Eduardo Cunha perderá Furnas? Só se a presidente Dilma imitar Lula.

Helio Fernandes

É o que ele mesmo diz, embora gente que circula perto dele garanta que está assustado. Já se convenceu que Dona Dilma não tem nada a ver com Lula, seu estilo é outro e pode enfrentá-lo. Lula ficou meses “apelando” para o lobista, acabou se rendendo a ele.

Torço para que Dona Dilma não se entregue, não tenha medo de Eduardo Cunha, faça com que desapareça do mapa das concessões. Nenhum prazer especial em agradá-la, nada de elogio, apenas não quero que um presidente se desgaste, se desmoralize, se desprestigie logo no primeiro mês.

***

LEMBRANDO JANGO

Não custa repetir. Golbery reuniu um grupo de 69 coronéis, exigiu a demissão do Ministro do Trabalho. Esse Ministro, João Goulart, pediu ao presidente Vargas (então eleito pela primeira vez) que aceitasse.

11 anos depois, presidente da República, resolveram reeditar o mesmo espetáculo contra o mesmo Jango, com o mesmo Golbery comandando a nau capitanea. O público era diferente, mas os personagens haviam trabalhado no show anterior.

PS – Resista, presidente Dilma. Não desista de expulsar do palco atores sem credenciais como esse lobista chantagista.

 ***

SEGUNDO ESCALÃO

Os cargos que identificam dessa maneira, na verdade são muito mais importantes do que vários ministérios. Dona Ideli Salvati festejaria (e não apenas em Santa Catarina), se em vez do Ministério da Pesca, tivesse recebido a presidência de uma dessas estatais.

Não só a presidência, até mesmo uma diretoria. Nem falo da Petrobras, a mais desejada. Banco do Brasil, Caixa, todas as elétricas, BNDES, e mais e mais, ainda ficarão sendo discutidas por muito tempo. Com lances de audácia e até de intimidação, como estamos vendo.

 ***

CIRO E CID GOMES

O governador está dizendo sem escolher auditório ou ouvintes: “Não acredito que o Ciro seja Ministro agora, mas pode ser”. Nenhuma dúvida. Mas o complemento da fala do governador, inteiramente fora de órbita ou despropositada: “E ele será candidato a presidente em 2014”.

Isso só pode ser admitido por quem gosta de adivinhação ou brincadeira. Ou se “disputar” por alguma legenda sem expressão.

***

PRESIDENTA OU PRESIDENTE

Todos sabem que com o final A está certo. Mas a rotina e quase a obrigação é a palavra com E no fim. Quem usar (principalmente jornalista), com A, está praticando o puro e desavergonhado exibicionismo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *