É melhor avisar o vice Mourão de que existe um plano para matar Bolsonaro

Resultado de imagem para porta voz bolsonaro

Porta-voz ainda não percebeu o plano contra Bolsonaro

Hamanda Viana e Filipe Matoso
TV Globo e G1 — Brasília

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta terça-feira (17) que a viagem do presidente Jair Bolsonaro à Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) ainda depende de avaliação médica. A assembleia acontecerá em Nova York (EUA), na semana que vem. Em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, Rêgo Barros disse que “tudo indica” que o presidente irá à assembleia, mas os médicos ainda o avaliarão nesta sexta (20) para decidir.

Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia na semana passada para correção de uma hérnia. O presidente passou alguns dias internado e retornou a Brasília nesta segunda (16).

“PRATICAMENTE…” – “A viagem do presidente está sob análise, praticamente definida, mas ainda sob análise em particular no quesito avaliação médica, que ocorrerá na próxima sexta-feira aqui em Brasília pela equipe do doutor Macedo. A recuperação do presidente é muito positiva, tudo indica que ele dará a confirmação e nós embarcaremos no dia 23 para Nova York”, afirmou Rêgo Barros.

No último dia 2, em meio à polêmica em torno das queimadas na Amazônia, Bolsonaro chegou a afirmar em uma entrevista coletiva que iria à ONU mesmo se fosse necessário usar cadeira de rodas para defender as políticas do governo para a região.

PROGRAMAÇÃO – Segundo Otávio Rêgo Barros, se confirmada a viagem de Bolsonaro, o presidente viajará no próximo dia 23 (segunda-feira) para Nova York com objetivo de participar da Assembleia Geral no dia seguinte, terça-feira.

Depois da assembleia, ainda segundo Rêgo Barros, Bolsonaro viajará para Dallas (Texas) para se reunir com empresários do setor de tecnologia e, no dia 25, retornará para Brasília.

O porta-voz acrescentou também que, se Bolsonaro viajar mesmo para Nova York, deverá se encontrar com secretário-geral da ONU, Antonio Guterres.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A irresponsabilidade grassa no Planalto. Mais parece um plano para arrebentar com Bolsonaro. A se confirmar essa programação feita sob medida para um paciente que se recupera da quarta longa cirurgia (cinco horas) no período de ano, isso significa que Bolsonaro vai ficar tomando alimento cremoso (caldo ralo) até o dia 20 (esta sexta-feira), quando será examinado. Se tudo correr bem, então passará na sexta para comida pastosa e terá de viajar três dias depois (segunda-feira, 23), sem ninguém ainda saber se estará ingerindo alimentação sólida ou não. Com esse magnífico estado de saúde, no dia seguinte (quarta-feira, 24) viajará para o Texas, depois de discursar na ONU. No dia 25, tem um encontro marcado com empresários texanos, que certamente vão lhe servir um churrasco. E depois, no dia 26 (quinta-feira), o que sobrar do presidente Bolsonaro será trazido de volta ao Brasil. Diante dessa realidade, é melhor convocar logo o vice Hamilton Mourão e avisar que há um plano para matar o presidente brasileiro. (C.N.)   

16 thoughts on “É melhor avisar o vice Mourão de que existe um plano para matar Bolsonaro

    • Que imaginação da redação desse blog hein!
      Aposto o meu salário como o Bozo não vai à Assembléia Geral da ONU. Não acham coincidência essa cirurgia às vésperas desse encontro? Ele deve estar se cagando pelo fato de ter que abrir o evento. Ele não consegue ler 3 linhas e se falar de improviso, só vai sair bosta, além de ter de enfrentar a imprensa estrangeira para explicar sobre as queimadas da amazônia e as besteiras que falou sobre a mulher do Macron.

  1. Esse médicos cirurgiões que fizeram a operação do presidente, parecem que tem muita segurança no que faz, ou são frouxos.
    Estão colocando seus nomes e seus prestígios em perigo.

    Aguardemos….

  2. O nível de “teoria da conspiração” do editor desse blog passou dos limites do aceitável. Insano. É melhor avisar a alguém que deveria existir um plano para interná-lo, imediatamente. Isso se já não fizeram…

  3. Há gente morando embaixo de pontes e morrendo doente em cantos de esquina; há crianças sem presente nem futuro, e o nosso editor está preocupado com a saúde do Bolsonaro, o Barrigudo. Um Bolsonaro que decepciona os brasileiros como fizeram os canalhas do PT. Vou lhe dizer, seu redator, o Jair não passa de um traidor.

  4. Acho que a decisão depende menos do presidente e mais dos profissionais que o tratam. Evidentemente que ele pode simplesmente desconsiderar a orientação médica e ir por conta e risco. O que pode fazer com que uma equipe seja necessária para dar suporte médico na viagem.

  5. Eu não aprovo o Governo Bolsonaro , não votei nele. Todavia, eu não desejo que Bolsonaro morra. Já fui cirurgião, no início de minha carreira, e já operei várias vezes intestino de pessoas com várias patologias abdominais.

    Esta viagem de Bolsonaro a Washington , e depois ao Texas, ainda usando dieta cremosa e com o intestino ainda não recuperado pode sim ser fatal para o Presidente da República e este pode ter complicações terríveis, que mesmo os melhores hospitais dos Estados Unidos não poderão reverter. Isto pode resultar na morte do Presidente, por imprudência.

  6. KKK mas quem jura que vai discursar na assembleia geral da ONU foi o próprio boçal que disse, vai nem que seja de cadeira de rodas. O cara morre de medo que alguém lhe roube o Sol. Ou lhe faça um segundo sequer de sombra.

  7. Muito útil e prudente as palavras do comentarista Ednei José Dutra de Freitas.

    Porém, pelo que tenho lido, tenhoa impressão que é o Bolsonaro que está ansioso para ir e ficar na frente dos holofotes de todo o mundo.

    Aí … o que é de gosto regala a vida, principalmente quando sacia a fome da vaidade.

  8. Boa noite , leitores (as):

    Senhora Hamanda Viana e senhor Filipe Matoso ( TV Globo e G1 — Brasília ) e Carlos Newton , por incrível que pareça e ironia do destino , quem esta assassinando e desgostando o Presidente Jair Messias Bolsonaro , são seus próprios filhos que o esta expondo cada vez mais , pois nestes 28 anos que o Presidente viveu na sombra como deputado federal , seus podres não vieram á tona, mas como a ” farsa e a mentira ” sempre vêm a tona ( graças ao atentado que sofreu ) , suponho que por isso o presidente prefira á morte do que ver cedo ou tarde seus filhos serem presos , pois o tal pacto que ele fez com o ” DIABO e DEUS ” , ao mesmo tempo , perdeu o prazo de validade , ou seja , com membros do STF , membros do Congresso Nacional e Lideres Evangélicos e pessoas de má índole da própria sociedade civil .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *