Editora entra na Justiça para liberar falsa autobiografia de Eduardo Cunha

Resultado de imagem para Diário da Cadeia livro

“Propaganda enganosa”, diz a juíza Ledir Araújo

Deu em O Globo

A Editora Record entrou com recurso no Tribunal de Justiça do Rio nesta sexta-feira para solicitar a liberação do romance “Diário da cadeia”, assinado por “Eduardo Cunha (pseudônimo)”. A autoria não é do deputado federal cassado, mas de um escritor cuja identidade não será revelada pela editora, que argumenta que o autor escolheu o nome e o sobrenome do político para assinar a obra.

No último dia 24 de março, a Justiça do Rio suspendeu a distribuição do livro, acolhendo um pedido do próprio ex-presidente da Câmara dos Deputados. A obra seria lançada três dias depois da decisão judicial que vetou sua distribuição e ordenou o recolhimento das cópias.

A juíza Ledir Araújo, da 13ª Vara Cível do Rio, entendeu que a exposição do nome do parlamentar cassado na capa constituía propaganda enganosa. Atribuiria memórias descritas no livro a ele, personagem marcante do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Um desacordo, segundo a Justiça, com o Código de Defesa do Consumidor.

OBRA DE FICÇÃO – Em nota, a editora ressaltou que nunca divulgou se tratar de uma autobiografia e que registrou o livro como um romance. A obra teria começado a ser distribuída para livrarias como ficção, antes de ser proibida. Na visão da empresa, fica claro na capa que o autor não é Eduardo Cunha — e sim, “um pseudônimo, recurso artístico bastante antigo”.

No recurso, a Record evoca a sua “mais absoluta crença na liberdade de criação, na circulação livre e ampla da literatura e no aspecto desafiador da ficção”. A editora ainda afirmou ver “com preocupação o impedimento de circulação de uma obra ficcional”.

“Na verdade, nossa crença é na democracia. Vamos lutar por ela, por nossos livros e por nossos autores até o nosso último recurso”, registrou a nota.

4 thoughts on “Editora entra na Justiça para liberar falsa autobiografia de Eduardo Cunha

  1. Este blog está visivelmente contaminado por eleitores do PT que ainda sonham com a volta ao poder. Nas entrelinhas, dá pra perceber o ódio e a frustração deles porque foram ejetados do poder. Merecidamente. Alguns estão em presídios de segurança máxima. Merecidamente. Não devem sair.

  2. Pior que isto foi ver o tal troféu imprensa, Silvio Santos proibindo indiscretamente, seus apresentadores Danilo Gentili e Rachel Sheherazade a não falarem de política nos seus programas, é o cúmulo, uma é apresentadora de jornal e o outro apresentador de programa talk show, mas não tem liberdade para dar suas opiniões, ele deveria agradecer a ditadura militar e Roberto Marinho, os que contribuíram para ter este canal de tv, presta um deserviço ao país, tem o banco Panamericano que Lula mandou a CEF comprar, pois conforme notícias estava falido com R$ 4 bilhões de reais, infelizmente o povo deveria tirar ele do ar de suas tvs, é humilhante para os apresentadores, mas abaixam a cabeça porque são bem pagos pelo dono do sbr e baú, pobre país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *