Dirceu vai percorrer o país pregando a anulação do julgamento do mensalão

Carlos Newton

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a dez anos e dez meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha, o ex-ministro petista José Dirceu participou, ontem, no Rio de Janeiro, de um evento organizado pela CUT e patrocinado pelo Sindicato dos Petroleiros, para defender a anulação do julgamento do mensalão – considerado o maior escândalo da política brasileira.

Dirceu, um dos ídolos do PT

Embora tivesse sido anunciado “um debate” sobre o tema, todos os participantes convidados eram a favor da anulação do julgamento, cada um deles mais empenhado em defender a inocência de Dirceu.

Este foi o primeiro de uma série de encontros organizados por movimentos sociais empenhados em contestar a decisão do Supremo Tribunal Federal. Advogados de Dirceu já recorreram da sentença. Hoje, Dirceu está em Belo Horizonte, onde participará de ato organizado pelo diretório do PT mineiro. Depois do Carnaval, ele fará palestras nas regiões Norte e Centro-Oeste.

O debate foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores no Rio de Janeiro (CUT-RJ). Para o secretário de Finanças da CUT-RJ, José Garcia Lima, houve “uma série de erros jurídicos no julgamento”, marcado por “um acúmulo de provas contrárias à tese que levou às condenações”.

Enquanto isso, em Brasília, sem referência ao mensalão e sob aplausos dos colegas, o deputado José Genoino (PT-SP) – também condenado no processo – circulou, ontem, com desenvoltura em seu primeiro compromisso com a bancada do PT na Câmara.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *