Duas derrotas do Brasil num basquete equivocado

Todos disseram: “Contra os EUA o Brasil não pode ganhar”. Perdeu por 1 ponto, teve enorme infelicidade nas duas últimas bolas, o jogo terminava, os americanos se assustaram.

Ontem, contra a fortíssima Eslovênia, perdemos também por circunstâEscias. (Isto não é choro, lamento ou justificativa). Deixamos a Eslovênia GANHAR o jogo, no segundo e no terceiro quarto. Chegamos a perder por 20 pontos, no terceiro quarto, passamos 5 minutos e meio sem marcar um ponto, o que não dá para suplantar o adversário.

***

PS – Não gostei, e disse que o Brasil não devia contratar um técnico estrangeiro, principalmente da Argentina.

PS2 – E Magnano comprometeu os resultados. Deixou de mudar de tática, quando o desenvolvimento exigia, ficou parado, sua única ação era contra os jornalistas, não deixava que ouvissem nada. E não colocou em quadra Nezinho e Marcelinho Machado, que estiveram tão bem nos primeiros jogos.

PS3 – Garantiu a denominação de o “Dunga do Basquete”. Uma pena. Mas ainda podemos nos classificar hoje, contra a Croácia.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *