”Deveria ser mantida como está”, diz Mourão sobre prisão após segunda instância

Resultado de imagem para mourão

Mourão diz que o Supremo não deveria mudar essa regra da prisão

Ingrid Soares
Correio Braziliense

O presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão (PRB), falou ontem sobre o julgamento que tratará da prisão em segunda instância na próxima quarta-feira (23/10) no Supremo Tribunal Federal (STF). “Minha opinião pessoal é que ela deveria ser mantida como está, minha opinião pessoal, como cidadão”, apontou.

Nesta quarta-feira, o Supremo entra em fase decisiva com a votação sobre prisão em segunda instância, que pode prorrogar a impunidade de réus da Lava Jato ou envolvidos em outros crimes.

TRÊS AÇÕES – Os ministros se reúnem para dar continuidade ao julgamento de três ações que questionam a constitucionalidade da prisão em segunda instância. Está em discussão se réus podem ou não ser presos antes do julgamento de recurso especial ao Superior Tribunal de Justiça.

A decisão chega amanhã na fase mais crítica, em que os ministros começam a proferir seus votos. No momento, vale a decisão do próprio Supremo, de novembro de 2016, que autoriza a execução da pena após a condenação em segunda instância, antes da apreciação do recurso ao STJ. Foi neste entendimento que o ex-presidente Lula foi preso há dois anos.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – O vice-presidente tem comportamento totalmente diverso do chefe do governo. Enquanto Bolsonaro se omite nesta questão fundamental, porque a mudança das regras beneficiará seus filhos Flávio e Carlos, já flagrados no envolvimento em “rachadinhas”, o vice Mourão se posiciona abertamente contra a iniciativa do Supremo, que faz parte do pacto entre os Três Poderes para “descriminalizar a política”, tese criada por Gilmar Mendes para justificar a proteção judicial a corruptos e corruptores. Mourão age como um estadista, enquanto Bolsonaro se comporta como um arrivista. (C.N.)  

14 thoughts on “”Deveria ser mantida como está”, diz Mourão sobre prisão após segunda instância

  1. A opinião pessoal e do cidadão Mourão, nosso Vice-Presidente, vai ao encontro, tenho certeza, dos anseios de milhões de brasileiras e brasileiros que sonham com um País minimamente decente.

  2. O General Mourão diz o que NÃO deve ser mudado.
    Juntamente, com o recado do General Vilas Boas, os crápulas da pocilga, stf, devem ter entendido os recados dos dois generais, que representam as forças armadas.
    Têm o apoio da população.
    Alguém duvida?

      • Estatística precisa ser feita, mas há um sentimento generalizado que todos sentimos: na minha comunidade é sentimento majoritário: STF é uma merda, o Bolsonaro um estúpido, e o congresso um amontoado de proxenetas corruptos.
        Pode me mostrar algo que disprove essa assertiva?

        • Não sei onde é sua comunidade, mas sei de uma coisa: admitir os sérios defeitos do STF (e do judiciário brasileiro como um todo) e do Congresso é algo bem diferente de querer intervenção militar. Vc falou do Bolsonaro como estúpido, aproveito para dizer o seguinte: duvido que ele deseje uma intervenção, salvo se for para conceder poderes absolutos a ele mesmo, e isso as FFAA não farão.

  3. KKK o vice-presidente aproveita muito bem as oportunidades que tem de mostrar quem ele é. Enquanto o boçal se aliou ao que há de pior neste país (Tóffoli e Gilmar Mendes dentre outros) o vice mostra que é tudo, menos um imbecil. Estamos bem de vice-presidente

  4. Poderia ser na primeira instancia se assim determinasse a constituição, o supremo mexeu duas vezes na constituição na cassação da Dilma que não perdeu os direitos políticos e no caso de prisão em segunda instancia quando na constituição se diz que a prisão se dará com o transito e julgado.Com a palavra o omisso congresso.

  5. Gosto do General Mourão, mas incensá-lo propositalmente é equivalente a tirar o tapete do Bolsonaro, a intenção é essa.
    Na bola de cristal, defenestrado o capitão o próprio Mourão vira bola da vez e os de hoje serão os primeiros a vir com os garfos pra comer o fígado dele.
    A boca torta da esquerda jamais esqueceu o uso do cachimbo, tudo é válido em nome da causa.
    Lampião tinha um jagunço de fala mole que gostava de perguntar, – Chefe o senhor que eu mate quem agora?

  6. Sabem o porque ocasionalmente frequento blogs de esquerda? É para aprender como pensam e agem, constatar que o modus operandi é em primeiro lugar desqualificar quem julgam que é adversário.
    Certos artigos são como levantada de bola pra que fique sob medida ao ataque.
    Mas tudo isso é muito manjado.
    E os apelidos? Hehehhehhehehhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *