Desigualdade social não é culpa do capitalismo nem do comunismo

Resultado de imagem para desigualdade  social charges

Charge do Sinfrônio (humornanet.com))

Francisco Bendl

O artigo publicado pela Tribuna da Internet sobre a necessidade de o capitalismo e comunismo estreitarem suas relações merece reflexão. Este incomparável blog tem publicado uma série incontável de textos de diversos autores a respeito deste tema, possibilitando bons debates e discussões, evidentemente não havendo concordância unânime quanto às conclusões obtidas. E não se poderia obter um denominador comum sobre esta questão de quem é mais cruel à humanidade, se o capitalismo ou o comunismo, por uma única razão: o próprio Ser Humano.

Se existem fome, violência, falta de remédios, de saneamento básico no mundo, e tais carências aumentam a cada ano, definitivamente a culpa não é do capitalismo ou comunismo ou socialismo ou teocracia ou ditadura ou totalitarismo… mas, do homem.

GANÂNCIA – Não serão esses regimes sociais, políticos e econômicos que alcançarão remédios e alimentos aos esfomeados no planeta, que distribuirão vacinas, que atenderão os mais necessitados para baixar hospital ou encontrarem escolas para aprender, casas para residir… não, mas a pessoa, o cidadão, caso tivesse solidariedade e caridade nos corações petrificados pela ganância, egoísmo, pela ânsia irreprimível de querer ser rico, ter poder e dinheiro.

Os regimes comunistas implantados somente lograram êxito à base de matanças, de cerceamentos de liberdades, de tolher direitos de ir e vir, de impedirem que a criatividade humana florescesse, porque a ideia era padronizar um mesmo comportamento para todos, ignorando as diferenças individuais, tais como talento e vocação de cada ser humano.

E se o capitalismo ou a liberdade econômica e a livre iniciativa transformaram-se em selvagens, predadores, não foi o sistema mas o homem, querendo ser onipotente, acima de qualquer semelhante, querendo ser mais rico, mais poderoso, em detrimento justamente de pessoas que sempre foram ignoradas pelo… próprio semelhante.

MISÉRIA NO MUNDO – Juntos ou em separado, não se pode culpar o comunismo ou capitalismo pela pobreza e miséria reinantes no mundo, seria um erro clamoroso, como se esses métodos ou regimes ou sistemas fossem responsáveis pelo nascimento de mais pobres e miseráveis, e não os pais irresponsáveis e inconsequentes, que não levaram em conta se podiam ou não ter filhos.

O aumento de carentes no mundo se deve à criminosa falta de senso de realidade do casal que faz sexo sem pensar na consequência, resultando que este filho indesejado será jogado para os braços de uma sociedade exaurida pela carga tributária absurda e injusta, que deverá sustentá-lo, enquanto o homem e a mulher levianos continuam a fazer filhos e jogá-los no mundo, culpando este ou aquele pela pobreza ou situação difícil EM que se encontram.

As teorias tão decantadas em prosa e verso de Marx e Engels não consideraram a inexorável possibilidade de não darem certo em face da instabilidade do homem, do seu egoísmo, da sua vaidade, do seu objetivo de querer ser rico e ter poder, e da natural condição inata de cada pessoa em dominar a outra, de precedê-la, de ser mais importante, de querer ser mais do que o seu semelhante.

INSATISFAÇÃO – Comunismo, capitalismo, socialismo … não deram certo e jamais serão efetivados com sucesso, pelo simples fato de que o homem é permanentemente insatisfeito. Uma vez alcançando seu objetivo inicial busca novos horizontes, outras metas e, desta forma, deixa um rastro de destruição e de prejudicados ao longo da sua existência egocêntrica, isolada, cujo fundamento da sua vida reside em lucrar ou comandar seres humanos, mesmo que usando de subterfúgios ou meios nada elogiáveis ou edificáveis para seus intentos.

O comunismo é bom? Sim. O capitalismo é bom? Sim. O socialismo é bom? Sim. O problema é coordenar o ser humano, a sua rebeldia, a sua insatisfação, frustração, infelicidade, descontentamento, egoísmo… razão pela qual o despotismo, reis e imperadores insanos e desumanos, presidentes corruptos e incompetentes, gente que sofre e morre porque abandonada e negligenciada pelo seu semelhante e não pelos regimes.

O problema somos nós, e não o inferno são os outros, como dizia o célebre comunista Sartre, que viveu em outra época e certamente nos dias de hoje modificaria a sua conclusão narcisista e que enaltecia a si mesmo.

12 thoughts on “Desigualdade social não é culpa do capitalismo nem do comunismo

    • Franco,

      Grato pela informação anexa ao que escreveste.

      Diferentemente do Brasil, cujo governo não é de esquerda nem de direita, mas uma cleptocracia, também temos a nosso desfavor, a título de expressão, um país de dimensões continentais e um povo inculto e incauto, se comparado com os portugueses, uma nação pequena e alto nível educacional.

      Asim, os lusitanos podem se dar ao luxo de fazer da sua nação um laboratório político, que tem dado certo pelos noticiários, enquanto que os nossos governantes fazem experiencias conosco, porém os resultados são o aumento da miséria, da pobreza, da frustração, do desemprego, da falta de condições pecuniárias para o sustento pessoal e familiar, na razão inversamente proporcional à riqueza obtida pelos parlamentares e governantes mediante roubos e explorações da população brasileira.

      Obrigado pela participação.
      Saúde e paz.

  1. Bendl, sem dúvida alguma um dos textos mais sinceros que li abordando o conflito entre as ideologias.

    Decididamente você nocauteou , ou matou a pau, como dizem, quando no bojo da matéria, externou comparação que traduz, a meu ver, muita sabedoria. Permita-me:

    ” Comunismo, capitalismo, socialismo … não deram certo e jamais serão efetivados com sucesso, pelo simples fato de que o homem é permanentemente insatisfeito. Uma vez alcançando seu objetivo inicial busca novos horizontes, outras metas e, desta forma, deixa um rastro de destruição e de prejudicados ao longo da sua existência egocêntrica, isolada, cujo fundamento da sua vida reside em lucrar ou comandar seres humanos, mesmo que usando de subterfúgios ou meios nada elogiáveis ou edificáveis para seus intentos”

    Parabéns Bendl.
    Grande abraço.

    • Andrade, meu caro,

      Agradeço as palavras de ânimo e apoio que emprestas ao meu texto.

      Elas me encorajam, apesar do meu estado de saúde que tem me deixado ausente deste espaço por mais que eu deseje o contrário.

      Este blog incomparável precisa de gente do teu nível, do teu quilate, que se solidariza com os comentários e artigos que buscam trazer a verdade dos fatos à luz da experiência e conhecimentos, e não de devaneios ou utopias que excluem o ser humano, portanto, absolutamente impossíveis de se realizarem.

      Não podemos discutir socialismo, comunismo e capitalismo de maneira excludente com o homem, ou seja, debatermos apenas as ideias e teorias sem contar com a participação do ser humano.

      Ora, quando colocado em prática tais sistemas ou regimes, os resultados todos sabemos, pois a intenção do homem foi diferente do projeto inicial, exatamente no sentido de se apropriar do útil e construtivo para se apoderar do poder e condenar o próximo aos seus caprichos e ordens, subjugando povos aos seus desejos de conquistas e riquezas.

      Se o comunismo matou através de seus dirigentes milhões de pessoas, o capitalismo agiu da mesma forma, porém aniquilando o ser humano pela fome, doenças, desemprego, em nome do lucro!

      Os dois regimes estão errados?
      Claro que não!

      Errado é o homem, pois como escreveu o nosso Mediador, se comunismo e capitalismo usassem seus recursos benéficos para o desenvolvimento da humanidade, certamente desapareceria a maior parte do sofrimento humano, e conheceríamos uma era de grandes realizações e enaltecimento da pessoa.

      Um forte e fraterno abraço, Andrade.
      Muita saúde e paz, extensivo aos teus amados.

  2. Homo homini lupus é uma sentença latina que significa o homem é o lobo do homem. Foi criada por Plauto (254-184 a.C.) em sua obra Asinaria. No texto se diz exatamente; “Lupus est homo homini non homo”. Foi bem mais tarde popularizada por Thomas Hobbes, filósofo inglês do século XVII.

  3. Em regra o ser humano é mau, movido pela vaidade, que é a mãe de todos os males. É inerente ao ser humano ter desejos e, quando satisfeito um, passa a ter outro..
    Cabe ao governo, com uma visão mais ampla e humana criar medidas, em que ninguém seja rico demais e ninguém seja pobre demais.
    Toda riqueza é fruto do trabalhador. Ninguém é suficientemente capaz de acumular grandes fortunas, sem a ajuda dos pobres trabalhadores.
    Essa é a minha visão.
    Um abraço amigo Bendl. saúde e paz..

    • Jacob, meu caro,

      Grato pela tua participação.

      Tens plena razão nos teus conceitos sobre o trabalhador que, sem ele, não haveria como existir as grandes fortunas e, lamentavelmente, nas mãos de tão poucos que exploram muitos.

      Um forte e grande abraço.
      Saúde e paz.

  4. Caro Bendl, o Código da vida, nos foi dado há 2 mil anos, O Evangelho de Jesus, formando a Doutrina Cristã, como Caminho da Luz, para nos religarmos ao Criador, por nosso uso do Livre arbítrio, e a Consciência para a Redenção de nossas almas/Espiritos; carregamos nosso “Caim e Abel, infelizmente deixamos o Caim falar mais alto, o resultado aí está: Dor e sofrimento, causado pelo próprio homem, em se entregar as paixões humanas, com sua soberba, orgulho e egoismo.
    Nosso Planeta, é de expiação e provas, e Jesus, o confirma, com a conversa com o Dr. da Lei Mosaica. Nicodemos, a nos mostrar à Misericórdia do Pai Celestial, com a Reencarnação de nossas almas, para pagarmos nossos erros, e conquistarmos à Luz, pelo esforço no Bem, o homem, afronta à Lei do Amor ao próximo e a Deus, e não um inferno eterno, ou um Céu de contemplação inutil, quando a vida é dinâmica na Estrada do Progresso, Infelizmente, as seitas religiosas, com Base na Doutrina Cristã, seus cleros, com suas ações, não mostra a Luz, contida na Parabolas, para iluminar nosso caminho.
    Esses irmãos em Deus, que governam o Mundo, são almas trevosas, que renegam a Luz, e terão o Ranger de dentes,, quando a porta do túmulo se abrir, para a devida prestação de contas das obras más realizadas: A cada um segundo suas obras e pagarás até o ultimo ceitil, Jesus o Cristo. Leis cósmicas.
    Caros irmãos em Deus, estudar o Evangelho de Jesus, e o esforço de o por em pratica, é o antido ao mal, e reafirmo, o Caminho da Luz para nossa Redenção como Almas eternas.
    Que Deus abençoe a Humanidade, da qual somos parte. Bendl, muita saúde e longa vida, para nos brindar, com teus conceitos de Amor fraterno. Théo.

  5. Caríssimo Theo,

    Obrigado pelo comentário de apoio às minhas palavras.

    O “bicho” homem é mais perigoso do que imaginamos, razão pela qual a história do ser humano é recheada de desgraças, mortes, sofrimentos e crueldades.

    A bem da verdade evoluímos, conseguimos nos desenvolver e atingimos níveis de ciência e tecnologia admiráveis, no entanto, a moral, a ética, a solidariedade e consideração pelo próximo não acompanharam esta evolução, então os descalabros e desmandos que hoje assistimos mundo afora, principalmente no nosso país!

    Um abraço forte e fraterno, meu caro.
    Saúde e paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *