Edson Fachin proíbe Cristiane Brasil de entrar no Ministério do Trabalho

Fachin

O relator Fachin agiu com o rigor necessário

 


Deu em O Tempo
(Agência Estado)

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB) está proibida de entrar no prédio do Ministério do Trabalho. Por decisão do ministro Luiz Edson Fachin, no âmbito da Registro Espúrio, ela também não pode manter contato com os demais investigados na ação da PF que mira fraudes na Secretaria de Relações do Trabalho da pasta. O gabinete e o apartamento funcional de Cristiane foram alvo de busca e apreensão nesta terça-feira (12) na segunda fase da operação da PF, autorizada pelo ministro Fachin.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, indícios “de que a parlamentar integra a organização criminosa que atua no Ministério foram descobertos a partir da análise de telefones celulares de Renato Araújo Júnior, então servidor do Ministério do Trabalho, membro do núcleo administrativo da suposta organização criminosa, e o suplente de deputado federal Wilson Santiago Filho (PTB-PB).

MENSAGENS – Segundo o pedido da PGR, foram encontradas trocas de mensagens entre a deputada e Araújo, que seria seu braço direito no MTE, “atuando em conformidade com os interesses desta no exercício da função pública”.

“Além de orientar o servidor em relação a como agir na análise de pedidos, há inclusive mensagens que tratam da cobrança de valores previamente combinados. Também foram mencionadas mensagens de texto que fazem referência a Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB e pai de Cristiane Brasil”, afirma a Procuradoria, por meio de nota.

De acordo com relatório de análise telemática, o servidor da secretaria de Relações do Trabalho, que atendia a interesses de membros do PTB, disse a Wilson Filho que tinha “priorizado ao máximo o senhor, Deley e Cristiane Brasil”.

PROTAGONISMO – O pedido do servidor Renato era que petebistas reforçassem o “protagonismo” dele na Secretaria de Relações do Trabalho. A sustentação dele vinha do apoio do partido, incluindo do presidente, Roberto Jefferson, pai da deputada.

O delegado Leo Garrido, na ocasião, ao falar sobre Cristiane Brasil, Deley e o deputado estadual de São Paulo Campos Machado, todos petebistas, disse que “os indícios constantes nos autos ainda não são aptos a comprovar o envolvimento deles com a Orcrim (organização criminosa)”. “Faz-se necessário o aprofundamento das investigações, com vistas a aferir a possível participação de tais parlamentares neste esquema criminoso”, afirmou o delegado Leo Garrido no documento datado de 2 de maio

DEFESA – Cristiane é filha do presidente do PTB Nacional, Roberto Jefferson, que também é alvo da Registro Espúrio. Pivô do escândalo do Mensalão do PT, o ex-deputado também teve seus endereços vasculhados pela PF.

“A Deputada Cristiane Brasil recebeu os procedimentos investigativos com tranquilidade, pois não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho, além das relações partidárias”, disse sua assessoria em nota. “Espero que as questões referentes sejam esclarecidas com brevidade e meu nome limpo”, disse a deputada, de acordo com a nota.

12 thoughts on “Edson Fachin proíbe Cristiane Brasil de entrar no Ministério do Trabalho

  1. Jurista diz que Judiciário foi “protagonista e condutor” do golpe:
    Do ex-procurador geral do Estado de São Paulo, Márcio Sotelo Felippe, na revista Cult, do UOL:

    O papel do Judiciário em momentos de plena hegemonia de forças conservadoras (e quando interesses relevantes da classe dominante estão em jogo) é mais do que coadjuvante ou acessório (como tradicionalmente acontece nos regimes de exceção ou em ditaduras): ele torna-se protagonista e condutor de um golpe – como vimos no Brasil entre 2016 e 2018.

    Um juiz de província divulga, violando a Constituição e uma norma penal, uma conversa entre a presidenta da República e o ex-presidente, criando o clima político necessário para um golpe. Uma sentença criminal bizarra, digna de Alice no país das maravilhas, sustenta que um contrato de 3 bilhões de reais gerou uma propina de 1,2 milhão de reais corporificada em uma cozinha mequetrefe, em troca de não se sabe qual ato administrativo – e encarcera o candidato amplamente favorito às eleições presidenciais. A pauta da corte suprema é manipulada para que esse candidato, preso, não possa disputar as eleições. Se antes tanques nas ruas depunham e forçavam ao exílio o presidente constitucional, hoje o futuro presidente é deposto por antecipação com uma simples sentença de primeiro grau.

    https://goo.gl/tvVQKT

    • Desculpe Alex, mas quem continua chamando a Dilma de Presidenta , agredindo o ouvido e possivelmente o vernaculo,mas seguramente o bom senso, so pode ser da turma que despreza os fatos e modifica a realidade conforme sua visão.
      Não está na hora de buscarmos novos horizontes?
      A Dilma, inacreditavelmente , nao teve seus direitos politicos cassados.
      Convide seus companheiros de crença e estimule-a a concorrer a presianta (não sei se é legal repetir o mesmo erro tres vezes) que assim todo o povo terá a oportunidade de corrigir esta injustiça.
      Assim todos estaremos salvos e com um futuro assegurado.
      Nao precisaremos gastar com justiça(ela so existe para prender o Lula e depor a Dilma) e nem com policia ( os delinquentes são culpa da sociedade) e nem com presídios(Se um condenado pode ser presidente por que alguém deveria ficar preso?) e assim, so com estas ações, já sobraria dinheiro para muitas coisas.
      Vamos investir neste futuro

    • Pois Virgilio, o Brasil é tao incrível que ate uma noticia que parece ser boa, nos deixa desconfiados.
      Este foro privilegiado é recente e sabemos o que resultou e permitiu

      Mas alguém lembra de algum ministro, deputado, senador, juiz, condenado no sistema anterior que não havia este privilegio tao generoso?

      Ou adiantará um juiz corajoso de primeira instancia( do interior de Alagoas, por exemplo, condenar Renan) expondo-se a toda sorte de pressão local , se o Supremo depois, em recurso, solta todos?

      No Brasil, ate o ditado é diferente.

      Aqui nem vendo dá pra crer…

      Oremos pois….

  2. Causa muita preocupação o fato de não mais nos surpreendermos com os escândalos protagonizados pelo governo e parlamentares!

    A questão que envolve o Ministério do Trabalho é gravíssima, a ponto de uma deputada ser proibida de entrar em suas dependências e, justamente, aquela que tanto o governo de Temer, o ladrão, queria que fosse a titular da pasta!

    E não há um dia sequer que não lemos sobre irregularidades cometidas contra o povo e país que, no entanto, também não têm levado os responsáveis para a cadeia.

    Cinismo, hipocrisia, e da nossa parte?

    Ou porque não mais nos importamos com o Brasil e o elo que deveria existir entre a população foi definitivamente quebrado?

    Incrível e indescritível a situação do momento, que por mais graves que sejam não nos impulsionam para protestar, reivindicar nossos direitos e prisão dos corruptos!

    A nação brasileira virou a Casa de Irene (música de Nico Fidenco, muito cantada na década de sessenta).

    • Pergunta inocente nao ofende.

      Temer o terrivel, o corrupto, o saqueador do Brasil, o perseguido pela Federal, o lider da quadrilha no planalto era vice (por duas vezes) , de quem??

      De quem?

      Com estes atos todos ele não deveria estar sendo glorificado por prosseguir na politica da cabeça de chapa, dando amostras de lealdade?

      Não é uma ingratidão deste povo???

      • Muito desanimador, Alex-RJ, decepcionante e frustrante, pois dependendo de quem vencer as eleições ao Planalto nada mudará no país.

        Continuaremos a assistir passivamente os mesmos escândalos que já nos acostumamos, apesar de, a cada ano que passa, a situação fica mais difícil para o povo.

        A confirmar o que escrevo, o desemprego e a inadimplência!

        Abração.

  3. Trump o homem que iria acabar com o mundo, foi ao encontro do picachu coreano. O mundo mudou e até na Coréia do Norte também pode mudar. Enquanto no Brasil temos uma mentalidade atrasada no século XVIII.

  4. Esse é o PTB ….

    Nada novo no mundo da política no Brasil. O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) declarou sobre o seus projetos como deputado que “beneficia a mim e a todos.O meu motorista, em vez de perder a carteira com 20 pontos, perderá com 40”. Marquezelli é dono de uma frota de 120 caminhões e está atualmente à frente de um projeto de lei que regulará o transporte de cargas no Brasil.

    Se isso não fosse suficiente para configurar um conflito de interesses, o deputado do PTB também está atualmente articulando uma emenda para anistiar as multas que foram aplicadas as empresas de transporte durante a greve dos caminhoneiros. Mostra também quem estava por trás do processo de caminhoneiros, uma série de empresários e políticos que organizaram o movimento para aumentar seus lucros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *