Juiz adverte que Dirceu tenta “banalizar” sua condenação

Márcio Falcão
Folha

A Justiça do Distrito Federal negou pedido do ex-ministro José Dirceu (Casa Civil), que cumpre prisão domiciliar pela condenação no julgamento do mensalão, para realizar sua terceira viagem em menos de dez meses. Dirceu pediu autorização para deixar Brasília e passar o “Dia dos Pais” em Vinhedo (SP), com a família. O juiz substituto do DF, Ângelo Pinheiro Fernandes de Oliveira, rejeitou a liberação do petista argumentando que não pode haver banalização do cumprimento da pena.

Em despacho enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal), Oliveira afirmou que em novembro de 2014 e em abril deste ano, Dirceu teve autorização para viajar até a cidade de Passa Quatro (MG) para visitar a família.

“Sob a justificativa de congraçamento familiar, formulada pela terceira vez seguida num período inferior a dez meses, frustra os fins da execução na media em que inviabiliza a própria fiscalização”, afirmou o juiz.

BANALIZAÇÃO

“A questão que ora se coloca é, justamente, a rotineira utilização deste expediente em período razoavelmente curto de tempo, frustrando fins da execução da pena e das próprias condições estabelecidas, em outros termos, banalizando a forma de cumprimento da pena (prisão domiciliar)”, completou.

No caso específico, o juiz entende que não há necessidade de conceder o deslocamento, sendo que os filhos podem passar o dia em Brasília.

“A confraternização entre pai e filhos é perfeitamente possível no local de cumprimento de pena, de sorte, que o indeferimento do pedido não obsta o fim pretendido pela solicitada autorização de viagem. […] Não se está a negar, pura e simplesmente, o acesso do sentenciado à sua família, mas sim limitar o uso abusivo deste direito”, considerou o juiz.

Dirceu cumpre em prisão domiciliar o restante da pena de 7 anos e 11 meses estipulada pelo Supremo Tribunal Federal, por corrupção ativa. Ele também é investigado por suposta participação no esquema de corrupção da Petrobras.

8 thoughts on “Juiz adverte que Dirceu tenta “banalizar” sua condenação

  1. Jpsias de Souza e o encontro da PRESIDENTA com governadores: (…)Se quisesse realmente ser tomada a sério, Dilma costuraria um entendimento nos bastidores antes de subir ao palco, sob refletores. Mas ela precisa da foto. Quer passar à opinião pública a impressão de que não é uma moribunda política. Não é a primeira vez que Dilma procede dessa maneira. Ela repete agora a mesma coreografia de junho de 2013. Depois que os brasileiros foram às ruas para informar que estavam de saco cheio, a presidente convidou a Brasília governadores e prefeitos de capitais. Propôs cinco pactos. Ganha um doce quem se lembrar de um. Enquanto a popularidade lhe sorriu, Dilma cultivou um tipo sui generis de diálogo, no qual ela obrigava o outro a calar a boca. Hoje, isolada e impopular, a grande ambição de Dilma é a de colher solidariedades que jamais plantou.

    • O PT está a cada dia mais ridículo. Continuam falando em seus blogs de aluguel, que todos que criticam são fascistas. Na 3.ª feira o prefeito de Maricá estava dando uma entrevista, quando foi empurrado por um rapaz que não estava conseguindo internar a sua avó. Lógico que discordo dessa agressão, porém chamar esse rapaz que cometeu esse ato em desespero de fascista já é demais.
      O mais estranho é que isso foi dito por um prefeito que responde na Justiça por duplo homicídio, o de um piloto e o de um Juiz Federal.

      • Virgílio, fascista é como os petistas chamam qualquer um que divirja de suas idéias. Me pergunto se eles têm alguma noção do que esta palavra realmente quer dizer, e de que partido no Brasil está mais próximo de se comportar como fascista…

  2. Esse Dirceu é mesmo muito folgado. Ele e seus comparsas do mensalão não se deram conta, ainda, de que continuam cumprindo pena. Talvez ele pretendesse ver a aprazível residência de Vinhedo antes de voltar à cana dura, o que mais dia, menos dia, vai acontecer.

  3. Esse comportamento de José Dirceu – ridículo para o Poder Judiciário – teve sua origem e respaldo na decisão do STF sobre o MENSALÃO, ao declarar que a “organização criminosa” não formava uma QUADRILHA, portanto, que eram delinquentes AUTÔNOMOS.

    • Em consequência do que os operadores, como o Márcio Valério e seu sócio, foram condenados a mais de quarenta anos de prisão, cana dura, enquanto os políticos ou estão em prisão domiciliar ou já se beneficiam dos indultos de Natal…

  4. Antigamente poderia se dizer que o Zé Dirceu não joga nada, mas adora uma massagem. O rapaz ainda não
    compreendeu que é um CONDENADO, cumprindo pena.
    Só esta em prisão domiciliar, porque no STF tem ministros “amigos”, que lhe concederam a benesse.
    Nunca ouvi dizer que ele tenha pedido licença para ir ao Paraná, visitar a dona da butique, antiga companheira dele, nos tempos da clandestinidade.
    O juiz poderia aproveitar um pedido destes e manda-lo de volta a cadeia, onde é seu verdadeiro lugar.

Deixe uma resposta para Alzirinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *