Editoriais na imprensa europeia veem ‘democracia em perigo’ no Brasil

Resultado de imagem para liberation + bolsonaroNelson de Sá
Folha

Na primeira página e ao longo das cinco seguintes, o francês Libération desta antevéspera da votação ataca Jair Bolsonaro. No editorial “Ameaça”, diz que ele não pode ser comparado sequer a Trump, que “ainda respeita as instituições”, e que enfrentá-lo é tarefa de “todos os democratas”. Sob o título “Democracia em perigo”, editorial do britânico Guardian foi pela mesma linha, resssaltando no enunciado logo abaixo que “o extremista de direita Bolsonaro está em alta” e pode até vencer no primeiro turno, porém: “Ele não é Trump —ele é pior”.

Encerra dizendo que “até o melhor cenário —uma derrota clara de Bolsonaro, aceita por seus apoiadores— dificilmente seria motivo para celebrar. As forças que permitiram a sua ascensão não vão desaparecer”.

EXTREMISMO – Os textos vêm no rastro de editorial semelhante no espanhol El País, falando em “democracia em risco” devido ao “extremismo de Bolsonaro”.

E a revista britânica The Economist voltou à carga, dias depois da capa contra Bolsonaro, com o vídeo acima em que afirma que, se ele for eleito, “a sobrevivência da democracia no maior país da América Latina estaria em risco”.

Em novo texto, The Economist alertou que, “em guerra consigo mesmo, o Brasil está se preparando para um tipo único de crise financeira”. Diferentemente de Argentina, Turquia e outros, o país tem reservas cambiais o bastante e inflação baixa, mas “a dívida pública saltou de 60% para 84% do PIB em apenas quatro anos”. O ponto de fervura, acrescenta, será em agosto do ano que vem, quando o orçamento de 2020 deve exigir um “grande aperto”.

TIME DIZ NÃO – Na nova edição da americana Time, Ian Bremmer, da consultoria Eurasia, escreve que a “Democracia do Brasil pode sobreviver à ascensão de demagogo linha-dura”. Diz que o país não está prestes a “retornar ao passado autoritário” porque há “brasileiros o bastante” para forçar um segundo turno. “E mesmo se Bolsonaro ganhar, o Brasil não é uma república das bananas” e, acredita ele, tem “instituições fortes”.

A Bloomberg noticiou que uma nova rede social, baseada na Flórida e voltada à extrema direita, “atrai apoiadores de Bolsonaro”. A Gab se apresenta como uma alternativa ao Twitter e, segundo estudo da Alto Data Analytics, está entre os cinco sites mais citados pelos apoiadores de Bolsonaro no próprio Twitter. Um dos filhos do candidato já tem perfil na plataforma.

NA INTERNET – Numa campanha em que a TV passou a segundo plano, sites como Zapbolsonaro e vídeos de Dilmazap no Facebook (acima) ensinam como entrar nos muitos grupos que disseminam as mensagens eleitorais pelo WhatsApp, a plataforma de maior alcance no país.

No primeiro caso, o interessado pode entrar em meia centena deles, inclusive um de “Gays com Bolsonaro” e outro de “Mulheres com Bolsonaro”. No segundo, a própria ex-presidente Dilma Rousseff ensina como se inscrever, “é muito fácil”, e promete “áudio de bom dia”, todos os dias.

Para os dez minutos diários que terá na TV, na eventual campanha para o segundo turno, Bolsonaro já contratou produtora. Como noticiou o site Antagonista, será a Studio Eletrônico, conhecida por comerciais de grandes empresas com atores de novela como Cauã Reymond. Ela “trabalhará em parceria com a AM4, responsável pela estratégia digital”. Os primeiros roteiros, segundo O Globo, devem construir uma “imagem de herói” e logo partir para “ataques ao PT”.

27 thoughts on “Editoriais na imprensa europeia veem ‘democracia em perigo’ no Brasil

  1. Bom mesmo é a Venezuela, Cuba, Coreia do Norte…

    Todos esses países alinhados com o PT e que até recebiam o dinheiro que o PT roubava do nosso povo para financiá-los.

    A França precisa aprender com o Reino-Unido a realidade. Depois de 68, ela virou essa merda em termos de governos e cultura.

    A França não existe mais.

  2. Tô achando que os brasileiros estão sofrendo da síndrome de Estocolmo. Estão querendo mais disso?

    RESUMO DA DELAÇÃO DE PALOCCI – NUNCA SE VIU TANTA ROUBALHEIRA

    1. Houve desonestidade em toda a estrutura do PT e dentre todas suas lideranças, os ilícitos permearam todas essas relações;

    2. PSDB era linha auxiliar do PT, o PMDB também;

    3. SILVIO PEREIRA era operador de JOSÉ DIRCEU e contatou RENATO DUQUE para atuar na PETROBRAS;

    4. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA indicou PAULO ROBERTO COSTA para a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS, e isso visava garantir espaço para ilicitudes, como atos de corrupção, e atendia tanto a interesses empresariais quanto partidários;

    5. Houve grandes operações de investimentos e, simultaneamente, operações ilícitas de abastecimento financeiro dos partidos políticos;

    6. As ilicitudes são práticas que são comuns dentro de grandes empresas públicas e privadas, salvo raríssimas exceções;

    7. As empresas de marketing e propaganda destinavam cerca de 3% dos valores dos contratos de publicidade ao PT através dos tesoureiros;

    8. Foi o próprio LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA o responsável pelas nomeações de RENATO DUQUE e PAULO ROBERTO COSTA que estavam envolvidos em diversos crimes no âmbito das suas diretorias;

    9. LULA, em ambientes restritos, reclamava e esbravejava sobre assuntos ilícitos que chegavam a ele e que tinham ocorrido por sua decisão;

    10. Havia, assim, um interesse social e um interesse corrupto com a nacionalização e desenvolvimento do projeto do pré-sal – seria muito mais fácil discutir com a OAS, ODEBRECHT, ANDRADE GUTIERREZ e CAMARGO CORRÊA contribuições para campanhas eleitorais do que se tentar discutir os mesmos assuntos com empresas estrangeiras;

    11. Aconteceu uma reunião, no início de 2010, na biblioteca do Palácio do Alvarada, com a presença também de LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, DILMA ROUSSEFF e JOSÉ SÉRGIO GABRIELLI, na qual o então Presidente da República foi expresso ao solicitar do então presidente da PETROBRAS que encomendasse a construção de 40 sondas para garantir o futuro político do país e do PARTIDO DOS TRABALHADORES com a eleição de DILMA ROUSSEFF, produzindo-se os navios para exploração do pré-sal e recursos para a campanha que se aproximava – LULA DA SILVA, na mesma reunião, afirmou que caberia ao PALOCCI gerenciar os recursos ilícitos que seriam gerados e o seu devido emprego na campanha de DILMA ROUSSEFF para a Presidência da República;

    12. O PMDB, ao ocupar a Diretoria Internacional, tratou de promover a celebração de um contrato de SMS na área internacional com a ODEBRECHT com larga margem para propina, a qual alcançava cerca de 5% do valor total de 800 milhões de dólares, ou seja, 40 milhões – O contrato, tamanha a ilicitude revestida nele, teve logo seu valor revisado e reduzido de 800 para 300 milhões;

    13. A Distribuição de cargos ERA para fins de arrecadação de recursos;

    14. Os partidos se corrompem quando passam a integrar o governo – Quanto maior o tempo de governo, maior é o nível de corrupção, e mesmo após deixarem o governo e passarem a compor a oposição, o partidos continuam com práticas corruptas;

    15. A venda de emendas legislativas, prática se tornou corriqueira, – estima que das mil medidas provisórias editadas nos quatro governos do PT, em pelo menos novecentas houve tradução de emendas exóticas em propina;

    16. As autoridades que praticam o desvio simples de dinheiro público, através de destinação de recursos para entidades fantasmas, programas sociais fraudados;

    17. o TSE não tem como saber se a doação é ilícita, uma vez que não fiscaliza a origem do dinheiro – A maior parte das doações registradas no TSE é acometida de origem ilícita;

    18. Cada vez mais a corrupção se dá dentro das normas legais;

    19. As campanhas presidenciais do PT custaram em 2010 e 2014, aproximadamente, 600 e 800 milhões de reais, respectivamente.

    Tem mais:
    HADDAD NO POWERPOINT DO MP DE SP
    Por Claudio Dantas
    Fernando Haddad é Lula e já tem seu próprio PowerPoint, estampado pelo Ministério Público de São Paulo na denúncia oferecida mês passado e obtida em primeira mão por O Antagonista…
    – Solicitou e recebeu indiretamente vantagem indevida de R$ 2.600.000,00 (Dois milhões e seiscentos mil)

    • Esse B17 até parece uma boa dica, a saber: Basta de 171. “Por culpa da ausência na urna eletrônica da tecla “vão à merda”, ainda continuo indeciso, diante de três opções, a saber: branco, nulo, ou abstenção. Cansei de ser cúmplice do $istema apodrecido, e quero morrer em paz com a minha consciência, pelo menos na política, sem que depois das eleições me apontem o dedo sujo me acusando de ser culpado por ter votado neste ou naquele picareta do $istema podre. Abraço a todos. Que Deus os ilumine e consigam encontrar uma opção melhor do que a minha.” https://www.youtube.com/watch?v=c1r0MgV0RBY&start_radio=1&list=RDc1r0MgV0RBY&t=0

  3. Bolsonaro não é Trump. Nem Trump recebeu um país para administrar, com um Congresso constituído em sua maioria por ladrões.

    Acho que há somente uma solução: dissover o Congresso; escolher 44 brasileiros para apresentar um projeto cosnstitucional (copiar os EEUU) e depois fazer um plebiscito para aprovação.

  4. Última notícia:

    Na reta final da campanha, Eunício Oliveira liberou seu grupo político para apoiar Jair Bolsonaro se quiser, registra Lauro Jardim.

    O presidente do Senado, que tenta se reeleger no Ceará, trabalhou duro para ter o apoio do PT e tinha colocado seu grupo a serviço da candidatura de Fernando Haddad. (O Antagonista).

    Parece que botaram abaixo a porteira do curral.

    Chora petezada!

  5. -Tem candidato comparando o pós-operatório de uma facada com o pós-operatório de uma dedada!
    -Ora, cada procedimento tem uma convalescênça distinta e exigem cuidados diferentes!

    • Todos, sem exceção são espíritos medíocres e oportunistas.
      Querem que um cara que passou por duas cirurgias dificílimas em menos de um mês e que vive com uma bolsa de excrementos ao lado do corpo fique exposto horas no ar condicionado, falando, sentando e se levantando. Ridículos todos eles. O patético gordo Meirelles nem mostra dignidade como pessoa participando do ataquezinho duplo do rebaixado Haddad para atacar Bolsonaro. Um banqueiro milionário agindo como maria-vai-com-as-outras e um professor pós-graduado se submetendo a um presidiário que se orgulha de não ter lido livros nem estudado. Vida longa à internet, que destroçou o poder da mídia.

  6. Gringos Vigaristas quem ameça a democracia é o PT está escrito no programa de governo Haddad:

    “Programa do PT ameaça liberdade de imprensa”

    O programa de governo de Fernando Haddad (PT) promete claramente afetar a liberdade de imprensa no Brasil, no caso de vitória. O documento, disponível na página do candidato, a pretexto de “regular” ou “democratizar” os meios de comunicação, ameaça introduzir “restrições” e “proibições” sobre a propriedade de veículos, além de “monitorar” notícias incômodas “por meio de um órgão regulador”.

    Fonte: claudiohumberto.com

    Basta cumprir o programa de governo do Haddad que o Brasil será uma ditadura de esquerda.

    Quem quiser conhecer o lixo:

    https://lula.com.br/wp-content/uploads/2018/09/Plano_de_Governo_HADDAD_13-2.pdf

    Elejam este sujeito perigosíssimo e o Brasil acabou!

  7. Os estrangeiros veem o Brasil através de lentes riscadas, sujas e desfocadas porque se quisessem mesmo saber a verdade sobre nós não teriam tanto medo assim do capitão. A nossa democracia corre perigo sim com a volta do pestismo ao Poder, aquele que pretende acabar com o Poder Judiciário reduzindo-nos a somente dois poderes, o Executivo e o Legislativo. Mas com isto a imprensa estrangeira parece não se preocupar, se preocupa se o Brasil vai sair e quando, aí é que reside o real perigo, quando vamos voltar a ser competitivos. É a Economia, estúpido

  8. Em primeiro lugar está imprensa idiota e vendida não se preocupam com o seu chiqueiro. Quando a quadrilha do molusco estava roubando a Petrobrás, BNDES, os fundo de pensões eles ficaram calados. O que falta neste País é uma autoridade com uma voz ativa para dar um basta nesta imprensa vendida.

  9. Não teria ocorrido a esses jornais e seus editorialistas que o assunto é de nosso interesse apenas? Erramos por 14 anos, corrigimos em parte nossos erros, aguentaremos ainda a quadrilha que roubava com os vermelhos por 3 meses, depois vamos ver o que fazer com quem ganhar a eleição. Simples assim. NÓS vamos decidir.

  10. Começo a acreditar no impossível, alguns dias atrás.
    A onda Bolsonária está levando tudo pela frente.
    Ou o povo criou vergonha e juizo ou entidades estão ajudando a salvar o Brasil!
    Ganhar no primeiro turno seria um milagre que o país mereceria.
    Ainda existe espaço para isto!
    Fallavena

  11. Os esquerdistas estão desesperados, Bolsonaro pode não ser um estadista mas é de longe o unico candidato que tem coragem para implementar as mudanca que tanto precisamos.

  12. Vergonha para a imprensa tupiniquim. Ao contrário de alertar e trabalhar em prol da democracia fez o contrário aqui. Alimentou e deu voz aos pit bulls da ultra reacionária, preconceituosa e extrema direita para que hoje estivéssemos à beira do cais social e democrático. Uma pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *