Economia recua 0,68% no primeiro trimestre e o país deve entrar em recessão

Resultado de imagem para recessão charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Deu na Folha

A atividade econômica brasileira registrou retração de 0,68% no primeiro trimestre de 2019, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira (dia 15). O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) recuou também na comparação de março com fevereiro, apresentando queda de 0,28%. Economistas previam queda de 0,20%, segundo projeções das agências Bloomberg e Reuters.

O mau desempenho da economia brasileira nos primeiros três meses deste ano já havia se refletido nos dados do IBGE para indústria e serviços no período. Segundo o instituto, a indústria fechou o primeiro trimestre do ano com queda de 0,7%, enquanto o segmento de serviços teve retração de 0,6%.

CONSUMO – O comércio, apesar de encerrar o período com alta de 0,2%, fechou março 6,1% abaixo do pico atingido pelo setor nos meses de outubro e novembro de 2014, segundo informações do IBGE.

As preliminares do desempenho econômico do Brasil em 2019 fizeram o mercado revisar nas últimas semanas suas projeções de crescimento para o ano. Nesta segunda-feira (dia 13), economistas ouvidos pelo BC reajustaram para baixo pela 11ª semana seguida a previsão do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Segundo a pesquisa Focus, a projeção agora é que o crescimento fique em 1,45%.

Na mesma data, o Itaú divulgou que o desempenho da economia brasileira neste ano não deve ser superior ao do ano passado, que foi de 1,1%. A previsão anterior, divulgada há um mês pelo banco, era de avanço de 1,3%. Já o Bradesco havia cortado sua estimativa para 1,1% na semana passada, consolidando a expectativa de que a economia terá mais um ano perdido.

DIZ GUEDES – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, nesta terça-feira (14), que a economia brasileira está no “fundo do poço”, ao comentar que as projeções já indicam um crescimento de 1,5% do PIB neste ano.

“Vocês vão ver que o crescimento, que era de 2% quando eles fizeram as primeiras simulações, já caiu para 1,5%. Quando cai para 1,5%, as receitas são menores ainda, e aí já começam os planejamentos de contingenciamentos de verbas. Já começam as trajetórias futuras de despesas a serem apertadas”, disse Guedes, ressaltando que, desde o começo do governo, as projeções da equipe econômica e do mercado estão alinhadas.​

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Se a economia continuar em baixa no segundo trimestre, o que já está se configurando, isso significa que o país estará novamente em recessão, que no caso deve ser chamada de estagflação, porque se trata de recessão com inflação, que Deus nos proteja. (C.N.)

20 thoughts on “Economia recua 0,68% no primeiro trimestre e o país deve entrar em recessão

  1. Estreme de dúvida a EDUCAÇÃO é o pilar de SUSTENTAÇÃO de uma nação FORTE em todos os sentidos.

    *E a educação? O bicho comeu!*

    A educação no Brasil anda mal das pernas.
    Aliás, as duas.
    Tanto a educação formal (que você deveria receber na escola) quanto a educação familiar.
    Alguém duvida?
    Compare o Brasil de hoje em dia com o Brasil de 25, 35 ou 40 anos atrás…
    No Brasil da metade do século XX, completar o ensino primário (hoje seriam as cinco primeiras séries do ensino fundamental) era uma vitória para poucos.
    O sonho das famílias era formar um filho “doutor”.
    O diploma na parede era motivo de orgulho.
    E as coisas eram muito mais difíceis.
    E hoje em dia?
    Nas escolas estaduais de Minas Gerais a “bomba” havia sido abolida (escrevi no passado, pois, pode ser que o novo governador reconheça a imbecilidade da medida e a risque do mapa).
    A desculpa?
    Não se pode humilhar alunos que não conseguem bom desempenho escolar com a repetição de ano.
    Às favas!
    Não conseguiu nota para passar de ano?
    Estude mais e tente novamente!
    A vida é assim: temos que aprender com vitórias e derrotas.
    A educação familiar praticamente deixou de existir.
    Pais e mães omissos acham que é obrigação dos professores ensinar os seus pimpolhos conceitos básicos de viver em sociedade, como por exemplo, cumprimentar, agradecer, falar “por favor”, ser educado, comer de boca fechada, respeitar os mais velhos, etc.
    E os professores, não todos, evidentemente, mas, uma minoria barulhenta prefere doutrinar na sua própria concepção e visão ideológica do que propriamente ensinar o abecedário.
    O resultado?
    O desastre que vemos hoje em dia: uma nação acéfala, tateando no escuro da sua própria ignorância e achando que virá um salvador da pátria em um cavalo branco e armadura reluzente para lhe entregar de mão beijada tudo que deseja.
    E como resultado da acefalia, o brasileiro passou a acreditar que dinheiro público é dinheiro de ninguém.
    Esqueceu-se que dinheiro público não nasce público, mas, sim privado e só vira público quando pagamos a montanha de tributos que as três esferas do poder nos impõem.
    O brasileiro médio acredita que não deve e não precisa ter responsabilidade sobre o seu próprio destino e nem o destino da nação, imaginando inocentemente que uma coisa está completamente dissociada da outra.
    E simplesmente vai tocando a vida, sem maiores ambições que não seja tomar “umas e outras” e levar vantagem aqui ou ali ou acolá.
    Não há prosperidade sem esforço!
    Não há sucesso sem trabalho!
    Não há vitória sem luta!
    Mas, acima de tudo, não há a menor possibilidade de real progresso sem educação.
    Aqui está a chave de tudo: a educação familiar que começa no berço e a educação formal que é ministrada nas escolas.
    E que jamais se generalize: nem todos os estudantes universitários são maconheiros ou malandros profissionais, assim, como nem todos os pais e mães são irresponsáveis e displicentes.
    Nem arrisco a escrever aqui onde estaria a maioria.
    Mas, afirmo com convicção: ou arregaçamos as mangas e enfrentamos o(s) problema(s) da educação de frente, ignorando o politicamente correto que nos conduziu ao desastre atual, ou então amargaremos a dura realidade de um povo miserável e inculto, motivo de chacota mundial por dormir em cima da fortuna que não pode desfrutar por sua própria incompetência e malevolência.
    É o que penso.

    Robson Merola de Campos
    Advogado

  2. *Os Bastidores da Reforma da Previdência*

    Recentemente li um interessante artigo sobre a reforma da Previdência.
    Nele o autor, apoiado por depoimentos e documentos, sustenta que a resistência do Congresso (e não só da esquerda radical) em relação à reforma não é a retirada de direitos dos trabalhadores, mas, sim a economia que o governo federal faria e que propiciaria investir em outras áreas.
    A cifra atinge algumas centenas de bilhões de reais.
    Por ano, salvo engano.
    Faz sentido a resistência.
    Afinal, sabe-se que uma boa parte da classe política brasileira, senão a maioria, não está nem um pouco preocupada com a população, mas, apenas em garantir votos e perpetuar-se no poder.
    Estas mesmas pessoas encaram o Presidente Bolsonaro como uma ameaça direta ao seu “status quo”.
    E fizeram as contas: se a reforma passar, com a economia resultante (sem a corrupção para atrapalhar) e dinheiro a vontade para investir, o Brasil viraria logo, logo um integrante do seleto grupo dos países desenvolvidos.
    E tudo isso no governo Bolsonaro.
    Tal possibilidade é intolerável para o “Mecanismo”.
    Creio eu, que está na hora do Presidente Bolsonaro vir a público e expor a verdade.
    Foi falando a verdade que ele se elegeu.
    E é falando a verdade que ele se libertará do jugo da velha política.
    E se sucesso não tiver, pelo menos manterá a sua honradez e mostrará ao povo quem é de fato amigo do peito ou amigo da onça.
    Cito novamente o Livro dos Livros:
    “Conhecereis a verdade e ela vos libertará!”
    Simples assim.

    Robson Merola de Campos
    Advogado

  3. Para se salvarem da cadeia os políticos vão impor o caos ao país. É a clássica briga de bar para sair sem pagar. Como eles tem patrimônio adquirido legal (com seus altos salários e mordomias) ou ilegal (falcatruas, corrução, troca de interesses) sabem que podem ferrar a economia, o país, a população, enfim, detonar tudo que sobrevivem à qualquer catástrofe econômica.
    O que não podem evitar é a cadeia se forem pegos pela lava-jato. Como tentam, há anos, desconstruir esta operação (lembram do Bessias?) farão agora a cartada final jogando o país na lona, aprovando medidas econômicas perdulárias, bloqueando saídas e travando tudo que faça o país caminhar para frente.
    Enganam-se os que acham que o objetivo principal é derrubar Bolsonaro. Oras, como todos sabem o presidente não é um gênio da esperteza e da sapiência. Se os políticos quisessem poderiam ir comendo pelas beiradinhas e mantendo seus benefícios com pequenos sacrifícios. Até a melhoria do país seria boa para a classe política que usaria isso a seu favor.
    Por isso a meta principal não é tirar Bolsonaro. O objetivo chave, crucial, vital é EXTERMINAR MORO!
    É ele a pedra no sapatinho dos príncipes de Brasília.
    É ele que a classe política teme.
    Se Bolsonaro tirar Moro tudo volta a fluir pois o objetivo das ratazanas é salvar a própria pele.

  4. Se o asno tivesse pelo menos o gabarito e o desprendimento do Jânio, renunciaria rápido, para não complicar ainda mais a vida do país. Já ganhou mais uma aposentadoria mesmo, mais um monte de guarda-costas, de graça, faria um favor ao Brasil se renunciasse rápido. Mas se teimar em ficar no cargo o país vai continuar sangrando em praça pública, infelizmente.

  5. O vírus da imunodeficiência humana, AIDS, foi descoberto em 1.983 no Instituto Pasteur, França, pelo cientista Luc Montaigner, sendo definido como Síndrome da imunodeficiência adquirida. Em 1.986, recebeu o nome de HIV.

    Milhões de pessoas morreram vítimas deste vírus nos seus primeiros 10 anos.
    Atualmente, o coquetel de medicamentos elaborados pelos laboratórios permitem que o infectado tenha uma vida normal, mesmo sendo portador do vírus, porém não é aidético!
    Mas, infecta seus parceiros, que podem não ter a mesma sorte.

    Bom, o que a AIDS tem a ver com o Brasil?

    Acontece que o sistema imunológico brasileiro está comprometido irremediavelmente!

    Não temos mais resistência a qualquer invasor, pois nos encontramos à mercê de doenças oportunistas, que mais ainda nos debilitam e nos enfraquecem corpo e mente!

    Nossos generais de defesa, que seriam as nossas instituições, os poderes constituídos – exatamente como faz o vírus quando abre a membrana celular do Linfócito T4 e, por ser um retrovírus, possui uma enzima que se chama Transcriptase reversa, e realiza um processo de transcrição ao contrário em relação ao padrão celular. Essa enzima polimeriza moléculas de DNA a partir de moléculas de RNA, exatamente o oposto do que geralmente ocorre nas células, nas quais é produzido RNA a partir de DNA – transformaram-se em agentes invasores de nossas vidas, do nosso país, e alteraram nosso destinos de maneira inexorável!

    Como qualquer vírus existente, traz consigo doenças as mais diversas e graves.
    O enfraquecimento do Estado brasileiro contaminou o povo também, e hoje somos conhecidos como passivos, resignados, sem forças para nos defender dos predadores.

    Eu denominaria a mídia como o retrovírus; o legislativo como Linfócito T; o Judiciário, a membrana celular CD4; o Executivo seria os sintomas de quem já é aidético, apresentando febre, diarreia, suores noturnos e emagrecimento, ou seja, a perda da moral e ética!

    Em consequência, o corpo brasileiro, seu povo, sua população, seus habitantes, seus cidadãos, sua sociedade, passaram a sofrer as consequências de infecções oportunistas, tais como hepatites virais, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e alguns tipos de câncer, em face da baixa imunidade e fraqueza do organismo.

    Em outras palavras:
    Encontramo-nos todos doentes, e sem possibilidade de cura porque permitimos ser inoculados em razão da falta de cuidados em nossas relações com os poderes, isto é, deixamos de lado os preservativos, a simples camisinha!

    Sempre permitimos ser lesados, prejudicados, enganados, roubados e explorados!
    Não sabemos mais viver sem essas doenças, que nos deixaram alienados, descuidados, acomodados, que nos tiraram a responsabilidade pelo país que nascemos, residimos, e que é nosso!

    Deixamo-nos envolver pela sensualidade e beleza de uma organização de Estado que seria aparentemente sólida, saudável que, na verdade, trazia consigo uma doença terrível, e que nos inoculou com seu mal!

    Não existem hospitais que tenham os coquetéis para todos nós, então milhares morrem a cada ano pelos efeitos colaterais desta falta de atendimento; milhares morrem pela falta de leitos; milhares morrem à procura de ajuda.
    Quem ainda não tem os sintomas da AIDS, porém é portador do vírus, e que vive com aparência de normalidade, quer mais aproveitar o tempo de vida que lhe resta para se divertir, afastar-se do Estado, manter distâncias da organização viral, mortal!

    Não temos mais cientistas que detectem se este vírus que dilapida a moral, a ética, que desonra homens públicos, que os deixa sem dignidade, honestidade, decência, como deveria ser tratado para ser eliminado.

    O povo, sem mais nenhum tipo de defesa, pois seus sistema imunológico deixou de existir, assiste o seu fim contemplativamente ou, então, busca algum tipo de conforto ou ânimo nas religiões do momento, também comprometidas em suas saúde porque inoculadas pelo vírus da soberba, da fortuna, do dinheiro sujo e imundo obtido das doações de pobres e miseráveis!

    As instituições, os poderes, a mídia, que tem sido a divulgadora e agente desses males, tem como função defender e enaltecer que estamos saudáveis quando, na verdade, ela traz consigo a mentira, a defesa de ladrões, corruptos, pois suas intenções dizem respeito tão somente à sua sobrevivência, e cujo alimento advém das verbas de publicidade oficiais, entregues para a elaboração de uma imagem positiva de governos ou de pessoas que possam lhe pagar regiamente.

    O Brasil é um corpo em estado terminal!
    O Estado, aliás, tem declarado que mais uns meses e não terá como pagar as aposentadorias, mesmo aquelas que recebem o indigno salário mínimo, uma afronta à espécie humana e que o deixa mais ainda debilitado!

    Em compensação, os vencimentos milionários, auxílios os mais variados ilegais e imorais, indenizações calcadas em recibos falsos, tais regalias e suplementos salariais continuarão a ser pagos às castas nacionais, enquanto as elites financeiras seguem a cada dia lucrando mais ainda em cima de uma população pobre, miserável, analfabeta, inculta e incauta!

    O povo desaparece aos poucos, doente, alquebrado, sem forças para resistir aos ataques impiedosos do Estado, que se mantém através do sangue, suor e lágrimas de seus trabalhadores, de seus legítimos escravos!

    Solução?!
    A meu ver, existe, sim.
    Mas fica para uma próxima oportunidade.

    • A verdade como Ela realmente é , infelizmente. E não encará-la, enfrentá-la e resolvê-la, significa apenas aumentar o potencial da bomba-relógio que pode explodir a qualquer momento. E não será surpresa para ninguém.

    • Caro Francisco Bendl,
      Você se superou neste seu pertinente arrazoado sobre a situação em que este pobre país se encontra, utilizando-se de um raciocínio lógico e que explicita com muito acerto a situação de nossa gente brasileira.
      O mediador Carlos Newton deverá transformá-lo em ARTIGO, pois a sua análise do Brasil está corretíssima.
      Parabéns!

  6. Caríssimo dr.Belem,

    Muito obrigado pelo seu comentário, que muito me honra e alegra.

    Acredito piamente que estamos doentes, que não sabemos os medicamentos à cura dos males, assim como desconhecemos qualquer tratamento que nos tire da UTI.

    O fim é iminente!

    Bolsonaro herdou um país em ruínas, tanto moral e ético, quanto econômico-financeiro.

    A política é sinônimo de corrupção:
    Judiciário (STF) comprometido com esta política deletéria e desonesta;
    Legislativo em todas as suas esferas se transformou em antro de venais;
    o Executivo tem como característica principal a incompetência e má intenção de nossos governantes.

    De que forma poderemos nos curar de tantas doenças e seus efeitos colaterais?

    Como que voltaremos a ser saudáveis se a equipe de médicos é falsa, os diplomas foram comprados, e não distinguem a diferença de analgésicos para antibióticos!

    O país perdeu seus valores e princípios, e somos hoje 210 milhões de cidadãos isolados, que não conseguem mais refazer os elos que nos unia.

    A crise brasileira é, a meu ver, a maior que se tem notícia neste continente americano em todos os tempos, pelo simples fato que se trata de FALTA DE IDENTIDADE!!!!

    Identificamo-nos com quem e o quê?
    O que poderia unir o povo?
    Que remédio nos faria voltar a amar esta terra, e limpá-la das ervas daninhas que devoram o que plantamos?!

    Não existe ainda um bactericida tão potente para lavar e eliminar as bactérias que tomaram conta do povo e do Estado.
    Morremos de infecção; devoram-nos os bernes, as larvas, e apodrecemos em vida!!!

    Eis o resultado de décadas constantes de alienação, de não nos importarmos com o Brasil, de nos resignarmos com a própria sorte ou entender que “Deus quis assim”.

    Nesse meio tempo, a invasão de agentes predadores tomou conta do país, de nossas autoridades, instituições, e as corromperam irremediavelmente!

    E, nós, fomos contagiados porque nosso sistema imunológico foi deteriorado, enfraqueceu, e ficamos á mercê de qualquer doença por mais comum que fosse, quanto mais às graves e incuráveis!

    Um grande abraço.
    Saúde, muita Saúde, meu caro.

  7. O Jornalista autor dessa matéria é tão idiota que não teve a coragem profissional e ética, se é mal intencionado ou não, se esqueceu de perguntar ou é mal informado mesmo, a qualquer economista, que já estamos em recessão profunda desde o primeiro governo do seu adorado ídolo preso em Curitiba, e esses quase 30 milhões de brasileiros desempregados é o legado dos desgovernos do ídolo do jornalista e da anta que já deveria estar presa juntamente com seu ídolo, o “capo-mor do Brasil” !!!! O Brasil estar em recessão desde o primeiro governo do capo do agreste que destruiu os princípios basilares do Plano Real com os assaltos a todos os cofres públicos do Brasil por parte de sua quadrilha bem montada nos poderes dessa Nação, nos Estados e Municípios, o Brasil foi assaltado do Oiapoque ao Chui pelos Petistas e Partidos Aliados e Bandidos Conjugadas Criminosos de Lesa-Pátria !!! Se pedir uma Auditoria grandiosa em cima das Contas Públicas vão se chegar com mais rapidez aos nomes, autores, sócios e cúmplices desse grandioso assalto produzido pelos Lulopetralhas e toda Orcrim Lulopetralha !!!!! Quanto aos comentários “alexianoslulopetralhas” logo em breve alguém não vai dar recados, vai levar a Nação a seus Caminhos Democráticos e destruir essa canalha que só quer tumultuar e não assumem que são tão iguais ou piores que Lula e seus quadrilheiros !!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!kkkkkkkk Esse idiota não aguenta 5 minutos de arguição econômica ou financeira, é tão anta como seu chefe e o computador financiado pelo partidão corrupto de seu “bunker lulopetralha” já localizado, bem localizado e registrado por todas as autoridades que estão tentando mudar essa face escura do Brasil ! Se segura Malandro !!!!

  8. Caro Bendl,

    mais uma vez, um magnífico comentário seu. Me obrigou a pensar, a buscar no passado a origem dos males do nosso (ou dos agentes públicos corruptos ?) Brasil.

  9. Meu prezado Celso,

    Obrigado pelo comentário e elogio às minhas palavras.

    Eu ainda pesquiso, meu amigo, quando que o cidadão brasileiro ao ser eleito ou guindado para uma função pública, transforma-se, altera o seu caráter, prefere a desonra, ser indigno, denominado de imoral e corrupto porque o seu objetivo é ganhar dinheiro!

    Na razão direta que cada parlamentar tem consigo dezenas de assessores, o congresso milhares de servidores, as assembleias legislativas estaduais seguem o mesmo caminho, igualmente as câmaras de vereadores, os familiares dessa gente cuja existência depende deste poder, o universo de brasileiros que vive desta política deletéria e deplorável impede qualquer correção nos rumos, pois estão em defesa de seus interesses e conveniências pessoais!

    Soma-se a esse sistema que se deteriorou, implodiu, a desgraçada ideologia que nos separou, que nos desuniu, da mesma forma proibindo que tenhamos planos de governo que sejam “aprovados” por um legislativo corrupto e incompetente, perdulário e vagabundo, quando suas ideologias são contestadas!

    O Brasil está em um rumo sem volta, numa rua que termina em seguida, sem levá-lo para onde quer e precisa!

    Olha, meu caro amigo, a situação é tão grave, que não se tem por onde começar.
    Na minha modesta opinião, e na condição que me declaro ser humanista, as medidas que este governo deveria ter tomado desde quando assumiu, deveria ser de enaltecer o ser humano, ou seja, diminuir-lhe o sofrimento mediante incentivo ao emprego.

    De nada resolvem providências que não servem neste momento para aplacar o desespero de milhões de brasileiros.

    Trata-se de insensibilidade do atual governo querer colocar à frente das necessidades prementes da pessoa medidas a longo prazo, que supõe-se corretas, enquanto as dores, o verter de sangue, suor e lágrimas da população desassistida e desamparada seguem indefinidamente!

    Abração, meu amigo.
    Saúde!

Deixe uma resposta para Eliel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *