cumpri-
    mento da lei é fundamental e fazer a lei ser respeitada, mesmo a força, seria tarefa dos militares.
    Se as coisas andassem dentro das conformidades, nada disso estaria em evidência, mas a ignorância que se
    apoderou do poder no Brasil, não leva em conta que a roubalheira disseminada em todas as esferas do poder, só tem servido para isso mesmo. Fazer o povo sonhar com nova ditadura militar.

    • Nenno,
      Escrevi meses atrás que a idéia do PT é justamente haver o confronto entre o povo e os militares.
      A revanche dos “ex-guerrilheiros” das décadas de sessenta e setenta iniciou com os petistas mostrando a corrupção e desonestidade como meios de conseguirem compensações pecuniárias, que culminará na definição de o Brasil se tornar socialista ou impedir que esta intenção explícita acabe.
      Observa, a classe trabalhadora está sendo onerada acima de sua capacidade de pagamento de impostos, reduzindo a diferença entre as classes sociais, pois são as arrecadações obtidas de quem trabalha que são distribuídas como bolsa família, cotas raciais, e demais auxílios para um povo carente e que continuará nesta condição, diante da condenação à miséria sentenciada pelo PT.
      Desta forma, falta ao País se transformar em um governo totalitário, que somente poderá acontecer se as FFAA tentarem depor a Dilma da presidência, diante de tantos escândalos, corrupção e desonestidade.
      Então, a reação popular, a militância petista, o MST, sem teto, Via Campesina, combaterão os militares, e poderão vencer esta batalha pelo banho de sangue que irá ocorrer.
      Diante da instabilidade política e social, o PT não permitirá eleições, e permanecerá no poder indefinidamente.
      O sonho do povo não é uma ditadura militar, Nenno, mas do PT em querer este confronto, pois agora ele terá o apoio popular que lhe faltou no passado, e que poderá lhe trazer a garantia de permanecer no poder pelo tempo que quiser!

  11. PARA REFLEXÃO DOS PARTICIPANTES DO BLOG: Primeiro um desrespeito as instituições este indivíduo apresentar-se fardado para ser empossado como deputado. O desrespeito na realidade é dúplo: Desrespeito ao Congresso (Câmara de Deputados e Senado da República) e ao Exército Brasileiro. Outra coisa muito importante: Isso é um desafio e intimidação a sociedade civil, aparecer um pilantra desses a falar em 38 e 64 e partido militar brasileiro. Pergunta ingênua: Um bobalhão desses pode criar “Partido Militar” teoricamente envolvendo as Forças Armadas? Pediu ou consultou o Ministro da Defesa? Para não esquecer: Qualquer militar que passe pelas escolas militares sejam das Forças Armadas ou Auxiliares e não atigir o posto de Coronel e o correspondente na Marinha e Aeronáutica É PESSIMO MILITAR. Tirem suas conclusões ou desenvolvam o tema.

    • Seu ignorante e folgado se o sr capitão augusto apresentou-se assim e porque sabe do regulamento e de mais alguma coisa sua campanha foi em cima do seu serviço a pm um dos mais nobres e imprescindiveis no mundo dar a vida em troco de um desrespeito igual ao seu covarde e de milhares de ignorantes como voce tenho certeza que o militar cumprira suas metas com honestidade e muito respeito em proool do povo honesto e sofrido de nosso pais

  12. A aparência tem um peso muito grande , principalmente num país em que o sentimentalismo predomina na maioria da população. E a história já mostrou nesses 500 anos de fracasso que nada era aquilo que parecia.
    O Brasil mesmo parece que é um país.

  13. Aquino,
    Nessas alturas concordaste comigo, pois também sou contra os militares terem um partido político.
    E expliquei as minhas razões no comentário acima, que não posso ver legitimidade partidária de categorias que estão sob as ordens da presidência da República ou que representem uma classe de trabalhadores, haja vista que um partido dever ser aberto ao povo, ter as suas inscrições liberadas, e não ter o seu acesso limitado.

  14. Aquino,

    Só chega a coronel quem já entra como oficial. Quem entra como praça vai ralar a vida toda como praça.
    Realmente foi de uma infantilidade tremenda ele tomar posso de farda. Ou será que foi marketing e se ele tivesse tomado posse de paletó e gravata não estaríamos falando dele agora?

    De qualquer forma, isso mostra como está péssima a situação política atual do Brasil. O povo (ou pelo menos parte dele) está desenganado e votando até em papagaio, querendo mudar o que está aí. Só que os políticos da atual oposição são os mesmos que foram apeados do poder nas eleições passadas por terem se envolvido em corrupção.
    Então, em quem votar?

    -Será que na época em que Hitler assumiu na Alemanha, os alemães também não apresentavam os sintomas de ansiedade, desejo de mudança e descrença no governo – atualmente experimentados pela atual população brasileira?

    Abraços.

  15. A farda pode ser perigosa. Fidel mesmo adorava se fantasiar com uma e parece que encarnou seu espírito, pois como advogado ,que deveria defender acusados, matou , junto com o médico Chê,que também adorava uma farda, mais que todos os militares do cone-sul juntos que, como tais , são treinados para isso.

    • Me perguntei o mesmo. A turma da gravata borboleta torce o nariz pra ele, sendo assim (e considerando a plena identificação dele com o meio militar), é o caminho caso queira concorrer.

      Em todo caso, de nada adianta a criação de novos partidos se o sistema eleitoral permanecer o mesmo: com Smartmatic, fusos-horários providenciais, contagem fechada em sala para “VIPs” e aparelhamento do TSE.

  16. Tinha um comentarista aqui no blog que era Presidente deste partido lá na sua cidade. Faz tempo que não leio comentários dele. Creio que chama-se José Reis Barata, ou algo assim.
    Já naquela época teci uma crítica quanto ao fato de militar, ou outra segmento qualquer, criar um partido político. Se a moda pega, teremos o partido dos jornaleiros, o partido dos moto-boys, e por aí vai.
    Aliás, que mal pergunto: – Partidos para que ?

  17. Tem coisas na vida que so Homen com H pode ser policialmilitar,civil,agente,bombeiro e demais seguimentos com um povo de mente curta e ignorante em sua maioria por motivos de força maior estudo admiro a democracia do pt,e psb na cadeia mandam os presos,aqui fora desarmaran a população,temos lei de palmada,uso de drogas a vontade,hotel pra craqueiro,crimes de todo tipo e cada vez mais armas com poder de destruição,pergunto qual a diferença de militante pra militar goza quem não preste ou deve da tentativa do capitão em mudar algo ficar no anonimato e covardia,tenho certeza que a familia dele e civil, como muitos dos que estudamnas escolas trabalhamnas assossiacões,clubes e dependencias policiais porque o preconceito ainda não inventaram outros numeros pra socorro 181,190,192,193—1313 são dos irmaõs metralha HB

  18. Foi se criado o partido dos militares, apesar de esta aberto para receber todos os civis, ja encontramos
    pessoas que satisfeitas com o desastre de governo que ai esta falam daquilo que nao conhecem.Tenho certeza que o partido recem chegado fara grandes coisas por este país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *