Dvida vai a 73,1% do PIB e o governo ter de aumentar impostos

Resultado de imagem para impostos charges

Charge do Iotti (Zero Hora)

Antonio Temteo
Correio Braziliense

O rombo nas contas pblicas no para de crescer. Dados do Banco Central (BC) divulgados ontem apontam que a dvida bruta do governo chegou ao equivalente a 73,1% do Produto Interno Bruto (PIB) em junho, o pior resultado da srie histrica, iniciada pela autoridade monetria em dezembro de 2006. Para piorar, a equipe de Ilan Goldfajn projetou que a trajetria explosiva continuar nos prximos meses. Em julho, o endividamento deve chegar a 73,9% da gerao de riquezas no pas, um novo recorde.

A queda no preo do dlar, que influencia o valor das reservas cambiais, tambm afeta a dvida lquida do governo. Em junho, o indicador chegou a 48,7% do PIB, o pior resultado desde maio de 2005. O BC estimou que, em julho, o endividamento corresponder a 50% da gerao de riquezas no pas. Se a projeo se confirmar, ser a maior desde dezembro de 2004.

CONSEQUNCIA – O chefe adjunto do Departamento Econmico do BC, Fernando Rocha, explicou que a alta do endividamento pblico um reflexo dos sucessivos rombos mensais nas contas pblicas. A trajetria de deficit primrio tem contribudo para o aumento da dvida, ressaltou. Em junho, a necessidade de financiamento do setor pblico consolidado chegou a R$ 19,5 bilhes. Nos seis primeiros meses do ano, o resultado negativo atingiu R$ 35,2 bilhes, o equivalente a 1,11% do PIB.

O rombo acumulado de janeiro a junho de 2017 pior do que o acumulado no mesmo perodo do ano passado, quando chegou a R$ 23,7 bilhes, correspondente a 0,78% da gerao de riquezas no pas. Conforme a Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO), a meta fiscal do governo prev um deficit pblico de R$ 139 bilhes. Quando levado em considerao o resultado das contas pblicas dos estados e municpios, o rombo estimado chega a R$ 143,1 bilhes.

Mais impostos Nos ltimos 12 meses encerrados em junho, o deficit primrio bateu em R$167,2 bilhes, o equivalente a 2,62% do PIB. Para a economista-chefe da Rosenberg Associados, Thas Marzola Zara, a meta fiscal de 2017 tem chance de ser cumprida, mas depender significativamente de receitas extraordinrias.

Caso a atividade continue a decepcionar, aumentos de impostos so alternativas impopulares, porm necessrias. O fraco desempenho da arrecadao o principal fator a colocar em risco o cumprimento da meta fiscal de 2017, destacou.

13 thoughts on “Dvida vai a 73,1% do PIB e o governo ter de aumentar impostos

    • que eles trabalham muito

      Senadores possuem quase 3,5 mil pessoas trabalhando em gabinetes e escritrios

      Joo Alberto Souza (PMDB) e Fernando Collor (PTC) lideram lista, com 85 e 83 assessores

      Jornal do Brasil
      Hoje s 00h17

  1. Governo temer nos livros de histria ser lider nos seguintes rankings:
    Maior cobrador de impostos de todos os tempos
    Governo mais corrupto da histria do pas
    Gesto que conseguiu destruir de uma vez com todos os direitos trabalhistas de modo formal e legitimado com a justificativa de proteger polticos corruptos.
    Eis a histria deste governo…

  2. Fora de pauta, mas achei de bom senso:

    Se dessem Polcia Federal, que tem expertise, um dcimo do que vai ser gasto na operao das Foras Armadas no Rio e isso fosse aplicado em inteligncia, na regio da fronteira, os resultados seriam infinitamente superiores para a segurana do cidado carioca. A afirmao do delegado Antonio Celso dos Santos.

    Para ele, assim como no Rio, se um soldado est em Copacabana, o crime muda de lugar ou espera ele ir embora, na fronteira tambm incua a multiplicao de efetivo. O investimento em inteligncia. Identificar a liderana, acompanhar o trabalho do trfico e dar o bote certo, limpo. Isso no acaba com o trfico. Mas vai diminuir as armas em circulao nos grandes centros.

    ( O Dia ).

  3. PRK 30.
    Os servios policiais de mais eficacia no mundo, foram a GESTAPO nazista e o atual MOSSAD israelense, pelo simples motivo de serem invisveis.
    O policiamento ostensivo um paliativo de muito pouca eficcia, pois o bandido v a polcia, mas a polcia no v o bandido.
    A polcia tem que fazer operaes nas ruas e estradas e perde tempo precioso revistando quem no precisa, porque no tem bola de cristal para saber quem bandido e quem no .
    Nas estradas ento a coisa pior. Hoje a criminalidade tem servio de informao, utiliza batedores e sempre sabe onde a polcia esta.
    Estas cargas de drogas aprendidas, so invariavelmente servio dado pela prpria concorrncia na criminalidade.
    O policiamento velado e descaracterizado que funciona, mas no se sabe porque a prtica quase totalmente ignorada no Brasil.
    O Rio de Janeiro, bem como todo o pais, ao ser servio por foras militares, sem treinamento para o policiamento e totalmente caracterizado com fardas e viaturas, no chegar a lugar algum, porque bandido sabe muito bem identificar um agente pblico uniformizado.
    Infelizmente quem gere a segurana pblica, entende muito de poltica e nada de policiamento e ainda despreza os conhecimentos de quem do ramo.

    • Tudo politicagem.
      Em muitos pases h policiais fardados e a paisana no meio da populao. Na Inglaterra a polcia fardada d um apito e brotam policiais a paisana..
      O.crime organizado tornou-se uma multinacional e nesse caso tem que rastrear o dinheiro, como fizeram na Lava Jato…. Porm se fizerem isso no Rio vo bater nas Avenidas Atlntica e Vieira Souto e at quem sabe no 10.o andar de uma emissora , ou o Tim Lopes morreu a toa ? Nada de Alices Maria e malotes jornalsticos ?

  4. Recorrer a aumentos de impostos revela um governo absolutamente incompetente e mal intencionado!

    Aumentar impostos e deixar que os gastos dos poderes sejam muito acima da realidade econmica do pas, tais como os super salrios, indenizaes dos parlamentares, aposentadorias milionrias dos magistrados, acusa no s incompetncia, m inteno, quanto demonstra o nvel de corrupo, desonestidade e comprometimento desta administrao catica com as elites e castas nacionais!

    Temer, ladro, lacaio, velhaco, rigorosamente como foram Lula e Dilma, arrasa com o Brasil e permite o aniquilamento do povo pela violncia desmedida e exacerbada, corroborada pela no menos agressiva e ofensiva sade pblica deteriorada!

    Agrava-se a situao do Brasil atravs da criminosa aliana dos parlamentares com o governo, constituindo-se este poder como aquele que se pode dizer categoricamente como responsvel pelos milhes de desempregados e inadimplentes, juros extorsivos e recesso econmica, razes pelas quais sou obrigado a acusar as FFAA de irresponsveis, omissas e COVARDES em assistirem essa destruio nacional de braos cruzados!

  5. Se o crpula do Michel continuar a gastar para se manter no cargo o pas vai a lona. Esta criatura tinha que ser expulsa, a ressurreio de Sarney. A dvida pode ser facilmente equacionada, bastando diminuir o tamanho do Estado. Vende Correio, Eltricas, Petrossauro. Diminui as despesas do Judicirio e Legislativo, pronto dficit zero e a dvida vai comear a diminuir, mas estamos sendo governados por bandidos em todas as esferas do poder. Ningum mais pra esta gangue, s verificar que os bandidos no pararam de roubar mesmo com a Lava Jato. Algum tem dvidas que a corrupo continua de vento em popa na Petrobras?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.