Donos de “consultorias” multiplicaram bens em até 97 vezes

Fábio Fabrini
Estadão

Donos de empresas de consultoria e assessoria investigados na Operação Lava Jato tiveram um enriquecimento meteórico entre 2003 e 2013, período em que o esquema de corrupção na Petrobrás funcionou, segundo seus delatores, de forma “institucionalizada”. Conforme o caso, o patrimônio dos envolvidos se multiplicou por até 97 vezes.

Os dados constam de relatório da Receita Federal elaborado a pedido da força-tarefa encarregada das investigações. O Fisco avaliou as finanças declaradas por 11 pessoas apontadas como operadoras do esquema e descobriu que, apenas entre 2006 e 2013, elas movimentaram R$ 311,2 milhões.

O lobista Milton Pascowitch, preso preventivamente nessa quinta-feira, 21, era dono de bens e direitos que somavam R$ 574 mil em 2003. As posses se multiplicaram por 50 no período, saltando para R$ 28,2 milhões.

Pascowitch é dono da Jamp Engenheiros, uma das empresas que teria usado para pagar, em nome de empreiteiras, propinas ao PT e à Diretoria de Serviços da Petrobrás. Entre 2006 e 2013, ele movimentou, sozinho, R$ 51 milhões.

OUTROS OPERADORES

A Receita também fez um pente-fino nas contas de Luís Eduardo Campos Barbosa da Silva. Ele é um dos sócios da Oildrive Consultoria, uma das representantes da multinacional holandesa SBM Offshore, suspeita de pagar subornos em troca de contratos na Petrobrás. Ele tinha R$ 517 mil em 2003, valor que saltou para R$ 50 milhões em 2013. Uma evolução de 97 vezes, destacou a Receita.

Também investigado como um dos operadores, Zwi Sckornicki, dono da consultoria Eagle, tinha R$ 1,8 milhão em 2003, patrimônio que “engordou” bastante, passando para R$ 63,2 milhões – 35 vezes mais.

No documento, a Receita destaca a necessidade de quEbrar os sigilos não só dos operadores, mas das empresas mantidas por eles. Justifica que, na Lava Jato, identificou-se a constituição de diversos escritórios para a prestação de “serviços falsos de consultoria e assessoria” a gigantes do setor de infraestrutura.

CONTRATOS FRAUDULENTOS

“As empresas serviriam, em tese, como instrumento para que, a partir da celebração de contratos fraudulentos e da emissão de notas fiscais inidôneas, as citadas empreiteiras efetuassem pagamentos de vantagens indevidas a agentes públicos e privados, inclusive a empregados públicos ligados à Petrobrás”, sustenta.

O relatório também cita as finanças do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso na Lava Jato. Os analistas explicam que a maioria dos bens do petista estão em nome da mulher, Giselda de Lima, e sugerem a quebra do sigilo fiscal dela.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGO PT criou uma verdadeira Academia Brasileira de Consultores, com destaque para José Dirceu, Antonio Palocci, Fernando Pimentel, Delúbio Soares e Erenice Guerra. Agora, Guido Mantega e Paulo Bernardo pretendem entrar nesse ramos de negócios, antes que o governo acabe. (C.N.)

5 thoughts on “Donos de “consultorias” multiplicaram bens em até 97 vezes

  1. Quando os altos mandatários de um partido enriquecem em poucos anos, depois de assumirem o poder, fica evidenciada a preocupação deles com o futuro do país.

  2. Perto desta turma, o PCC é pinto, como se dizia antigamente. Eles tem por lema, o ditado que diz: Quem não
    rouba e não herda, tem m…a.
    Os outrora campeões da ética, moralidade e honestidade, naufragaram fragorosamente num mar de excre-
    mentos. Agora não sabem mais o que dizer, o papo é que “os outros”, também roubaram.
    Nós os otários, atônitos com tanta roubalheira, perguntamos. Até quando isso vai continuar, seremos eternamente brindados com ajustes fiscais, que recompõe o que foi roubado?
    Outra coisa. O Yuossef como declarante da morte do Janene, não é uma coisa “bestial”, como dizem os lusos?
    Até isso aconteceu no Brasil do PT.

  3. LUGAR DE POLÍTICOS E PARTIDOS POLÍTICOS COMPOSTOS POR BANDIDOS, É NA CADEIA E A EXTINSÃO! JAMAIS NO GOVERNO!

    Como exemplo recente, temos agora o Guido Mantega como mais um que assegurou sua “área de influência” dentro das |estruturas do Estado, para seguir os passos de Palocci, Dirceu, Lula e tantos outros para enriquecimento próprio, ao abrir também sua empresa de “Consultoria” para exercer influência corruptora sobre a “extensa rede de relacionamentos” que possui, em que um exército de “jabutis de árvore” continuam ocupando os cargos decisórios nas estruturas da máquina do Estado Aparelhado pelo PT.

    É dessa forma que ficam garantidos os assaltos aos cofres públicos, através de desvios de recursos que deveriam estar sendo investidos no país a serviço da população. Esse procedimento criminoso, garantido pelo apadrinhamento partidário na distribuição política dos cargos dentro do governo, vêm garantindo a permanência de redes de influência criminosas com objetivo exclusivo de enriquecimento de todos os “figurões de partidos” na partilha entre sí dos recursos destinados anualmente aos ministérios que ocupam, para se locupletarem das verbas através de sistêmicos e estruturados processos de desvios.

    Nesse processo, POVÃO fica impedido de compreender (e reagir) ao que está acontecendo, pelo alienante serviço de desinformação prestado pelas Mídias de Massas (Rede Globo principalmente), que ficam encarregadas da missão “terceirizada” de sua BOVINIZAÇÃO pelo Governo. Sendo coniventes e beneficiados desse processo, os meios de comunicação de massas ficam condicionados tanto a participar como se locupletar diretamente do processo, através das altas verbas de marketing governamental destinadas e repartidas entre todas, principalmente devido suas existências dependerem periodicamente das renovações de Concessões e Licenças de exploração de seus serviços fornecidas pelo Governo. (É a famosa estratégia do: “Ou se alinham ou dançam”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *