E Augusto Heleno não pode mais cantar “se gritar pega Centrão, não fica um, meu irmão…”  

Centrão in 2020 | Memes humor, Leben memes

Charge do Nani (nanihumor.om)

Vicente Limongi Netto

Depois de um início de tapas e beijos, o voraz Centrão e o temperamental Bolsonaro juntaram os trapos e oficializaram a união. Com juras de amor eterno. “O casamento do ano”, definiria o colunista Ibrahim Sued. Chutes na virilha e cusparadas na cara ficaram no passado.

Bolsonaro garante que tem muito amor para dar, além de caneta cheia de tinta para oferecer ministérios, emendas, cargos em diversos escalões e fundos. Dedicará todo seu charme para que a lua-de-mel com o Centrão seja inesquecível e resulte em numerosa prole e votos.  

ESQUECEU A LETRA – Por sua vez, o cantor bissexto e ministro Augusto Heleno deletou da memória, do computador e das redes sociais as estrofes que cantou, quando o governo navegava em águas tranquilas, debochando do Centrão, com aplausos da plateia.

Desta feita, Heleno mostrou sua imensa versatilidade musical, compondo novos versos, sem ficar corado, para saudar a entrada triunfal do novo e poderoso ministro da Casa Civil, o casto senador Ciro Nogueira.

Ao invés de “se gritar pega Centrão/ não fica um, meu irmão”, Heleno agora canta: “Centrão nosso amigo de fé/irmão camarada/parceiro salvador de tantas jogadas/você é a tábua de salvação de Bolsonaro”.

ALGO NO AR – Mas nem tudo está perdido.  Em pleno inverno, o florescer dos ipês coloridos deixa Brasília ainda mais bela, alegre, amorosa e cativante. O ipê branco abranda a alma. O amarelo encanta corações. O roxo alimenta esperança.

O ipê lilás exorta a paz. Os pés de ipês são recheados de dignidade. Suas folhagens saúdam o amanhecer. O aroma dos ipês tem a pureza dos sentimentos. Embalam o cotidiano e embelezam o sol. Quando as folhas começam a cair, os ipês partem para nova missão: juntam-se ao barro para enobrecer a terra e semear a vida eterna.

7 thoughts on “E Augusto Heleno não pode mais cantar “se gritar pega Centrão, não fica um, meu irmão…”  

  1. O intrépido Bolsonaro sabe o que faz. No seu segundo mandato, o pau vai comer contra as facções do crime organizado (pt+ psdb+ stf e seus puxadinhos, como o PCC e o Comando Vermelho). Melhor afagar o “centrão” do que se aliar ao quadrilhão tucano-petista.

    Os milicos conhecem o exemplo do seu patrono, o Duque de Caxias, que comprou, literalmente, o apoio de inimigos para vencer as suas batalhas. O Francisco Bendl, gaúcho que serviu no Exército, deve conhecer essas histórias.

    Na guerra atual, o principal inimigo não é o “centrão” é o crime organizado comandado pelas 3 máfias: pt, psdb e stf.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *