E o “menino de ouro” do Cachoeira ganhou uma cadeira no Ministério…

BRASILIA, DF, BRASIL, 03-05-2016, 12h00: O deputado Alexandre Baldy (PTN-GO) é o novo presidente da Comissão de Segurança Pública da câmara. Durante a CPI do Cachoeira ele ficou conhecido como "menino de ouro" do Cachoeira, por ter, supostamente, prestado serviço ao esquema de corrupção dele. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER) ***EXCLUSIVO***

Baldy tem a folha corrrida  ideal para ser ministro

Bernardo Mello Franco
Folha

Deputado do centrão, pupilo de Eduardo Cunha, citado na Lava Jato. Com este currículo, Alexandre Baldy já poderia reivindicar um ministério no governo Temer. Suas credenciais não terminam aí. Ele também ostenta o apelido de “menino de ouro” de Carlinhos Cachoeira. A alcunha se tornou pública em 2012, quando uma CPI investigou o bicheiro acusado de comandar o crime organizado em Goiás. Baldy era secretário no governo de Marconi Perillo, o favorito de Aécio Neves para assumir a presidência do PSDB.

O relatório da comissão foi categórico: “Baldy, conquanto não tenha agido com a mesma desenvoltura com que atuaram outros secretários do Estado de Goiás em prol dos interesses da organização criminosa chefiada por Carlos Cachoeira, prestou relevantes serviços à quadrilha”.

ARQUIVAMENTO – Num acordão para blindar dezenas de políticos, o texto foi despachado ao arquivo. A CPI terminou em pizza, mas produziu um flagrante histórico. O SBT filmou o celular de Cândido Vaccarezza quando ele enviava um torpedo tranquilizante a Sérgio Cabral: “Não se preocupe. Você é nosso e nós somos teu [sic]”.

Cachoeira foi preso nas operações Monte Carlo e Saqueador. Cabral e Vaccarezza foram presos na Lava Jato. Baldy teve mais sorte. Nesta quarta-feira, assinará o termo de posse como ministro das Cidades.

VITÓRIA DO CENTRÃO – O novo inquilino da Esplanada deve a indicação ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Sua escolha também representa uma vitória do centrão. Viciado em cargos, o grupo aproveitou a debilidade do governo para exigir a pasta que libera obras de saneamento e habitação.

Ao votar a favor do impeachment, Baldy citou a família, agradeceu a Deus e prometeu “ajudar o povo a limpar este país”. Ele se elegeu pelo PSDB, passou pelo PTN e será ministro pelo PP. Herdeira da ditadura, a sigla lidera o ranking de investigados na Lava Jato. Agora contará com o menino de ouro numa das cadeiras mais cobiçadas de Brasília.

###
BALDY É PRIMO DO MARQUETEIRO DE TEMER

Andréia Sadi
G1 Brasília

Escolhido para comandar o Ministério das Cidades, o deputado Alexandre Baldy (Podemos-GO) é primo de primeiro grau do marqueteiro do presidente Michel Temer, Elsinho Mouco. Procurado pelo Blog, o deputado confirmou o parentesco com o marqueteiro. Ele disse sempre ter mantido relações distantes com Mouco, porque cresceu em Goiânia e o marqueteiro, em São Paulo.

12 thoughts on “E o “menino de ouro” do Cachoeira ganhou uma cadeira no Ministério…

  1. Procuradores municipais vaiam e se retiram de evento em protesto contra presença de Sergio Moro

    Para a procuradora municipal de Fortaleza Rosaura Brito Bastos, Moro exerce uma magistratura acusatória, que desrespeita os advogados e a defesa dos réus. “A ele, ao juiz da causa, que deveria ser imparcial, só servem as provas que venham a contribuir com a tese dele, que é acusatória. Um juiz não pode ser acusador”.

    https://goo.gl/iww6MN

    • Os procuradores municipais que se retiraram do local quando o Juiz Mooro ia tecer seus comentários, simplesmente queriam seus segundos de fama.

      Não só deixaram de ter suas caras publicadas na mídia, assim como seus nomes, em razão de suas insignificâncias como procuradores, que continuarão até o fim de suas carreiras procurar os motivos pelos quais até em seus municípios são desconhecidos, enquanto Moro obtém o aplauso mundial sobre sua atuação!

      Esses procuradores procuraram ser diferentes daqueles que querem o combate à corrupção, apoiando falsos inocentes em detrimento da verdade.

      O gesto praticado foi cínico e hipócrita, haja vista que tal protesto jamais fizeram contra os parlamentares que roubam o seu dinheiro, incluindo alguns originários do Paraná.

      Em resumo, pois a minha paciência está no fim com este tipo de comportamento abjeto:
      Procuradores de merda!

      • Teremos de procurar os procuradores, pois até de onde eles são se desconhece!

        Resumo da ópera:
        Um bando de calhordas!

        Lula e seus quadrilheiros eles se acocam, ficam quietos, não se mexem!

  2. Duas questões, rapidamente:

    1 – Definitivamente o Brasil não vive o regime democrático, mas a cleptocracia;
    2 – O general Villas Bôas se enganou redondamente quanto ao funcionamento das instituições, inclusive no sistema de pesos e contrapesos.

  3. Ninguém segue mais o dinheiro?
    A culpa é da Policia Federal? Do Moro?
    A culpa é do povo que suporta mais do mesmo?
    Baldy envolto em um balde de corrupção…
    Novo capitulo de: Baldeação das Mala$…
    Esse tipo de gente se trata na baioneta…
    Tá tudo dominado, e desmoronando….
    nada para este câncer…
    Aguardem o final desse governo para ver a metástase….

  4. Francisco Bendl

    “O general Villas Bôas se enganou”

    Engano seu, ele não se enganou em nada, muito ao contrário sabe tudo, mas tenta enganar o povo pois só lhe resta essa atitude, assim como a todos os participantes da canalhada que ditatorialmente comanda a vida dos brasileiros…

    sanconiaton

    abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *