Dilma não consegue conciliar cortes nas contas e direitos sociais

Pedro do Coutto

No discurso que marcou a primeira reunião ministerial de seu segundo governo – reportagem de Fernanda Kracovics, Luiza Damé e Marta Beck, O Globo edição de 28 – a presidente Dilma Rousseff afirmou que as restrições a benefícios (na verdade direitos) sociais são mudanças de caráter corretivo e, acrescentou, não seria o nosso governo, um governo dos trabalhadores, que iria revogá-los. Ficou na forma, não se preocupou com o conteúdo. Esta constatação reflete a enorme dificuldade de, como está no título, compatibilizar a política econômica proposta por Joaquim Levy com os direitos dos assalariados.

Isso porque, como digo sempre, é impossível elevar-se impostos e tarifas públicas sem que tais ações não reflitam no aumento da inflação que, no final da ópera, acaba invariavelmente desabando na cabeça dos consumidores, nas costas dos trabalhadores e servidores públicos. Tal nebulosa duplicidade, inclusive, levou ao recuo do governo em reduzir excessos no seguro-desemprego, já constatado neste site, e reafirmado pelo próprio ministro da Fazenda, em nova matéria de Valdo Cruz e Juliana Sofia, Folha de São Paulo de quarta-feira, quando revelou que, com a revisão, a diferença terá de ser compensada com cortes em outros setores.

As controvérsias que surgem são a prova de que o Executivo encontra obstáculos essenciais pela frente, os quais não consegue superar, não por sua vontade, mas porque são de impossível ultrapassagem. Das três uma: ou se tributa o capital; ou o trabalho; ou se tributa de forma desigual tanto um quanto outro. Digo de forma desigual porque, na verdade, naturalmente a rentabilidade do capital é muito maior do que o rendimento do trabalho.

CAPITAL E TRABALHO

Na área do capital, no plano externo, por exemplo, como acentuou Sofia Fernandes, FSP de 24 de janeiro, existem gastos externos que merecem investigação e podem ser objetos da reduções específicas: o caso do pagamento, em 2014, de 22,7 bilhões de dólares com o aluguel de equipamentos; o desembolso de 14,1 bilhões de dólares com o pagamento de juros externos; além da saída de 26,7 bilhões de dólares através da remessa de lucros e dividendos aos acionistas de empresas estrangeiras que atuam no país.

Que equipamentos alugados são esses? Importante esclarecer, pois é possível que tal valor possa ser renegociado. Não custa tentar. Da mesma forma as dívidas brasileiras em dólares, cujos juros – quem sabe? – possam se tornar menores como reflexo do nível do comércio internacional. É provável que nada disso aconteça. Mas não quer dizer que tais setores deixem de merecer uma atenção crítica por parte de Joaquim Levy.

SÓ INTERNAMENTE…

Afinal, quais os motivos de que os cortes colocados para assinatura de Dilma Rousseff refiram-se singularmente ao plano interno da economia e não abranjam também a face externa? Uma lacuna a ser preenchida na forma com que age a equipe econômica, por isso mesmo sublinhada por avanços e recuos sucessivos. Ao quais, aliás, não foram só dos ministros Nelson Barbosa e Joaquim Levy, mas principalmente da própria presidente da República. Cortar à metade as pensões deixadas por morte de trabalhadores e servidores públicos constitui exemplo marcante de uma desarticulação constante.

Um outro fato concreto. O déficit na conta turismo. Atingiu 18 bilhões de dólares no exercício passado. Saíram 25 bilhões, entraram apenas 7. Francamente, acho que o Rio é a cidade mais atingida: balas perdidas fatais estão virando macabra rotina. O fenômeno, por sua força, repercute no exterior. Os turistas estrangeiros, como é lógico, diminuem cada vez mais. A segurança na cidade é um desastre.

26 thoughts on “Dilma não consegue conciliar cortes nas contas e direitos sociais

    • O pior é que a algum tempo atrás, eles estavam em reunião e foram alvejados por jagunços. A suspeita é que esses jagunços tenham sido contratados pelo Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil, que pertence a CUT. Trabalhador atira em trabalhador….

  1. São ótimos os destaques para as nossas contas de transações correntes com o resto do mundo.

    Tudo isso nos mostra que a saída é justamente o brasil revolucionar o ensino e a educação nacional criando tecnologia e Know-How genuinamente brasileiros de modo a reduzir o pagamento de aluguéis de equipamentos estrangeiros.

    Por outra, com a redução dos juros no mercado de crédito nacional, eliminarmos a tomada de empréstimos lá fora.

    Há muita coisa que precisa ser feita para melhorar o perfil econômico nacional e eliminar a sangria do esforço, do trabalho e dos nossos recursos para os países mais desenvolvidos.

    Parabéns pela matéria, Sr. Coutto.

    • Registro gráfico das transações correntes do Balanço de Pagamentos ficou assim:

      # Balança Comercial (FOB):……………………..- US$3,9 bilhões (déficit)
      # Transações de Serviços:………………………. – US$48,7 bilhões (déficit)
      # Transações de Rendas:……………………….. – US$40,2 bilhões (déficit)
      # Transferências Unilaterais Correntes:………US$1,9 bilhões (superávit)
      —————————————————————————————————-
      # Total das transações correntes:……….……- US$90,9 bilhões (déficit)

      Abrindo as contas Serviços e Rendas das nossas Transações Correntes em 2014:

      1………….Serviços: US$48,7 bilhões
      1.1……….Viagens: US$18,7 bilhões (os brasileiros continuam gastando muito lá fora)
      1.2……….Transportes: US$8,9 bilhões
      1.3……….Aluguel de equipamentos: US$22,7 bilhões
      1.4……(-)Demais serviços: US$1,6 bilhões

      2………….Rendas:US$40,2 bilhões
      2.1……(-)Salários: US$354 milhões
      2.2……….Juros: US$14,1 bilhões
      2.3……….Lucros e dividendos: US$26,5 bilhões

      Fonte: BACEN.

  2. Deu no O Globo de hoje, 30/01/2015 : Turistas brasileiros devem gastar R$B 6,6 bi no carnaval, 8% a mais que em 2014. A economia de um país está refletida nas ruas, porque é nelas que estão as verdades. Desemprego baixo, renda garantida, os gastos no exterior também batem recorde , ano passado , quase 30 bilhões de dólares.

      • É o que os chefetes dos MAVs estão mandando publicar, é a pauta do dia dos blogs chapa branca. Aliás, mais um jornalista petista foi novamente condenado, dessa vez o PHA. Faz pouco tempo o Kamel ganhou uma ação contra o Nassif e outra contra o Miguel do Rosário. O Miguel publicou que o Ali Kamel foi ator porno quando jovem, só que o ator chamava-se Ales Camel. O nível é ótimo !
        ” Merval Pereira acaba de obter uma vitória na Justiça de São Paulo numa ação de injúria que movia contra o blogueiro e apresentador de programa de variedades da Record Paulo Henrique Amorim.
        A Turma Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou a sentença de primeira instância que condenou o blogueiro a uma pena de quarenta dias de prisão, convertida em pena pecuniária, mas aumentou o valor do que terá que ser pago a Merval: passou de cinco salários mínimos para trinta salários mínimos.
        Eis o motivo da condenação: num post em que reproduzia uma reportagem sobre o relacionamento de jornalistas e fontes, na qual Merval Pereira sequer era citado, o blogueiro publicou uma foto do jornalista de O Globo e da GloboNews com a legenda “jornalista bandido”.
        Cabe ainda um recurso extraordinário ao STF.
        Por Lauro Jardim

  3. Caro CN … Bom dia!

    O que prejudica mais o Brasil, quanto a turismo dos vindos de fora, é a crise nos países … com desemprego alto.

    Acho a sugestão do Bendl de discutirmos se querem implantar socialismo no BR e na Terra muito oportuna.

    Já comentei que Francisco Pedro sugeriu a leitura do livro O SENHOR DO MUNDO.

  4. AO LEITOR DA TRIBUNA CARLOS CAZÉ:

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (olha que o cara é comunista do PdoB) crítico ferrenho das práticas “Sarneyzianas” assumiu o cargo e já começou a NOMEAR PARENTES, NAMORADA E ATÉ SÓCIOS DE ALIADOS PARA POSTOS IMPORTANTES DA ADMINISTRAÇÃO.

    Os eleitores maranhenses que foram às urnas e elegeram o comunista acreditando no discurso mudancista de FLAVIO DINO apenas LEGITIMARAM A FARSA DAS ELEIÇÕES.

    VEJA AQUI:
    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/01/1582622-dino-nomeia-parentes-de-aliados-no-maranhao.shtml

  5. Os diamantes do Cerveró serial africanos ???
    ” De onde vieram 94 diamantes e uma rara joia apreendidos com o ex-diretor Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró? Identificar a origem das pedras, avaliadas por especialistas do mercado em cerca de R$ 65 milhões de reais, é uma das chaves para saber quem efetivamente corrompeu Cerveró e outros dirigentes da Petrobras. Se Cerveró tinha tantos diamantes, imagina quem estava acima dele no esquema… Um clássico filme de 007 já nos ensinou que nem os diamantes são eternos… A blindagem de políticos corruptos, também não… Quem lida com diamantes sabe muito bem disto.

    Todo mundo sabe que as comissões de corrupção são pagas com um ativo de fácil negociação no mercado internacional: diamantes. Os países africanos, com quem brasileiros negociam, adoram tal prática O risco que os corruptos correm é serem facilmente identificados na hora de vender as “joias” – geralmente negociadas em Amsterdã e Antuérpia, em operações rigidamente controladas pelos judeus. Quem não negocia as pedras costuma guardá-las em cofres de bancos em Londres e em Paris – o que pode também ser rastreado.

    Em 12 de dezembro de 2012, o Alerta Total revelou um informe da inteligência das Forças Armadas, sobre negócios atípicos com pedras preciosas. Militares descobriram que Rosemary Nóvoa Noronha, quando foi chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo, utilizava um passaporte exclusivo de membros do primeiro escalão governamental para viagens de negócio ao exterior que fazia sem a presença do amigo Luiz Inácio Lula da Silva. As pedras preciosas seriam originárias de negócios ocultos feitos pela cúpula petralha na África, principalmente Angola. Tais informações sigilosas sobre o Rosegate não aparecem nas 600 páginas do inquérito da Operação Porto Seguro. O caso se transformou em um processo que corre em estranho segredo judicial…

  6. O ilustre e experiente Sr. PEDRO DO COUTTO, chama atenção para 3 aspectos dos “Ajustes” ( Redução de Despesas Públicas e aumento de Receita), para reduzir o Deficit Público Federal:

    1- Conciliação nos Cortes nas Contas e Direitos Sociais.
    A meu ver, aqui o título deveria se referir a: “abusos em certos Direitos Sociais”, porque é estranho que
    enquanto o DESEMPREGO cai para níveis baixos ( +- 4,5% ) e nem importa o número, o fato é que vem CAINDO, o Seguro Desemprego dobrou nos últimos 4 anos. Nas Pensões também isso existe e vem aumentando, e no Seguro Defeso a Pescadores Artesanais, ídem. Agora, se o Ministro da Fazenda JOAQUIM LEVY “apertou demais”, é
    natural negociações e alterações.

    2- Capital e Trabalho.
    Na análise de nosso Balanço de Pagamentos Internacional, que o grande Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO chama de Contas Externas, composta de VISÍVEIS ( Manufaturados, Commodities, etc) a chamada BALANÇA COMERCIAL; e INVISÍVEIS, que é o nosso calcanhar de Aquiles, ( Remessa de Lucros e Dividendos, Juros, TURISMO, Fretes, Seguros, Leasing e Aluguel de Equipamentos, Royalties, Assistência Técnica, etc), aqui +- 95% é feito por Empresas Privadas/Mistas e o Mundo, e o Gov. Fed. só tem RESPONSABILIDADE INDIRETA. Destaquei TURISMO, que é no geral uma perda líquida, porque as outras despesas, inclusive Aluguel de Equipamentos ( Navios, Navios-Sondas, Rebocadores, Submarinos-Robots, Aviões, Helicópteros, etc,etc,) e que são feitos em +- 95% por Empresas Privadas/Mistas, e são Investimentos Produtivos.
    É a BALANÇA COMERCIAL ( Visíveis ) que deveria ser altamente Superavitária para contra-balançar essas Despesas, e não é. ( Deficit em 2014 foi de US$ 3,9 Bi). Aí é que o Governo DEVE FOCAR, e o CÂMBIO não tem pouca importância nisso. O grande Economista DELFIM NETTO calcula que só a Indústria nos últimos 12 anos, entre o que deixou de Exportar e consequentemente foi importado, monta a US$ 450 Bi, mais do que o montante de nossas RESERVAS de +- US$ 377 Bi. Este é um dos CUSTOS de usar o CÂMBIO para combater a Inflação.

    3- Só Internamente.
    É que no Plano Interno as relações econômicas se dão entre a Economia Nacional e o Governo Federal, diretamente. Para tentar re-equilibrar o Orçamento o Governo tem que cortar Despesas e aumentar a Receita.
    No Plano Externo, 95% das relações diretas são entre Empresas e o Mundo, e nelas o Governo Federal só tem possibilidade de atuação INDIRETA. Mas tem razão o grande Jornalista, mesmo INDIRETAMENTE se pode fazer muita coisa. Abrs.

    • x
      x
      x
      x

      ANO…….% DE DESEMPREGADOS……SEGURO DESEMPREGO (bilhões)

      2000……………..12…………………………..R$4,0
      2001……………..12,1…………………………R$4,9
      2002……………..12,6…………………………R$5,8
      2003……………..12,3…………………………R$6,6
      2004……………..11,4…………………………R$7,2
      2005……………..9,8…………………………..R$8,6
      2006……………..9,9…………………………..R$11,0
      2007……………..9,3…………………………..R$12,9
      2008……………..7,8…………………………..R$14,7
      2009……………..8,1…………………………..R$19,6
      2010……………..6,7…………………………..R$20,4
      2011……………..6,0…………………………..R$23,8
      2012……………..5,5…………………………..R$27,6
      2013……………..5,4…………………………..R$31,9
      2014……………..4,8…………………………..a ser divulgado pelo MPOG

      Quanto menor é a taxa de desocupação, na unidade de tempo, maiores são os desembolsos da União vertidos no Seguro Desemprego.

  7. Estimado Francisco Bendl … continuando:

    Em http://jornalggn.com.br/noticia/a-incrivel-capacidade-de-eduardo-cunha-de-arrecadar-fundos-para-o-pmdb temos reportagem mostrando que Eduardo Cunha e o PMDB receberam contribuições financeiras de várias Empresas e Grupos BRASILEIROS PRIVADOS … TUDO DENTRO DA LEI!!!
    … … …
    Há os que querem proibir contribuição de empresas privadas; o que deixaria o PMDB sem condições de bancar campanhas???

    • O Jornal GGN, tem em seus quadros o funcionário da EBC Luis Nassif, que foi contratado, sem licitação, por notório saber, pela quantia de R$ 55.000,00 mensais. Fora isso e Dinheiro Vivo tem vários patrocínios de estatais, sem contar com a dívida do BNDES !

  8. Caro Francisco Bendl … tenho lido e comentado muito sobre as Teorias das Conspirações … creio que não devemos pautar nossa vida por essas teorias … como simpatizante antigo da UDN, aceito como válida “O preço da liberdade é a eterna vigilância”!!!

    Porém, Francisco Pedro nos alerta que há coisas acontecendo, sim senhor … está lá, de 21/01/2015:

    http://tribunadainternet.com.br/o-terrorismo-o-ocidente-e-a-semeadura-do-caos/#comment-220767 com:

    Caro CN … esta é fresquinha … Francisco Pedro alertando sobre AUTORITARISMO.

    http://br.radiovaticana.va/news/2015/01/21/o_livro_que_o_papa_aconselha_a_ler/1119183

    Papa Francisco \ Viagens
    O livro que o Papa aconselha a ler
    O mundo imaginado por Benson caminha rumo ao autoritarismo de um governo mundial – RV
    21/01/2015 11:39PARTILHA:
    Cidade do Vaticano (RV) – Durante a viagem de volta das Filipinas, conversando com os jornalistas, o Papa sugeriu a leitura do livro “O Senhor do Mundo”, de Robert Benson, para que entendessem o que queria dizer com “colonização ideológica”.
    A ditadura do pensamento único
    A obra descreve a instauração, no início do século XX, de uma ditadura do tipo humanitarista, que prega a tolerância universal para todos, com exceção da Igreja, que é perseguida.
    Escrito em 1907, o livro retoma o tema desenvolvido por São Pio X na sua primeira encíclica E supremi apostolatus cathedra de 1904, na qual o Papa observava que os males que circundavam o mundo e a Igreja eram tão graves que faziam supor que o Anticristo estivesse já presente nele.
    Robert Benson
    Anglicano, quarto filho do Arcebispo de Cantuária, Robert Benson, convertido ao catolicismo e ordenado sacerdote, retrata neste texto visionário uma batalha final entre o bem e o mal. De um lado, Giuliano Felsenburgh, 30, evita o confronto entre Ocidente e Oriente, é aclamado como Presidente da Europa e instaura a ditadura do pensamento único. Do outro, está o sacerdote Percy Franklin, 33, que se torna Papa.
    Benson jamais imaginou que seu romance chegaria, no início do século XXI, a se tornar tão realista. No livro, uma iminente guerra ameaça a paz universal, situação que permite a um jovem desconhecido ganhar popularidade em todo o mundo e aspirar apropriar-se dele: é o advento do anticristo. Mas ainda permanece algo da tradição que construiu o Ocidente: a Igreja Católica, que embora em meio a uma crise, se apresenta como a única resistência frente ao totalitarismo.
    Em poucas palavras, “O Senhor do Mundo” é uma narrativa apocalíptica, contra a qual só nos resta um consolo e uma atitude: a confiança no triunfo definitivo de Deus e a incolumidade da alma.
    (CM)

  9. Prezado Bendl … em http://tribunadainternet.com.br/ainda-ha-lugar-para-esperanca-e-autoestima-entre-os-brasileiros/#comment-219950 temos:

    “Estimado Francisco Bendl … saudações!

    No debate entre Boff e intelectuais católicos italianos, temos em http://fratresinunum.com/2015/01/14/defendendo-messori-contra-os-falsos-dogmas-de-boff/:

    As considerações que Vittorio Messori publicou no Corriere della Sera a respeito do pontificado do Papa Bergoglio, em 24 de dezembro (republicado pelo La Nuova Bussula Quotidiana do dia 28 de dezembro) têm suscitado, como se esperava, muitas reações diferentes. … Como eu já escrevi, também aqui na Bússola, eu prefiro que a atualidade da Igreja seja tratada do ponto de vista competente e autenticamente teológico ou do ponto de vista exclusivamente pastoral. … Mas, agora resolvi intervir na questão Messori, não para aprovar ou desaprovar o que ele escreveu, mas para defendê-lo (como se deve) das críticas violentas e equivocadas de um certo religioso que se apresenta como teólogo e acusa o jornalista de má-fé ou ignorância em matéria teológica. Trata-se de Leonardo Boff. … … O verdadeiro teólogo, acima de tudo, não substitui a verdade divina por suas próprias conjecturas pessoais e arbitrárias, seja lá qual for a sinceridade com a qual essas sejam propostas ao povo (pior ainda se mentem deliberadamente sabendo que mentem, então esses falsos profetas não seriam apenas uns iludidos, mas verdadeiros “enganadores”, como o Anticristo do qual nos fala as Escrituras).
    * Antonio Livi, ex-aluno de Étienne Gilson e professor da Universidade Lateranense de Roma, é sacerdote e filósofo.
    … … …
    Pegou pesado … hein!!!”

  10. Enquanto isso as ações da Petrobras despencam, pelo 3.º dia seguido, hoje já caiu mais 6%. O Eike foi um visionário, quando disse que as ações da OGX um dia valeriam o mesmo que as da Petrobras.

  11. Caro Bendl … a Conspiração Final é a do AntiCristo … … … e o Professor italiano trata disso em artigo que escreve sobre Leonardo Boff … … … dias depois, é Francisco Pedro quem nos lembra que já em 1903 o grande Papa São Pio X escrevera encíclica sobre o AntiCristo … está lá:

    http://www.fsspx.com.br/carta-enciclica-e-supremi-apostolatus-sobre-a-restauracao-de-tudo-em-cristo/ com:

    “Carta Encíclica E Supremi Apostolatus, sobre a Restauração de tudo em Cristo
    PUBLICADO EM SET 21, 2009 EM DOCUMENTOS DO MAGISTÉRIO, DOUTRINA CATÓLICA, TODOS OS ARTIGOS DO SITE
    04/10/1903 … CARTA ENCÍCLICA … Aos veneráveis Irmãos Patriarcas, Primazes, Arcebispos, Bispos e outros Ordinários em paz e comunhão com a Sé Apostólica.
    Veneráveis Irmãos, Saudação e Benção Apostólica.
    Sua elevação ao Pontificado.
    Leão XIII
    Situação calamitosa do mundo.
    Restaurar tudo em Cristo.
    Contudo, já que a Deus aprouve elevar a Nossa baixeza até esta plenitude de poder, Nós haurimos coragem n’Aquele que nos conforta; e, pondo mãos a obra, sustentado pela força divina, declaramos que o nosso fito único, no exercício do Sumo Pontificado, é restaurar tudo em Cristo (Ef 1,10) a fim de que Cristo seja tudo e em tudo (Col 3,14).
    4. Haverá, sem dúvida, quem, aplicando às coisas divinas a curta medida das coisas humanas, procure perscrutar os nossos pensamentos íntimos e torcê-los às suas vistas terrenas e aos seus interêsses de partido. Para cortar com essas vãs tentativas, em toda verdade afirmamos que não queremos ser, e que, com o socorro divino, não havemos de ser, no meio das sociedades humanas, outra coisa senão o ministro de Deus que nos revestiu da sua autoridade. Os interêsses D’Ele são os Nossos interêsses; consagrar-lhes as Nossas forças e a Nossa vida, tal é a nossa resolução inabalável. E é por isto que, se Nos pedirem um lema que traduza o próprio fundo de Nossa alma, jamais daremos outro senão este: restaurar todas as coisas em Cristo.
    5. Querendo, pois, empreender e prosseguir esta grande obra, Veneráveis Irmãos, o que redobra o Nosso ardor é a certeza de que Nos sereis nisso valorosos auxiliares. Se duvidássemos disto, pareceríamos ter-vos, bem erradamente aliás, por mal informados ou indiferentes, em face da guerra ímpia que foi suscitada e que em quase toda a parte vai prosseguindo contra Deus. Nos nossos dias, sobejamente verdadeiro é que as nações fremiram e os povos meditaram projetos insensatos (Sl 2,1) contra o seu Criador; e quase comum se tornou este grito dos seus inimigos: Retirai-vos de nós (Job 21,14). Daí, na maioria, uma rejeição completa de todo o respeito de Deus. Daí hábitos de vida, tanto privada como publica, em que nenhuma conta se faz da soberania de Deus. Bem mais, não há esforço nem artifício que se não ponha por obra para abolir inteiramente a lembrança d’Ele, e até a sua noção.
    Audácia dos maus. “o homem usurpou o lugar do criador”
    6. Quem pesa estas coisas tem direito de temer que uma tal perversão dos espíritos seja o começo dos males anunciados para o fim dos tempos, e como que a sua tomada de contacto com a terra, e que verdadeiramente o filho de perdição de que fala o Apóstolo (2 Tess 2,3) já tenha feito o seu advento entre nós, tamanha é a audácia e tamanha a sanha com que por toda parte se lança o ataque à religião, com que se investe contra os dogmas da fé, com que se tende obstinadamente a aniquilar toda a relação do homem com a Divindade! Em compensação, e é este, no dizer do mesmo Apóstolo, o caráter próprio do Anticristo, com uma temeridade sem nome o homem usurpou o lugar do Criador, elevando-se acima de tudo o que traz o nome de Deus. E isso a tal ponto que, impotente para extinguir completamente em si a noção de Deus, ele sacode entretanto o jugo da sua majestade, e dedica a si mesmo o mundo visível à guisa de templo, onde pretende receber as adorações dos seus semelhantes. Senta-se no templo de Deus, onde se mostra como se fosse o próprio Deus (2 Tess 2,2).
    Vitória certa de Deus.
    Deus exige nossa colaboração.
    O partido de Deus.
    Reconduzir os homens ao império de Cristo.
    11. Donde se segue que restaurar tudo em Cristo e reconduzir os homens à obediência divina são uma só e mesma coisa. E é por isto que o fito para o qual devem convergir todos os nossos esforços é reconduzir o gênero humano ao império de Cristo. Feito isto, o homem achar-se-á, por isso mesmo, reconduzido a Deus. Mas – queremos dizer – não um Deus inerte e descuidoso das coisas humanas, como nos seus loucos devaneios o forjaram os materialistas, senão um Deus vivo e verdadeiro, em três pessoas na unidade de natureza, autor do mundo, estendendo a todas as coisas a sua infinita Providência, enfim legislador justíssimo que pune os culpados e assegura às virtudes a sua recompensa.
    A via é a Igreja.
    OS MEIOS:
    1) Formar Cristo nos Sacerdotes.
    Cuidados dos seminaristas.
    19. Se assim é, Veneráveis Irmãos, quão grande não deve ser a vossa solicitude para formar o clero na santidade! Não há negócio que não deva ceder o passo a este. E a conseqüência é que o melhor e o principal do vosso zelo deve aplicar-se aos vossos Seminários, para introduzir neles uma tal ordem e lhes assegurar um tal governo, que neles se veja florescerem lado a lado a integridade do ensino e a santidade dos costumes. Fazei do Seminário as delícias do vosso coração, e não descureis coisa alguma daquilo que, na sua alta sabedoria, o Concílio de Trento prescreveu para garantir a prosperidade dessa instituição. Quando chegar o tempo de promover às Sagradas Ordens os jovens candidatos, ah! Não vos esqueçais daquilo que São Paulo escrevia a Timóteo: Não imponhas precipitadamente as mãos a ninguém (I Tim. 5,22); bem vos persuadindo de que, as mais das vezes, tais quais forem aqueles que admitirdes ao sacerdócio, tais serão também, depois, os fiéis confiados à solicitude deles. Não olheis, pois, a nenhum interêsse particular, seja de que natureza fôr; mas tende ùnicamente em mira Deus, a Igreja, a felicidade eterna das almas, a fim de, como nos adverte o Apóstolo, evitardes participar dos pecados de outrem (Ibid.).
    Cuidados dos novos Sacerdotes.
    2) Necessidade do Ensino Religioso.
    3) A Caridade Cristã.
    Todos os fiéis devem colaborar.
    a) Nas associações.
    b) Pelo fervor da vida cristã.
    A Igreja deve ser livre
    Conclusão
    Dado em Roma, junto de São Pedro, a 4 de outubro do ano de 1903, primeiro do Nosso Pontificado.
    PIO X, PAPA.”

  12. Caro Bendl … Francisco Pedro citando São Pio X é a mostra que a Igreja é fundamentada em Cristo … … … e todo fundamento tem seu CENTRO e lados direito e esquerdo!!! !!! !!!

    Que tal nosso Boff escrever algo sobre AntiCristo!!! pois é hora de se aprofundar neste assunto … visto que 2 Papas já citaram tal passagem bíblica!!! !!! !!!

    Forte abraço!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *