Desempenho sofrível de Pazuello é o maior temor da base governista na CPI da Covid

Pazuello é tão prepotente que se recusa a usar máscara

Gerson Camarotti
G1 Brasília

A maior preocupação de senadores governistas na CPI da Covid tem nome e sobrenome: general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde. Pelo histórico de Pazuello em convocações anteriores, o temor é que ele repita na CPI uma fala confusa e contraditória que possa expor ainda mais as fragilidades do governo Bolsonaro.

Quando estava no comando da Saúde, Pazuello era blindado e tinha o aval para evitar entrevistas, para não correr o risco de questionamentos que evidenciassem as ações falhas de planejamento da pasta para o enfrentamento da pandemia de coronavírus no país.

POTENCIAL DE ESTRAGO – Há consenso entre articuladores políticos do governo do potencial de estrago do ex-ministro com desempenho sofrível na CPI.

Desde que deixou a pasta, Pazuello tem sido blindado pelo Palácio do Planalto.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a prestigiar pessoalmente o general num evento em Manaus na semana passada, logo depois que o ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten, afirmou que o atraso do governo na aquisição de vacinas foi motivado por “incompetência” e “ineficiência” do Ministério da Saúde.

SEM MÁSCARA – Mesmo no foco do noticiário, neste final de semana Pazuello foi flagrado num shopping de Manaus sem máscara.

“A maior fragilidade do governo na CPI é o próprio Pazuello. Por tudo o que ele já falou e fez, será preciso muito cuidado. Ainda mais que ele estará num ambiente de pressão”, disse ao Blog um senador governista.

9 thoughts on “Desempenho sofrível de Pazuello é o maior temor da base governista na CPI da Covid

  1. Desempenho do Pazuello foi sofrível? Vou corrigir meu dicionario, porque a sua administração foi horrível, nociva, desastrosa, vergonhosa. Graças a Deus não temos guerra, senão…

  2. “O chefe manda e eu obedeço” ou algo assim e tivemos o meio sorriso escroto do “tosco”.
    Deste ponto de vista, o ms foi perfeito, pois o ‘patrão’ sempre foi contra o combate ao virus; em sua mente(?), o vírus tinha que fazer rápido seu trabalho para tudo voltar ao normal e quem tentou fazer diferente, foi defenestrado.
    É muito esclarecedor o Teich ter ficado só 23(vinte e três) dias e sair correndo.
    Um especialista em logística que nunca perdeu um dia D e uma hora H.

  3. Admitamos que o desempenho do Pazuello tenha sido sofrível. Como classificar o desempenho de governadores, prefeitos e seus respectivos secretarios de saúde? Se classificarmos de criminoso, estaremos fazendo justiça e em sincronia com o que pensa a população.

    • Como classificar o desempenho de governadores, prefeitos e seus respectivos secretarios de saúde?

      Sofrível também., fora o lamaçal da corrupção, com as eleições para Prefeito, foi uma farra para os vermes sanguessugas.
      Não aguentamos mais pagar tantos impostos para sustentar essa corja de ladrões corruptos.
      È ladrão de não acaba mais.
      Sabe qual é a diferença entre Brasília e uma Caixa Dágua..???

  4. General, especializado em logística, ex-ministro da saúde passeando em shopping sem máscara, idoneidade zero.Felizmente somos uma nação de paz, de bundões acovardados, o tipo de povo que jamais pegará em armas para defesa, com essa geração de milicos, ocorrendo uma invasão, saem correndo e gritando, largando a mulherada para servir de lanchinho aos soldados inimigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *