Eduardo Cunha rompe com o governo ainda hoje

Cunha formalizará o rompimento o mais rápido possível

José Carlos Werneck

O rompimento do deputado Eduardo Cunha,presidente da Câmara dos Deputados  com a presidente Dilma Rousseff, tomou conta de todas as  conversas e soou como uma bomba nos lugares habitualmente frequentados por políticos e jornalistas,na Capital do País.  Todos eram unânimes em afirmar que agora o Planalto tem um adversário real na chefia de um dos órgãos mais importantes da República.

Eduardo Cunha avisou seus aliados durante encontros nesta madrugada que formalizará o rompimento com a presidente da República ainda hoje. Se não houver nenhum recuo,por parte do deputado, a decisão provocará prejuízos irreparáveis ao Palácio do Planalto e, politicamente, desde o advento da Nova República, será o PMDB se afastando das benesses do Poder, na ocasião em que a crise política chegou a seu auge.

UM DIA COMPLICADO

Ontem foi um dia muito complicado para o presidente da Câmara, que começou atacando o PT e o governo, porque sabia do teor das denúncias bombásticas de Júlio Camargo,lobista da Toyo Setal, à Justiça. Ele revidou negando as denúncias, mas a esta altura já havia começado a execução de uma estratégia de afastamento da presidente Dilma que, neste cenário de crise econômica e governo sem rumo, o beneficia,não obstante às denúncias que lhe são lançadas.

E neste seu rompimento com o Governo,Eduardo Cunha,conta com poderosos e influentes políticos do chamado Alto Clero do Congresso Nacional.

Resta pois esperar o alvorecer desta sexta-feira,em Brasília, de temperatura fria,mas fervendo no termômetro da política.

8 thoughts on “Eduardo Cunha rompe com o governo ainda hoje

  1. Ferrar ladrões do PT pode. Ferrar ladrões do PMDB não pode. Pimenta nos olhos (pra não dizer outra coisa) dos outros é refresco, como diz a sabedoria popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *