Dilma e Temer só serão salvos pela morte da Justiça Eleitoral

Resultado de imagem para dILMA E TEMER CHARGES

Charge do Mário (Charge Online)

Augusto Nunes
Veja

Os brasileiros saberão nesta semana se o Tribunal Superior Eleitoral ouve exclusivamente o que diz a lei ou também ouve os sussurros de quem acha que a Justiça deve subordinar-se ao quadro político e econômico que aflige o Brasil. A resposta será dada pelos sete ministros que, a partir desta terça-feira, estão escrevendo o epílogo do julgamento da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014, acusada de abuso de poder político e econômico na campanha presidencial.

Essa dupla não teria quaisquer chances de salvação se os julgadores se ativessem apenas a critérios jurídicos ─ e, na hora de votar, não fechassem os olhos à montanha de provas que incriminam a dobradinha que fez o diabo para ganhar a eleição. Os fatos berram que os dois parceiros foram financiados por dinheiro sujo. Ambos sempre souberam de onde vinha a enxurrada de doações multimilionárias, ambos sempre desfrutaram sem remorso das relações promíscuas entre larápios com foro privilegiado, figurões do Executivo e bandidos de estimação premiados com o segredo do cofre do BNDES. .

FORA DO BARALHO – Dilma já é carta fora do baralho: caso preserve os direitos políticos e se atreva a disputar uma vaga no Senado, será aposentada com humilhação, e definitivamente, pelas urnas de 2018. O protagonista da novela em curso no TSE é Temer. Se o julgamento não for interrompido por outro pedido de vista, formulado por algum cúmplice desprovido do sentimento da vergonha, Temer só escapará do castigo se a maioria dos ministros mandar às favas à legislação eleitoral e agarrar-se à falácia segundo a qual o mundo político e a política econômica não sobreviverão a mais uma troca de guarda no Planalto.

Nessa hipótese, o Tribunal Superior Eleitoral se transformará em mais uma corte reduzida a puxadinho dos podres poderes, habitado por juízes sem juízo e, por isso mesmo, prontos para submeter-se aos interesses de empresários com medo de falência ou pais da pátria com medo de cadeia. Nem por isso a esperança estará revogada. Os que sonham com a rendição do Brasil decente primeiro precisam conseguir a capitulação da República de Curitiba. É tarde demais para paralisar a Lava Jato personificada não por Rodrigo Janot, mas por Sérgio Moro.

12 thoughts on “Dilma e Temer só serão salvos pela morte da Justiça Eleitoral

  1. Fora de pauta, mas estamos prestes a sofrer o maior retrocesso social da história do Brasil.

    Essa discussão se é esquerdista ou não só nos prejudica,

    Precisamos nos unir, independente de opção partidária, contra essas reformas em andamento em um momento de confusão política e crise econômica.

    Segue um vídeo em que um auditor fiscal prova que essa reforma da previdência é desnecessária.

    https://www.youtube.com/watch?v=5tFDMT1h-yQ

    Informa que foram retirados nos últimos anos da seguridade social bilhões de reais para pagamento dos encargos da dívida pública
    Isto baseado na DRU – desvinculação das receitas da União. Ora, contribuição social não pertence a União, pertence a quem contribuiu.

    O auditor fiscal até admite que o sistema de Assistência social necessita de ajuste, mas diz também que já foi feita uma reforma da previdência:

    1-O fator 85/95 que está valendo atualmente chegará a 90/100 dentro de poucos anos.

    2-Nenhum funcionário público federal que foi admitido a partir de 2003 se aposentará acima do teto do INSS, um pouco mais de 5 mil reais.

    Voltando ao fator 90/100, dando um exemplo de um trabalhador que completar 35 anos de contribuição e quiser se aposentar terá que ter 65 anos de idade, 35 + 65 = 100

    Ou 40 de contribuição + 60 de idade.

    Essa neo-reforma, 2017,FERE o artigo 1º da CF/1988 no seu inciso III

    III – a dignidade da pessoa humana.

    Quando ela (a reforma) reduz a pensão de um cônjuge a 50%.

    Quando ela coloca um teto de 2 salários mínimos para acúmulo de aposentadoria e pensão.

    Porque esse teto não pode ser o teto do INSS, um pouco mais de 5 mil reais?

    E outras coisas mais…….

    Com relação a assistência social, eu acho muito justo a aposentadoria dos rurais que nunca contribuíram, mas esse benefício teria de sair dos impostos.

    Esse seria o ajuste citado acima.

    Finalizando, como bem disse o especialista em previdência, média é média(de idade), milhões não chegarão a se aposentar.

    Ps. Enfim, temos de nos unir contra os oportunistas que aproveitando a crise econômica tentam nos convencer que o ruim é bom.

    • Parabéns Mr. Observing.
      Matéria bem esclarecedora.
      Pena que o H. Meirelles já apavorou muita gente ao prever o futuro caos, onde todos ficarão sem nenhum direito porque o sistema atual irá sucumbir.
      Vou copiar o texto e repassá-lo.

      • Sr. Jared

        Com relação ao sistema sucumbir o Auditor também fala sobre isso, NÃO vai sucumbir, seria o CALOTE, aí sim seria o CAOS.

        Obrigado pelo comentário

      • O sistema previdenciário que sucumbiu foi o do Chile, totalmente privatizado e o governo (o povo) entrou com recursos para o povo não passar fome.
        É só procurar na internet.

  2. O FATO É QUE COM AÉCIO/PSDB AFASTADO DA FUNÇÃO DE SENADOR, PRESIDENTE DO PARTIDO, E PRESTES A SER PRESO POR MOTIVOS AINDA PIORES AOS APONTADOS PELO MESMO CONTRA DILMA, revela que 51% da população votante, obrigada a ir as urnas, cometeu o acerto de votar na opção majoritária menos ruim, acerto esse face ao qual veio à tona a avalanche de merda que é o $istema político apodrecido, acumulada durante décadas, ao qual, agora, não resta outra opção senão mudar ou mudar, de verdade, seria, estrutural, radical e profundamente. Aliás, à medida em que o TSE obriga a população a votar, sob as penas da lei, o torna uma espécie de cúmplice e tb mandante de tudo isso aí, ao que parece, salvo melhor juízo. http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/06/07/no-tse-o-tucanato-finge-que-temer-nao-existe/#comentarios

    • Não, 51% errou muito feio como os outros 49%. E, Dilma era uma opção muito pior que a do Aécio pois os desmandos econômicos e roubos estratosféricos nas estatais que quase acabaram com o Brasil foram feitos pela Dilma e o PT e não pelo Aécio. Quem demoliu a Petrobrás, roubou os fundos de Pensão e quase colocou o BNDES na insolvência, tem nome e sobrenome e se chama Lulla da Silva.

  3. Augusto Nunes disse o que precisa ser dito: é mister respeitar a lei independentemente de se usar toga ou macacão. A esse respeito, vimos recentemente a vergonhosa atitude de um juiz do STF pedir vista sobre o julgamento do foro privilegiado.
    Minha concepção sobre o pedido de vista é de que o juiz está mal intencionado ou não foi bem selecionado para ocupar o cargo ao precisar de mais tempo do que os outros colegas para digerir o osso.

  4. Antigamente o Augusto Nunes alterava os comentários no site da VEJA, em vez de simplesmente censurar, como faziam com maestria Reinaldo Azevedo e Felipe Moura. Exemplo se alguém escrevia ” Não sou ladrão ” , o jornalista tirava o não da frase alterando o seu significado. Agora, com o novo sistema de comentários isso não é mais possível…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *