Dilma parece que ainda não entendeu o que está acontecendo

Carlos Newton

Com participação ativa do ex-presidente Lula, que resolveu botar lenha na caldeira e elevar a temperatura da crise, o PT também começa a se descolar do governo, deixando a presidente Dilma Rousseff cada vez mais dependente do PMDB de Michel Temer, Renan Calheiros, Eduardo Cunha e Romero Cunha, uma espécie de quarteto fantástico que domina o partido e a política nacional com mão de ferro.

Nunca se viu essa situação na política brasileira, em que um governo não consegue ter apoio de seu próprio partido, conforme ficou claro com o manifesto divulgado quarta-feira por uma das principais tendências do PT, a DS (Democracia Socialista), integrada pelo secretário-geral da Presidência, ministro Miguel Rossetto, vejam que saia justa está havendo no terceiro andar do Planalto.

O fato é que a Democracia Socialista faz severas críticas à política econômica e à nomeação de Joaquim Levy no Ministério da Fazenda. Segundo o documento, “a indicação de Levy e a adoção de uma política conservadora e recessiva na economia seriam uma forma de absorver a pressão neoliberal”.

IMPOPULARIDADE

Os integrantes desta ala afirmam que o resultado do 5º Congresso Nacional do partido, realizado há duas semanas em Salvador, deve ser entendido como um “recuo que imobiliza o governo e arrasta o partido consigo”, como “ um fiador subserviente da principalidade da aliança com o PMDB”. E o documento afirma que esse recuo impede que se acumulem forças para sair “do altíssimo patamar de impopularidade”.

Segundo a Folha de S.Paulo, o manifesto da Democracia Socialista foi previamente apresentado ao secretário-geral Rossetto, apontado como um dos mais íntimos aliados de Dilma na Esplanada dos Ministério. Mas ele não quis dar entrevista a respeito, é claro.

MÚLTIPLAS TENDÊNCIAS

O PT sempre foi um partido de múltiplas alas, mais parece uma escola de samba. Mas agora mesmo entrou em processo de esvaziamento. Uma das fundadoras do partido, a socióloga Maria Victoria Benevides, costumava indagar a seus alunos na Universidade de São Paulo quem é do PT e recebia grande número de respostas entusiasmadas. Agora, ela diz que a coisa mais rara é alguém admitir que ainda simpatiza com o partido.

É claro que isso não pode dar certo. Nunca antes, na História deste país, um presidente conseguiu terminar o mandato tendo minoria no Congresso. Foi assim com Getúlio, Jânio, Jango e Collor. A presidente Dilma Rousseff já terceirizou a economia e a articulação política. Finge que é presidente, parece viver num mundo à parte, onde tudo são flores, dietas e pedaladas. O caso é grave. Ela precisa ser submetida a algum tratamento.

6 thoughts on “Dilma parece que ainda não entendeu o que está acontecendo

  1. Carlos Newton,

    mais uma vez reconheço que tens razão.

    Dilma calada parece mascara de horror, falando, piora.

    O PT – Partido dos Trambiqueiros (sucessor do falecido Partido dos Trabalhadores), de fato, perdeu o paio de quem possui mais de dois neurônios.

    Os jornais de hoje noticiam que irão combater a Operação Lava Jato.

    A notícia, por tão ridícula, parece humorística e nos faz constatar a falta que está fazendo o Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto).

  2. Resta 2 opções à ANTA-PRESIDANTA:

    1)Querer agradar aos PETRALHAS E AÍ DEMITE O JOAQUIM LEVY!

    2) Criar vergonha na cara e renunciar!

    Como falta coragem, decência e bom senso a esse estrupício que está formalmente na presidência, não vai fazer nenhuma das 2 coisas e vai ficar empurrando com a barriga a situação.

    E o triste é que parece que isso é muito comodo para o PMDB que pelo jeito tem pouco interesse no impeachment da ANTA PRESIDANTA!

    inha

  3. Olha só que povo obtuso. São débeis mentais ideologizados que não enxergam e ajudam a confundir a opinião pública dizendo que é a “política conservadora e recessiva” do Sr. Levy que está levando a economia para o buraco.

    Não enxergam ou não querem enxergar que foi Dilma e seu ex-ministro Mantega com o excesso de gastos públicos e com o artifício do represamento de preços para maquiar a economia que nos empurrou para esta cilada de estagflação.

    Assim como Lula quer tirar o problema Dilma de seu colo, estas facções querem achar um “bode expiatório” para transferir o ônus político, o estigma da incompetência, da inépcia e da irresponsabilidade de Dilma.

    Essas pessoas são ou não um mal para a sociedade?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *