Derrocada da Ford já era esperada num mercado que os EUA não dominam mais

24 mil famílias serão afetadas por fechamento de Fábrica da Ford no ABC | SBT Brasil (20/02/19) - YouTubeGuilherme Almeida

As montadoras americanas há anos não estão conseguindo competir com as japonesas, coreanas, alemãs e chinesas. A Chrysler já foi comprada pela Fiat. A Ford tem vários processos no mundo devido alguns modelos terem pegado fogo devido erro de projeto e os custos dos recall. Em 2016 a Ford fechou as fabricas da Indonésia e Japão.

Nos EUA, em 2019/2020, a Ford resolveu parar a produção de automóveis e só manter picapes. O mesmo que estão fazendo na América do Sul.

OUTRAS MUDANÇAS – A General Motors começou a transferir suas montadoras para a China. Fiat-Chrysler, Peugeot e Citroën estão se fundindo.

As alemãs Volkswagen, Mercedes Benz, BMW, Porsche, Audi agora são um grupo só. E a Renault, a Nissan e a Mitsubishi formam outro grupo.

Este é o resultado do mundo globalizado. Precisamos ir nos acostumando.

###
FORD DEVE R$ 335 MILHÕES AO BNDES

Bruno Rosa     /      O Globo

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou nesta terça-feira que já pediu esclarecimentos à Ford sobre sua decisão de fechar suas fábricas e encerrar a produção de veículos no Brasil, o que deve levar à demissão de cerca de 5 mil trabalhadores.

O BNDES tem dois contratos de financiamento direto de investimentos da Ford ativos, no valor de R$ 335 milhões, firmados em 2014 e em 2017. Há ainda outros R$ 54,2 milhões contratados em operações indiretas, intermediadas por outros bancos.

EXPLICAÇÕES – Ainda na segunda-feira, quando foi anunciado o fim da produção da Ford no país, a instituição de fomento informou que pediria explicações à montadora relacionadas às contrapartidas dos investimentos financiados.

O BNDES diz que aguarda respostas da montadora para “avaliar os impactos da decisão da companhia sobre os financiamentos diretos ainda em curso”.

Segundo o banco, as operações visavam ao desenvolvimento de novos produtos da companha no Brasil, para fortalecimento da engenharia nacional.

MANUTENÇÃO DO EMPREGO – “Esses contratos dispõem de cláusulas-padrão que visam à manutenção do emprego durante a implementação do projeto, que já ocorreu. Os financiamentos já passaram da metade do prazo total, estando com pagamentos em dia”, informou o banco estatal.

De acordo com levantamento feito pelo GLOBO, somente as 20 maiores operações do BNDES com a Ford somaram cerca de R$ 3,5 bilhões em linhas de financiamento desde 2002. Os projetos tinham foco em exportação, desenvolvimento de veículo e apoio a projetos sociais na comunidade.

Segundo o BNDES, entre as operações diretas feitas com a Ford, ainda há duas operações ativas. Por isso, o banco já procurou a empresa para pedir esclarecimentos.

 

10 thoughts on “Derrocada da Ford já era esperada num mercado que os EUA não dominam mais

  1. KKK e ontem fiz um comentário errado, disse que concordava com uma idiotice que o Pinóquio disse, que a Ford foi embora porque o governo se recusava a dar R$20 bilhões, estava tão errado quanto o Pinóquio. Depois me informei melhor e vi que outros apressados e ignorantes que nem eu erramos nas conclusões. A montadora americana já estava de saída quando fechou e fábrica em São Paulo daí para cair fora foi só um passo, e a pandemia veio ajudar a empresa. Infelizmente milhares de postos de trabalho serão perdidos em toda a cadeia produtiva. E outras montadoras também vão picar a mula, existem outros mercados melhores e maiores onde lá sim vale a pena investir.

  2. Os carros americanos são muitos elitistas, muitos caros, as peças são caríssimas..

    O povo está olhando mais para as marcas que fabricam automóveis populares, e mais baratos com peças idem.

Deixe uma resposta para César - Fortaleza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *