É hoje: a CUT usa a sede da ABI para fazer uma manifestação contra o Supremo e a favor de Dirceu e dos mensaleiros

Carlos Newton

Como já informamos aqui no Blog, a CUT-RJ e o Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé promovem hoje um evento pedindo a anulação do julgamento da Ação Penal 470, “devido aos notórios e graves erros cometidos pelo STF”. O ato (falho?) acontece na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI),  a partir das 19 horas, no Centro do Rio de Janeiro.

O ex-ministro José Dirceu, nesse evento, tem o chamado domínio do fato, porque a ideia foi dele, a organização também foi feita por ele. E adivinhem quem será o “convidado especial”? Ao lado de Dirceu, estarão na mesa de debates o jornalista Raimundo Pereira, editor da revista Retrato do Brasil; a dirigente petista Fernanda Carísio, da Executiva do PT-RJ e ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio; o jornalista Altamiro Borges, coordenador do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé; o advogado Adriano Pilatti, professor da PUC-Rio, e a jornalista Hildergard Angel.

O release que nos foi encaminhado relata que o evento organizado por Dirceu vai se repetir em outras capitais, incluindo Brasília. Conforme já informamos, a mesa de debates não terá nenhum participantes que defenda a posição do Supremo no julgamento do mensalão. Ou seja, não haverá debates, todos defendem a mesma posição. O debate será patético. Ninguém pode perder cenas como essas. É uma espécie de Zorra Total em versão político-judicial.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *