Dilma depende agora de um salvador da ptria. Ser Levy?

Fernando Canzian
Folha

degradante e educativo para Dilma Rousseff no que est se transformando a escolha do seu novo ministro da Fazenda. Arruinada a economia com os requintes da “nova matriz desenvolvimentista”, agora a presidente depende de algum totalmente de fora, e contrrio a tudo o que ela pensa, para trazer confiana rea econmica. Dilma necessita de um ministro que exigir independncia para tentar consertar o que ela estragou.

O segundo mandato da presidente nem comeou. Mas os sinais subterrneos de desmonte na economia, que se evidenciavam na campanha eleitoral, agora se materializam no emprego. Desde 1999 no havia resultado to ruim em um ms de outubro, sempre marcado pelo incio das encomendas de Natal. No ms passado, 30,3 mil vagas de trabalho foram eliminadas.

H meses, bem antes do incio da feia campanha Presidncia, os sinais de degradao em vrias reas eram evidentes. O governo se protegeu na falcia de que o problema era externo. Dilma represou preos administrados, arrebentou as contas externas e acabou de vez com a credibilidade das contas pblicas.

E O MINISTRO?

Ganhou a eleio. Agora, faz tudo o que acusara seu adversrio na campanha de querer fazer caso eleito. Mas o caso do ministro o mais delicioso.

Com a superviso de Lula, a presidente considerava alguns nomes para a Fazenda: o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, que no aceitouo ex-secretrio-executivo do Ministrio da Fazenda Nelson Barbosa e o atual presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Por fora corria o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, e de repente surgiu Joaquim Levy, ex-secretrio do Tesouro no primeiro governo Lula.

Os banqueiros Trabuco e Meirelles (ex-presidente mundial do BankBoston) seriam os nomes preferidos, principalmente por Lula. Dariam finalmente a Dilma algo da credibilidade que ela dizimou durante seu governo, baixando investimentos e confiana empresariais a nveis recordes.

PIB roando o zero em 2014 e tudo o mais desajustado, com o desemprego agora espreita, vm da falta de compreenso de que o “mercado” (financeiro e empresarial) quem tem o dinheiro para nos tirar do buraco.

um pouco assustador que precisemos urgente, e de novo, de um salvador da ptria. E que ele no seja o mandatrio recm-eleito.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.