Desigualdade aumenta e apenas 1% da população global já tem 45% da riqueza

Resultado de imagem para desigualdade social charges

Charge do Lane (chargesdolane.blogspot.com)

Deu na Bloomberg News

Em todo o mundo, o número de milionários e bilionários está crescendo. Apesar do crescimento mais lento da economia global, os ricos ficaram ainda mais ricos. São quase 18 milhões de famílias que possuem mais de US$ 1 milhão, segundo o último relatório do Boston Consulting Group (BCG). Os ricos representam apenas 1% da população mundial, mas detêm 45% da riqueza de US$ 166,5 trilhões do planeta. Segundo o BCG, até 2021, eles vão controlar mais da metade da riqueza mundial.

Para analistas, o crescimento da desigualdade não é uma surpresa na medida em que, nas últimas décadas, os ricos têm concentrado as maiores fatias de renda — especialmente nos Estados Unidos, onde os lucros das empresas atingiram recordes, enquanto os salários dos trabalhadores permanecem estagnados.

RIQUEZA EM ALTA – Hoje, há cerca de 7 milhões de americanos com mais de US$ 1 milhão, e o BCG espera que o número de milionários alcance os 10,4 milhões até 2021 nos Estados Unidos. Essa é uma taxa de crescimento anual de 8%, ou cerca de 670 mil novos milionários a cada ano.

Os milionários são muito mais raros no resto do mundo do que nos Estados Unidos, onde 5,7% das famílias possuem mais de US$ 1 milhão em ativos. Os únicos países com maior concentração de milionários são nações muito menores, como Bahrein, Liechtenstein e Suíça. A China tem o segundo maior número de ricos, com 2,1 milhões, embora sua população seja quatro vezes maior que a americana.

DESDE REAGAN – O aumento da renda para aqueles que fazem parte do 1% mais ricos nos Estados Unidos mais do que duplicou nos últimos 35 anos, depois de cair nas décadas após a Segunda Guerra Mundial, quando eles foram altamente tributados. A maré mudou na década de 1980, sob o regime do presidente republicano Ronald Reagan, uma década na qual os americanos viram os impostos caírem para os ricos, ao mesmo tempo em que a Bolsa de Valores batia recordes de alta.

Agora, essas políticas ajudaram a colocar 63% da riqueza privada dos Estados Unidos nas mãos de milionários e bilionários do país, de acordo com o relatório do BCG. Em 2021, sua participação na riqueza da nação aumentará para cerca de 70%.

ATIVOS FINANCEIROS – Globalmente, metade da nova riqueza vem dos ativos financeiros, a partir do aumento dos preços das ações ou rendimentos em títulos e depósitos bancários. O resto vem do que o BCG classifica como “nova criação de riqueza”, ou seja, de pessoas que economizam dinheiro que ganharam por meio do trabalho ou empreendedorismo.

Nos Estados Unidos, a “nova criação de riqueza” tem um peso bem menor e representou só 28% do aumento de renda do país em 2016. E o novo cenário político pode aumentar ainda mais o enriquecimento dos milionários americanos. Após as eleições de 2016, o rendimento das ações no país aumentou, uma vez que os investidores esperam que o presidente Donald Trump e um Congresso republicano adotem políticas de redução de impostos para empresas e para os cidadãos mais ricos do país.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Este artigo da Blommberg é revoltante. Só pode ter sido escrito por comunistas, que vivem a procurar falhas no capitalismo. Todo mundo sabe que é preciso crescer o bolo, para depois dividir, como ensina o professor Delfim Netto, aquele que recebia propina da Odebrecht. O artigo marxista deveria explicar que o problema é que os pobres e os comunistas não têm paciência para esperar o bolo crescer. A partir de hoje, esta agência marxista Bloomberg não mais terá esse tipo de matéria alarmista reproduzido aqui no blog. (C.N.)

15 thoughts on “Desigualdade aumenta e apenas 1% da população global já tem 45% da riqueza

  1. A pesquisa do Boston Consulting Group confirma que a medida que o Capitalismo vai se tornando de Dominância Financeira, mais a desigualdade de Riqueza/Renda vai aumentando, favorecendo os Ricos.
    Isso não é sustentável. No limite superior implode o Sistema.
    As Águias Financeiras sabem muito bem disso, por isso vão administrando a coisa tomando cuidado para nunca ultrapassar o limite superior.
    No fundo não poderá nunca faltar Comida e Diversão para os mais Pobres, e já se fala em instituir uma “Renda Universal” para TODOS, como uma forma inteligente de fazer circular o Capital “empoçado” na mão dos Ricos.
    Quando a situação se tornar insuportável, o SER HUMANO achará a solução, podem ter certeza.

  2. Não é o capitalismo que é o culpado. É a corrupção generalizada que concentra renda. Só no Brasil podem ter ido para o ralo da corrupção mais de um trilhão nos últimos cinco anos. Com este dinheiro estávamos com a dívida pública em 40% do PIB, pagando juros de 7% e com superávit fiscal. Portanto, o capitalismo não tem culpa se a classe política é composta de ratos e ratazanas.

  3. O artigo afirma que a concentração de riqueza provém em grande parte de ativos financeiros. Isso significa que não vem da produção e sim da especulação financeira. O grande problema dessa era de financeirização da economia é que o setor produtivo não consegue, por mais que produza, remunerar os detentores da riqueza financeira. Os países não mais produzem excedentes, pois tudo que é arrecadado em impostos é direcionado para o pagamento de dívidas públicas e juros. É um sistema que não produz soluções, somente crises de dívida, que afeta países, empresas e famílias.

  4. Se os senhores verem a relação dos países mais desiguais do mundo, verão que são aqueles nos quais o governo sempre manteve a população analfabeta e ignorante para melhor roubá-la…

    https://oglobo.globo.com/economia/brasil-o-10-pais-mais-desigual-do-mundo-21094828

    Enquanto os donos do mundo estão há quinhentos anos tentando construir um país, nós passamos esse mesmo tempo sendo governados e roubados por mercenários – e até hoje ainda podemos ver um Supremo que gasta tempo e salário discutindo obviedades, como se bandido deve ficar preso ou se deve ficar solto… e todos recebendo “agrados” e se confraternizando com ladrões locais e com os agiotas internacionais.

    -Os inimigos do país não estão no exterior.
    -Estão aqui dentro mesmo, estabelecidos na Praça dos Três Poderes.
    -E as portas da falência do país não foram arrombadas de fora para dentro pela Quarta Frota.
    -Foram abertas de dentro para fora por moradores desta nação!!!

    Abraços.

  5. Falando em riqueza, qual o real sentido da riqueza da JBS?
    I N F O R M A Ç Ã O

    Alimentação é algo intimo, comida é muito emocional, muito pessoal e muito social.

    Há décadas sabemos que alimentação baseada em plantas colhidas do solo é a mais saudável.

    Qual a razão das pessoas comerem os produtos da JBS ao invés de adotarem dieta saudável?
    É porque a industria alimentícia fez um trabalho fantástico anunciando seus produtos…

    A industria de alimentos é a maior industria do mundo!
    Os anúncios da industria alimentícia que invadem nossas vidas através dos meios de comunicação não buscam fazer-nos compreender que as plantas são os melhores alimentos, e que precisamos adicionar mais desses alimentos em nossos pratos.

    A razão das pessoas não comerem mais vegetais e não reconhecerem o quanto os vegetais são poderosos.

    Alimentação é parte intrínseca da nossa existência humana.
    Nos agregamos, celebramos e construímos tradições á mesa, em torno de comida.
    80% das doenças cronicas da vida moderna são devido á dieta e estilo de vida, à aquilo ao qual nos expomos, à aquilo que colocamos na boca (cigarros inclusive).

    Se bem informados a respeito do que ingerimos, temos um tremendo poder sobre nossa saúde, nossa longevidade, nosso destino

    Mesmo bem informados, nem todo mundo irá optar por uma alimentação natural baseada em plantas…
    Mas todo mundo deve ter direito á informação, para fazerem suas escolhas…

    A JBS é a causa de inúmeras doenças, é uma doença dos nossos estilos de vida.

  6. Prezado AndreBR,

    Eu tive a oportunidade de ir a uma cultivo de tomates aqui no Distrito Federal, perto da cidade do Gama.
    A plantação era formada por leiras cobertas por plastico com buracos espaçados, onde estavam os pés de tomates.
    Andando com o agricultor entre as leiras, eu perguntei o porquê das coberturas das leiras, feita com plastico preto, estava com as cores amarela, verde, branca e azul, como se fosse uma aquarela onde se mistura a tinta ou uma pintura de Van Gogh. Não dava para perceber a cor original do plástico.
    Ele, calmamente, explicou que dia sim, dia não, precisava colocar, alternadamente, FUNGICIDA, ACARICIDA e INSETICIDA destinados a combater a mosca branca, as tripes, a traça do tomateiro, a larva minadora, os burrinhos, a broca do fruto e os pulgões, dentre outras pragas que perseguem a cultura desde o plantio da semente no solo.
    Disse ainda que tinha que impedir a perda da lavoura a qualquer custo, pois precisava do dinheiro para pagar o empréstimo bancário feito para a plantio.

    Depois de sair de lá tive a certeza: Se alguém quiser comer algum fruto ou verdura saudável, que plante na sua própria chácara. Mas quem quiser, que se arrisque. E digo mais: Um bife é muito mais saudável do que uma fruta com agrotóxico!

    Veja esta publicação da ANVISA: Os alimentos com maior teor de agrotóxicos em relação ao número de amostras examinadas:
    Pimentão: 91,8% das amostras contaminadas;
    Morango: 63,4 %;
    Pepino: 57,4%;
    Alface: 54,2%;
    Cenoura: 49,6%;
    Os piores são aqueles que não podem ser descascados e que, na minha opinião, deveriam ser descartados na hora da compra.

    Fonte:
    http://exame.abril.com.br/mundo/os-10-alimentos-mais-contaminados-por-agrotoxicos/

    • Caro Francisco Vieira, meu primeiro pensamento ao ler seu comentario foi, novamente, o termo INFORMAÇÃO
      O agricultor que cultiva tomates da maneira mencionada pelo senhor nao esta plantando tomates, esta sim plantando Dinheiro, e para OS OUTROS, os donos da semente e dos insumos mencionados….
      Para começar, o plástico deve ser da cor vermelha, caso ele tenha acesso a informação conhecimento e sabedoria no cultivo de tomates já deveria saber.

      Eu nunca cultivei tomates em escala comercial, mas por ter cultivado tomates para meus filhos comerem busquei todo tipo de conhecimento inerente a planta, isso deveria ser obrigatório a todos os produtores de alimentos…

      Ha dois anos, na cooperativa, conversei com um senhor japonês que estava comprando 5 gramas de sementes de pimentão (marca Syngenta) por R$270,00; eu perguntei se valia a pena, ele comentou que as sementes melhoradas proporcionariam três vezes mais produto.. Mas não sei com que tecnologia ele obteria o resultado…

      Quando cultivei pimentões numa estacão experimental (em 1992) costumávamos deixar as estufas semi abertas, vinham pequenas rãs (pererecas?) que viviam nos pés de pimentão e manjericão.
      E já em 92, no norte da Califórnia, podíamos comprar in loco um saco com 1200 joaninhas que soltávamos na estufa para dizimar os ácaros, pulgões.

      Eu entendo que a informação, o conhecimento e a sabedoria estão disponíveis para quem quiser, basta buscar.

      Os americanos, por exemplo, devoradores de asinhas de frango, que custa se informar que simplesmente TODO hormônio, todo antibiótico, todo VENENO que se injeta nos frangos comerciais que vivem em gaiolas engordando para prover-lhes asinhas, toda essa loucura industrial é injetada nos frangos pela asa, e ali ficam, concentradas??

      Eu cresci comendo bife de figado, saborosíssimos bolinhos de miolo de boi…
      Meus filhos não sabem o gosto de um bife de figado…
      Hoje abre-se o couro do boi, insere-se um tablete de hormônio pro bicho crescer rápido, vai tudo pro figado….
      Não existe mais bife de figado, o que existe e bife de veneno…

      Não existe UM produtor de morangos em escala comercial no Brasil que tenha a coragem de prover dos morangos que planta a seus filhos, se existe trata-se de um assassino…

      Quero convida-lo a assistir um video no Youtube, que trata da grande mudança na produção de alimentos em escala já acontecendo…

      Imagine um filho do maior vendedor de alimentos do Brasil, rico o suficiente para ter brincado até de corredor de Formula 1, e de repente caiu-lhe a ficha (veio a Informação, o conhecimento foi se agregando) unido á sabedoria de um estrangeiro que mais fez bem pelo Brasil até hoje….

      Estão desenvolvendo juntos, na Fazenda da Toca, uma REVOLUÇÃO na produção alimentícia em escala comercial inédita, prova de que e possível quebrar todos os paradigmas, resgatarmos nossa saúde comendo o que é certo.

      Milhões de anos luz de distancia do tomate estragado do agricultor que o senhor mencionou.

      Embora o titulo do video esteja em ingles, o video é totalmente falado em portugues:

      LIFE IN SINTROPY

      https://youtu.be/gSPNRu4ZPvE

      As escolhas certas estão ainda disponíveis, assim como as erradas…
      Com informação, só uma escolha prevalece.

      • PS: por aqui brincamos nos quintais, dessas casas inglesas que mais parecem caixotes, de cultivar em vasos algo que em portugues pode ser chamado de BATATE….
        No vaso um tomateiro enxertado num pe de batata…
        Dentro da terra crescem as batatas, enquanto fora dela a planta produz tomates….

        Tudo junto misturado, assim vai o mundo moderno…
        Esses ingleses que deploraram as batatas quando elas chegaram aqui, e mesmo o tomate, solanaceas eram consideradas produto inferior, inutil!!!
        Vai ver hoje se o gringo vive sem batata e sem ketchup….

        Num supermercado daqui, a turma ‘vegan’ compra queijos ‘sintéticos’ produzidos a base de coco, sem lactose…

        Gracas ao bom Deus, nós sul-americanos, fomos abençoados com os mais importantes alimentos, em suas inúmeras variedades….
        Dizer que do Brasil só a mandioca é uma incoerência, as fronteiras institucionais não contam, conta o continente.

        Batatas, morangos, até mesmo os pimentões com origem no norte da América do Sul.
        Todos importantíssimos alimentos que vem sendo desprezados e deformados pela falta de informação, pela ignorância e pela ganancia…

  7. É mais importante acabar com a desigualdade e concentração de renda ou com à extrema pobreza? Qual é o verdadeiro problema? São mais vergonhosos as cifras e nomes dos que enumeram as listas da Forbes ou fato de milhões, ainda, em pleno século XXI vivam em extrema pobreza? Qual é verdadeiramente determinante para que todos tenham mais oportunidades para conquistarem e seguirem os seus sonhos (seja lá quais forem)?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *