Dilma enfrentou protesto mesmo sem aparecer na TV

Dilma Rousseff não pode mais sair às ruas

Deu na Folha

Um grupo de cerca de dez pessoas realizou um protesto na tarde desta sexta-feira (1º) durante um encontro da presidente Dilma Rousseff com familiares em Porto Alegre.

Dilma estava na casa do ex-marido, Carlos Araujo, na zona sul da capital gaúcha, quando os manifestantes chegaram ao local com tambores, cartazes e um megafone. Eles pediam o impeachment da presidente e cantavam músicas contra o PT.

Com a manifestação, agentes federais de segurança se posicionaram na calçada da casa. Dois carros da Brigada Militar (a PM gaúcha) também foram deslocados para a rua. Depois de cerca de meia hora, os manifestantes foram embora espontaneamente. Não houve bate-boca.

Por volta das 16h30, Dilma deixou a casa do ex-marido e foi para o prédio onde possui um apartamento, também na zona sul da cidade. No local, há movimentação apenas de seguranças.

“OUTROS MODAIS”

Dilma não tem compromissos oficiais em Porto Alegre. A agenda oficial dela não informou a viagem à cidade. Na capital gaúcha, moram a filha dela, Paula, e o neto, Gabriel. De acordo com a assessoria de imprensa do Planalto, Dilma não terá compromissos oficiais na capital gaúcha.

Ao invés de fazer um pronunciamento na TV e no rádio, a presidente postou vídeos nas redes sociais. Em uma das mensagens, polemizou com presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao citar o projeto de terceirização.

A escolha de aparecer apenas nas redes sociais foi uma estratégia para evitar novos “panelaços”. A justificativa oficial, no entanto, foi que a presidente precisava usar “outros modais” de comunicação.

7 thoughts on “Dilma enfrentou protesto mesmo sem aparecer na TV

  1. Não lembro de ter acontecido antes de um presidente ter de se esconder no Dia do Trabalho. Pois foi isso que Dilma fez ao ir para P. Alegre, sem ao menos ter agenda. Presidente que se esconde do povo não está a altura da posição que ocupa.

  2. A guerrilheira que disse que lutou contra o regime militar e foi torturada, tá diferente agora, com muito medo de vaia e do povo?

    Acreditam mesmo que ela foi torturada? Conta outra!

    • Nem ela e nem esses mentirosos que se dizem vítimas da “tortura militar”! Tudo cascata dessa laia para ganharem bolsa-ditadura!

  3. Renunciando ao pronunciamento tradicional que a presidência da República tem feito desde Getúlio Vargas, Dilma se deu por vencida em seu (des)governo.
    Jogou a toalha, declarando-se perdedora.
    Não há mais o que fazer no Planalto, salvo permanecer no seu gabinete fingindo que está dando expediente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *