Dizer que Bolsonaro é o maior em ‘corrupção e crime organizado’ é acusação totalmente injusta e inaceitável

Bolsonaro expressa tristeza pela tragédia em Beirute - Record TV Europa

Jair Bolsonaro foi ofendido e o Itamaraty sequer protestou

Carlos Newton

No final do ano a notícia foi destaque em toda a mídia, que repercutiu a nomeação feita anualmente por um consórcio internacional de jornalistas denominado OCCRP (Organized Crime and Corruption Reporting Project). A justificativa é inaceitável, porque diz que o presidente Jair Bolsonaro “se cercou de figuras corruptas, usou propaganda para promover sua agenda populista, minou o sistema de justiça e travou uma guerra destrutiva contra a região da Amazônia que enriqueceu alguns dos piores proprietários de terras do país”.

A organização internacional assinala que o chefe do governo brasileiro venceu “por pouco” outros dois candidatos ao “prêmio” do consórcio – o presidente dos EUA, Donald Trump, e o premiê turco, Recep Erdogan.

TRÊS AUTOCRATAS – “Os finalistas lucraram com a propaganda, minaram as instituições democráticas em seus países, politizaram seus sistemas de justiça, rejeitaram acordos multilaterais, recompensaram círculos internos corruptos e moveram seus países da lei e da ordem democráticas para a autocracia”, afirma o texto.

O júri afirmou que Bolsonaro foi destacado por “sua hipocrisia”, dizendo que o presidente alçou o poder prometendo combater a corrupção, mas se envolveu com corruptos e acusou outros da prática do crime.

“A família de Bolsonaro e seu círculo íntimo parecem estar envolvidos em uma conspiração criminosa em andamento e têm sido regularmente acusados de roubar do povo”, destacou Drew Sullivan, editor do OCCRP e membro do júri.

INDICAÇÃO ERRADA – Bem, com todo o respeito ao júri que consagrou Bolsonaro como o maior do mundo, essa indicação está totalmente equivocada e merecia uma resposta enérgica e radical por parte do Itamaraty e de todo o país.

Nada do que foi dito sobre o presidente brasileiro é verdade, salvo o chamado esquema das rachadinhas e funcionários fantasmas, que foi introduzido nos gabinetes parlamentares da família, mas não se trata de criação deles, que apenas entraram na onda.  

OUTRO GRAVE ERRO – Também não é justo dizer que “o presidente alçou o poder prometendo combater a corrupção, mas se envolveu com corruptos e acusou outros da prática do crime”.

Na verdade, ele não se envolveu, apenas contribuiu para que o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro fosse transformado em leis a favor do crime, e apoiou discretamente o fim da prisão após segunda instância, que transformou o Brasil no único país da ONU a adotar essa norma a favor dos envolvidos em corrupção e lavagem de dinheiro.

ALIADOS MILICIANOS – Não é verdade, ainda, que a família Bolsonaro esteja aliada a milicianos, conforme o comitê denunciou. Isso é coisa do passado. Tanto assim que o principal miliciano referido, o ex-capitão Adriano da Nóbrega, estava foragido e morreu oportunamente ao reagir à polícia em outro estado.  

Também não é verdadeira a informação de que o presidente era ligado a outros milicianos acusados pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL). E o fato de o miliciano-chefe ser vizinho do presidente e de seu filho 02 no mesmo condomínio é mera coincidência, como se diz nos filmes de Hollywood inspirados em fatos reais.

Aqui no Brasil todos sabem que a família abandonou o crime faz tempo, tendo lavado a fortuna com dinheiro vivo e feito sólidos investimentos no mercado financeiro. Por tudo isso, o país precisa repudiar com vigor essa injustificada indicação do comitê internacional de jornalistas.

###
P.S. –
Quem realmente conhece os Bolsonaro, sabem que eles deveriam ganhar outras indicações mais merecidas, como os maiores do mundo em termos de ignorância, burrice, desfaçatez, soberba, idiotice, incompetência e falta de vergonha na cara, como dizia o grande historiador Capistrano de Abreu, autor da menor e mais eficiente Constituição do mundo. (C.N.)    

13 thoughts on “Dizer que Bolsonaro é o maior em ‘corrupção e crime organizado’ é acusação totalmente injusta e inaceitável

  1. Senhor editor CN,em plena terça feira dia 05/01/21 as 08hs.
    Injetando otimismo nos robôs e nas viúvas do Bozo.

    Bom, só falta o conterrâneo Bendl,com seu TALENTO incomparável pedir a canonização do Bozo e seus asseclas…

    PS: Eu pediria a canonização do MALUF…

    kkk…

  2. Eliminar a corrupção instituída pelos petralhas em todo o país e, em todos os níveis, já ajuda a recompor as fontes do erário.

    Entretanto, os incautos lobotomizados continuam pregando seu líder corrupto lularápio que hoje gasta dinheiro roubado nas terras de seus mentores Castro & Cia.

  3. O que faz mais mal a um país? A incapacidade ou a corrupção material? Ambas as coisas são ruins, mas acho que a incapacidade é mais danosa.

    Também não devemos esquecer que a corrupção moral é a maior dos males do nosso país.

  4. Quer dizer que ao abandonar o crime o malfeitor está recuperado? Por esta lógica, Hitler, Mao Zedong, Stalin. etc… etc… ao morrerem ficaram isentos de seus crimes.

  5. Amigo Carlos, pelos comentários que li até agora (com a honrosa exceção do José Pereira Filho), faltou apenas no seu excelente artigo o aviso “Modo de ironia ligado”, que infelizmente se faz cada vez mais necessário…
    Incrível como tantas pessoas não sabem mais fazer interpretação de texto.
    Um abraço do Mano.

  6. Só pode ser gozação ou CN tb é chefe no Rio da Pedras ou na Muzema.
    Toda a família era assessorada por bandidos, mas eles não são bandidos? Coincidência?

  7. Carlos Newton, o artigo é excelente. Essa parte escrita:

    “Na verdade, ele não se envolveu, apenas contribuiu para que o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro fosse transformado em leis a favor do crime, e apoiou discretamente o fim da prisão após segunda instância, que transformou o Brasil no único país da ONU a adotar essa norma a favor dos envolvidos em corrupção e lavagem de dinheiro.”, é dose para mamute, pois elefante não aguenta e morre.

    Aliás, aproveitando o empurrão patriótico, lembro que a parte melhor do governo de Fernando Henrique Cardoso foi a compra dos políticos para aprovar a reeleição presidencial e a nomeação do impoluto Gilmar Mendes para ministro do STF.

  8. Na realidade quem “passa pano” para familícia boçal defende a si mesmo quando se trata de eleitor medianamente esclarecido.

    Volto a afirmar:

    Uma pessoa medianamente esclarecida que votou no notório criminoso bolsonaro – é CÚMPLICE -, e não mero eleitor.

Deixe uma resposta para Tribuna da Internet Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *