“Desistência de Huck beneficia a terceira via”, diz Lavareda, especialista em pesquisas eleitorais

O cientista social

Lavareda diz que será uma eleição disputadíssima em 2022

Pedro Venceslau
Estadão

Especialista em pesquisas eleitorais, o sociólogo Antonio Lavareda, presidente do conselho do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), disse ao Estadão que os partidos que buscam uma “terceira via” nas eleições presidenciais de 2022, como alternativa à polarização entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), precisam encontrar um nome que atinja os dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto até o início do ano que vem.

“Não temos histórico de candidato presidencial exitoso no Brasil que não tenha ingressado no ano da eleição com o patamar de dois dígitos”, disse.

Em 2022 haverá espaço para um ‘outsider’?
A demanda do eleitorado em 2022 vai ser semelhante ao que foi em relação aos prefeitos em 2020. Na eleição municipal do ano passado já houve um espaço reduzido para outsiders e a demanda por políticos experimentados.

Os partidos do centro já apresentaram 15 potenciais presidenciáveis. Esse número deve ser reduzido para quantos?
O número de pré-candidaturas reflete a fragmentação do sistema partidário. É natural que haja muitos pretendentes. De um lado é importante que essa coordenação exista, mas de outro um ou dois candidatos precisam crescer em intenção de voto. Quem vai apontar a viabilidade da terceira via é o eleitorado, e não os dirigentes partidários. Há uma questão de calendário. Não temos histórico de candidato presidencial exitoso no Brasil que não tenha ingressado ano da eleição no patamar de dois dígitos. É importante que haja exposição desses candidatos. Essas forças de centro poderiam se organizar para debater em espaços públicos com máximo de cobertura dos meios de comunicação. O candidato de centro está um ano e meio atrasado em relação ao percurso de Bolsonaro.

Quem deve herdar as intenções de voto de Amoêdo, Huck e Moro?
A saída do Sérgio Moro beneficia os candidatos da centro-direita. A de Luciano Huck beneficia candidatos eventuais da centro-esquerda, porque ele tinha uma base forte entre o eleitorado de menor renda e do Nordeste. Moro tem apoio eleitoral concentrado no Sul, Sudeste e entre eleitores de renda média e alta. Ele tem temática mais cultivada pela centro-direita, que a moralidade e a corrupção. Isso se aplica também para os eleitores do João Amoêdo.

Se Ciro Gomes chegar aos dois dígitos no início de 2022, ele por pragmatismo pode ser opção para quebrar a polarização?
De fato o desafio dele é avançar no eleitorado de centro e centro-direita. Ciro vai precisar tornar seu discurso mais compatível com as expectativas deste setor específico. Se conseguir isso, pode se viabilizar. Uma das questões da eleição do ano que vem é saber se eleitorado de centro-direita que tem crescido visivelmente de 2016 para cá vai continuar com o bolsonarismo ou vai retornar ao centro típico.

Isso explica o discurso anti-Lula e antipetista?
Exato. Ciro percebeu que o espaço à esquerda está praticamente ocupado. Guilherme Boulos (PSOL) e Flávio Dino (PCdoB) já perceberam isso e se afastaram da disputa presidencial. O Lula é hegemônico no eleitorado de esquerda. Tem 30% desse eleitorado. Dificilmente ele perde isso se for candidato.

Lula estará no 2º turno?
De todos os candidatos, ele é o que tem o processo histórico mais longo. É o líder político com maior participação em número de eleições no mundo democrático ocidental. Lula é candidato desde 1989. Isso leva naturalmente a uma fidelização maior do seu eleitorado. O eleitorado de esquerda no Brasil, segundo muitos estudos, responde a esse tamanho: pelo menos 30%. É muito difícil imaginar que Lula não terá esses 30%. E nunca houve alguém com 30% dos votos totais que não chegou ao 2° turno.

Bolsonaro estará no 2º turno?
O presidente Bolsonaro também é favorito por conta da curta tradição nossa de candidatos a reeleição, mas não se pode dizer que ele tem um eleitor consolidado do tamanho que o levou a vitória no segundo turno em 2018: 39% do total de eleitores no Brasil. No primeiro turno ele teve 34%.

8 thoughts on ““Desistência de Huck beneficia a terceira via”, diz Lavareda, especialista em pesquisas eleitorais

  1. Esse LAVAreda já pôs fogo na Floresta Amazônica, agora quer alimentar as chamas da fogueira política.
    Seria ele mais uma LAVA Jato, cuspindo brasa?

  2. Pouco a pouco, “candidatos de ocasião” sairão do palco dos embates de 2022. Tem mais gente que sairá. Existe um grupo de pessoas, já com nomes mencionados que, se desejarem o bem do Brasil, mesmo não sendo candidatos à presidência/vice, devem formar um grupo, independente do seu partido. Mas tem de possuir “espírito público”. Acredito que, para sairmos do buraco, precisamos de dois itens: todos os candidatos da 3ª via devem estar juntos no governo e, precisamos ter um projeto de nação.
    Alguém dirá que isto é impossível. Talvez possa ser difícil de construir, mas impossível não!
    Precisamos isolar o lixo da política em um só lado, uma só lixeira!

    • Então só pegar os corruptos das estatais, que são os peixes grande dessas estatais. NUNCA os funcionários comuns.
      Quem acha que privatizando estatais esehinônimode “combate à corrupcao” ou é burro ou trabalha para interesses externos.

      Não eh a toa que tivemos que ver a estatal carioca de fornecimento de energia Light, ser comprada por uma ESTATAL italiana!

    • Então só criar leis RIGOROSAS para pegar os corruptos dessas estatais.

      Os corruptos dessas estatais são os peixes grandes: diretores, políticos, etc.

      Esses corruptos NUNCA foram ou são os funcionários comuns. Que logo serão colocados no olho da rua para serem substituídos por funcionários que ganharam muito menos e que prestarão um serviço ruim.

      Quem acha que privatizando estatais é sinônimo de “combate à corrupção” ou é burro ou trabalha para interesses externos.

      Não é a toa que tivemos que ver a estatal carioca de fornecimento de energia Light, ser comprada por uma ESTATAL italiana (!!!!!!!!!!!!), e que hoje presta um PÉSSIMO serviço!

  3. “HUCK TÁ FORA. Agora é Leão, a Terceira Via de Verdade, antissistema podre. JORNALISTAS, OU JORNALEIRO$, OU NEM NEM ? Mídia negacionista, maldita, partidária, bandida, mercenária, FDP, há mais de 20 anos está negando a existência da Terceira Via de Verdade. Daí a pergunta, cadê a mídia isenta ? Jornalistas ou jornaleiro$, ou nem nem , nem jornalistas e nem jornaleiro$, mas apenas cabos eleitorais de partidos, políticos e bandidos de estimação, rabos presos com o continuísmo da mesmice da ditadura partidária do sistema apodrecido ? O FATO é que por ignorância, incapacidade, ou má-fé, a imprensa falada e escrita tem falado e escrito sobre uma terceira via que de fato não existe, e nunca existiu, porque na ditadura partidária do continuísmo da mesmice só existe duas vias, oposição e situação e variantes, praticando assim a desinformação e a confusão na cabeça da população. E, simultaneamente, nega a existência da Terceira Via de Verdade, antissistema, com projeto próprio, novo e alternativo de política e de nação, a possível Nova Política de Verdade, com Democracia Direta e Meritocracia, que mostra, claramente, o novo caminho para o possível novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, que não está preocupado com o potencial de votos deste ou daquele candidato mas isto sim preocupado com o potencial de resolução do país, da democracia e da população, para os próximos 500 anos, mostrando tb com é possível o Brasil realizar o milagre da multiplicação dos pães, dos peixes e das oportunidades em todo o território nacional, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, que não é de direita, não é de centro e nem de esquerda, mas é, isto sim, do conjunto da população. Megaprojeto esse nas ruas desde Junho de 2013, e na pista política há mais de 20 anos, e que ainda não chegou ao conhecimento do conjunto da população porque a imprensa, infelizmente, por ignorância, incapacidade, descuido, ou má-fé partidária, não tem se dignado a cumprir o seu papel de bem informar a população no que diz respeito à busca da verdade dos fatos e da existência da Terceira Via de Verdade, enquanto contraponto único, ético e técnico a tudo isso que ai está há 131 anos, à moda ditadura partidária, ou plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, fantasiada de democracia só para ludibriar a tola freguesia, com prazo de validade vencido há muito tempo, do qual, infelizmente, a imprensa passa a impressão de que é parte integrante do dito-cujo sistema podre, tendo em vista o negacionismo orquestrado contra a Terceira Via de Verdade, o megaprojeto novo e alternativo de política e de nação, a RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. https://www1.folha.uol.com.br/colunas/bruno-boghossian/2021/06/saida-de-huck-obriga-entusiastas-da-terceira-via-a-cair-na-real.shtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=compfb&fbclid=IwAR0E5dgaEmMe7xzNHXanuEYOc9vg3oAUz9CrY2qnbJMiMzBD1bnrcl_sEvs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *