Dez senadores deixam a base aliada e se declaram independentes

Resultado de imagem para ana amelia

Na tribuna, Ana Amlia diz que votar livremente

Isabela Bonfim
Estado

Pelo menos dez senadores de partidos aliados do governo Michel Temer resolveram nesta semana se declarar independentes. Os parlamentares demonstram desconforto com a crise no Planalto e pedem reao do Congresso por uma pauta prpria. Parte desses senadores no se identifica com a agenda das reformas trabalhista e da Previdncia. Apesar de no configurar um grupo organizado, alguns senadores se reuniram nesta quarta-feira, dia 21, e combinaram fazer discursos em plenrio para cobrar uma atuao do Congresso. Eles tambm j haviam se reunido em um jantar na casa do senador Elmano Frrer (PMDB-PI).

Eu tenho muita tranquilidade de aqui falar em relao independncia e, portanto, ao fato de no ter nenhum vnculo ou dependncia do governo, afirmou Ana Amlia (PP-RS) em discurso no plenrio.

INDEPENDENTES – Alm de Ana Amlia e Frrer, tambm fazem parte desse grupo os senadores Cristovam Buarque (PPS-DF), Armando Monteiro (PTB-PE), Roberto Muniz (PP-BA), Acir Gurgacz (PDT-RO), Telmrio Mota (PTB-RR), Lasier Martins (PSD-RS), lvaro Dias (PV-PR) e Reguffe (sem partido-DF).

Fica este apelo de todos que falaram hoje (quarta-feira) aqui em plenrio ao presidente Euncio Oliveira (PMDB-CE): convoque uma reunio e vamos conversar sobre como sair da crise, disse Cristovam.

Desde a divulgao da delao premiada do empresrio Joesley Batista, da JBS, h pouco mais de um ms, o Senado no realiza reunio formal de lderes partidrios.

ENFRAQUECIMENTO – Existem tambm senadores insatisfeitos nos partidos considerados mais fiis ao presidente, como o lder do DEM, Ronaldo Caiado (GO), e os tucanos Eduardo Amorim (SE), Atades Oliveira (TO) e Ricardo Ferrao (ES).

A dissidncia reforada por senadores que integram partidos aliados, mas se colocam abertamente como oposio, como os peemedebistas Ktia Abreu (TO), Hlio Jos (DF), Eduardo Braga (AM) e Otto Alencar (PSD-BA).

Reunindo esses perfis, os insatisfeitos j somam mais de 18 parlamentares. Na tera-feira, 20, Amorim e Hlio Jos votaram contra relatrio da reforma trabalhista na Comisso de Assuntos Sociais (CAS), ajudando a impor uma derrota a Temer na Casa. (colaborou Carla Arajo)

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
O posicionamento dos senadores independentes no significa que o governo deixar de aprovar seus projetos. O que est acontecendo que o Congresso no vai engolir as propostas do governo sem antes analisar sua viabilidade. Alis, os parlamentares so pagos para isso. Representam o povo e no o governo. Em tese, claro. (C.N.)

2 thoughts on “Dez senadores deixam a base aliada e se declaram independentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.