Diante de impasse na base, nome de ministra Tereza Cristina cotado como alternativa para disputar sucesso de Maia

Ministra nega que esteja participando de qualquer movimentao

Bruno Ges e Naira Trindade
O Globo

Diante do desentendimento entre partidos pela sucesso de Rodrigo Maia (DEM-RJ) presidncia da Cmara dos Deputados, um novo nome surgiu como alternativa: o da ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Embora conte com a simpatia de ruralistas e bolsonaristas, a deputada federal do DEM, licenciada do mandato para tocar a pasta, no demonstra, at agora, interesse em entrar na embaralhada disputa poltica.

H alguns meses, dirigentes do DEM chegaram a cogitar o nome de Tereza como opo para ocupar esse espao. Mas, frente incerteza sobre a possvel reeleio de Maia, a conversa no avanou. Integrantes do partido tambm no viram disposio de Tereza em deixar o ministrio para trabalhar por uma candidatura na Cmara. Parlamentares ruralistas tambm interferiram, em diversas ocasies, para convenc-la a participar da eleio.

“BOLA DIVIDIDA” – Agora, h um novo movimento para coloc-la em evidncia, segundo fontes ouvidas pelo O Globo. No entanto, o lder do governo na Cmara, Ricardo Barros (PP-PR), enftico ao avaliar que o presidente Jair Bolsonaro no vai entrar em bola dividida, ressaltando que as quatro opes j colocadas atenderiam s pautas do governo: Arthur Lira (PP-AL), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Marcos Pereira (PRB-SP) e Baleia Rossi (MDB-SP).

“Hoje, temos quatro nomes de candidatos reformistas e que compem a base. O presidente no vai arriscar entrar na bola dividida e correr o risco de perder, j que pode ter apoio de qualquer um desses”, disse.

AVAL DE MAIA – Para que seja uma candidata vivel, a ministra precisaria do aval de Maia, colega de partido e um dos responsveis pela sua ida para a legenda em 2017, ou at mesmo de um movimento explcito de Bolsonaro, o que interlocutores acreditam que no acontecer. Hoje, a tendncia que o presidente da Cmara apoie Baleia Rossi ou dispute a reeleio, caso haja aval do Judicirio.

“O presidente no vai ter esse protagonismo na eleio da Cmara. Ns no aprendemos nada com a histria? A nica interferncia que houve deu zebra”, frisou Barros, referindo-se eleio de Severino Cavalcanti (PP-PE) em 2005, quando o ento presidente Lula se empenhou por Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP).

ESPERA PELO STF -Lderes no Congresso esperam que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre a possibilidade de reeleio no comando da Cmara e do Senado. Eles aguardam o posicionamento da Corte em relao a uma ao direta de inconstitucionalidade proposta pelo PTB, de Roberto Jefferson, que argumenta que a Constituio probe a reeleio para as Mesas Diretoras de ambas as Casas inclusive em legislaturas diferentes, o que hoje permitido.

Com o cenrio do STF ainda indefinido, Maia tem evitado manifestar opinies em relao a uma eventual candidatura reeleio ou sobre o apoio a outros candidatos. Porm, na tera-feira, o presidente da Cmara fez questo de levar o deputado Baleia Rossi ao jantar de reaproximao com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na casa do ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da Unio (TCU).

A possvel candidatura de Tereza j foi debatida por lderes do centro e tambm por parlamentares da bancada ruralista. Entre bolsonaristas, um nome bem visto para disputar o cargo. “Temos que ter um presidente da Cmara afinado com o presidente Bolsonaro e que tenha um nome limpo. A Tereza um timo nome”, diz o deputado Bibo Nunes (PSL-RS).

MOVIMENTAO – A aliados, a ministra nega que esteja participando de qualquer movimentao no sentido de deixar o ministrio ou de trabalhar por uma candidatura presidncia da Cmara. Seus interlocutores repetem que ela se diz satisfeita com o trabalho na pasta.

Apesar disso, a informao de uma eventual volta dela Cmara, publicada pela colunista Maria Cristina Fernandes, no jornal Valor, fez com que surgissem nomes de candidatos ao ministrio. Alceu Moreira (MDB-RS), Marcos Montes (PSD-MG) e at mesmo o secretrio de assuntos fundirios, Nabhan Garcia, foram citados como interessados em assumir a Agricultura.

Durante a semana, a disputa pela sucesso de Maia foi a causa da tentativa frustrada de instalao da Comisso Mista de Oramento. A falta de acordo paralisou os trabalhos da Cmara. Lira queria indicar Flvia Arruda (PL-DF) para a presidncia do grupo. J Elmar Nascimento (DEM-BA) alegava que havia acordo sobre seu nome.

13 thoughts on “Diante de impasse na base, nome de ministra Tereza Cristina cotado como alternativa para disputar sucesso de Maia

  1. Hummm …. Essa no aquela senhora que disse que a razo para que o mato pegue fogo ausncia do boi que o comeria antes ? Sei no, mas ela provocar muitas risadas, se ocupar o lugar do chileno. Aplaudida por Dilma, com certeza.

    • Jorge L Baleia, amigo, duas perguntinhas:
      – boi come e defeca. O que ele defeca, quando seco, no vira tambm algo combustvel?
      – Um dos candidatos, Baleia Rossi (MDB-SP), no teu parente?
      Abrao.
      Fallavena

      • Fallavena, rapaz, no exponha suas idias, no. Vai que a ministra sugira ao pessoal da agro pecuria que no comprem rao para os bois porque eles podem se alimentar da prpria bosta antes que ela se incendeie, e a ?

        KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

        No, no meu parente. Graas a Deus, no h camels em minha famlia. Bem, parece que o filho de uma prima se tornar pastor. Pode ser que haja apenas um. Polticos, padres, comentaristas, analistas polticos e camels tm algo em comum: vivem s custas de suas verdades, sempre alavancando suas palavras.

    • A ministra defende o boi na “atividade” de bombeiro para que ns esqueamos que, para o boi ocupar aquele lugar no pantanal, seu dono teve que desmatar e tocar fogo na floresta para colocar o pasto.

      Voc pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, – mas voc no pode enganar todas as pessoas o tempo todo. (Abraham Lincoln).

    • Se for, ser uma grande perda pelo excelente trabalho que faz na agricultura, pecuria e pesca. Mas ser uma grande opo para a cmara, destrancar as pautas a favor do governo. No tem como compar-la com o Botafogo chileno em termos de competncia. Far bem a cmara e ao governo, ter uma mulher na presidncia.

  2. A poltica no Brasil – Dr. Ronaldo Dias ( Pp ) – candidato a prefeito em Taboo da Serra – So Paulo, Dr. Ronaldo Dias – em campanha vem andando muito e distribuindo o Jornal 11 e com o mesmo Jornal 11 na Net, Obs. Se o Pp, Psdc e Prtb fizer dois vereadores ( a ) esta no lucro grande grande. ( Brasil 2020 ) – a ABI tem meu apoio.

  3. incoerente autorizao de viagem ao exterior concedida monocraticamente a condenado na Operao Furaco, diz MPF

    Condenado por quadrilha e corrupo em 1 instncia, Roberto de Carvalho Moreira foi autorizado a viajar para Portugal por mais de 1 ms a lazer

    O Ministrio Pblico Federal (MPF) enviou parecer ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurlio Mello, afirmando ser incoerente, sob todas as ticas, o deferimento de viagem a passeio a Portugal, por um ms e 11 dias, a um condenado na Operao Furaco. Paulo Roberto de Carvalho Moreira da Silva, foi julgado e condenado em primeira instncia por crimes de formao de quadrilha e corrupo ativa. Esta a segunda viagem ao exterior autorizada pelo ministro. Em ambas as ocasies, determinou-se a restituio do passaporte ao ru.

    No entendimento da subprocuradora-geral da Repblica Cludia Sampaio Marques, a permanncia de Paulo Roberto em territrio nacional medida que se impe, sobretudo para assegurar a aplicao da lei penal. Ela lembra de quando o ru foi beneficiado pela liberdade provisria, o alvar de soltura foi condicionado permanncia do paciente no Brasil, com apresentao e acautelamento do passaporte.

    Trata-se de ru condenado por ilcitos de extrema gravidade e cuja permanncia em liberdade sujeita-se a condies somente mitigveis em situaes excepcionalssimas, entre as quais evidentemente no se insere a realizao de viagem a passeio ou lazer, assevera Cludia Sampaio. Para ela, este o entendimento que deve prevalecer at o julgamento da apelao pelo Tribunal Regional da Federal da 2 Regio (TRF2), quando s ento, se absolvido, o ru poderia viajar sem empecilhos.

    Por considerar que a reteno do passaporte ainda necessria, no havendo nessa medida violao aos princpios constitucionais nem liberdade de locomoo do condenado, o MPF defende que, ao retornar da viagem autorizada monocraticamente pelo relator, deve ser restitudo o passaporte Justia Federal.

    Fonte: http://www.mpf.mp.br/pgr/noticias-pgr/e-incoerente-autorizacao-de-viagem-ao-exterior-concedida-monocraticamente-a-condenado-na-operacao-furacao-diz-mpf

  4. Espero que tal tragdia no acontea, esta mulher est fazendo um grande servio frente do ministrio da Agricultura. competente, no vive dizendo asneiras, sabe o que faz e o mais importante, o que diz. frente da Cmara estar privando o pas de uma trabalhadora competente pois, neste antro rarssimos so os honestos e competentes. E ter que dizer amm ao boal o tempo todo.

    • Voc um mpio mesmo. Tem que orar e rezar para se tornar uma criatura dos pastores.
      Ela quando fala isso da, dizer que, quanto mais boi, menos queimada um absurdo
      Se a moda pega, vo acabar com as florestas e transform-los em pasto.
      Olha nesta Cmara atual, vai ser difcil encontrar um estadista. Para lamber bota do presidente,tem um monto.

  5. Maia tem que sair junto com o Alcolumbre, e a sociedade pressionar a Cmara para colocar em pauta a deciso sobre o foro privilegiado, aprovada pelo Senado, e embaixo do bumbum do Mais a Maia ha mais de 700 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.