Efeito eleitoral do atentado contra Bolsonaro foi menor do que a expectativa

Resultado de imagem para BOLSONARO NA UTI

Os filhos e a equipe de Bolsonaro estavam esperando uma subida maior nas pesquisas

Hélio Schwartsman
Folha

Foi relativamente modesto o efeito mártir provocado pelo ataque a Jair Bolsonaro. Como mostra o Datafolha, as intenções de voto no candidato do PSL oscilaram apenas dois pontos percentuais para cima, apesar da ampla exposição no noticiário, e a rejeição a seu nome até subiu em relação ao levantamento anterior. O que isso significa para a corrida eleitoral?

Tudo o que não é proibido pelas leis da física pode acontecer. Em tese, até o cabo Daciolo pode ser eleito presidente. Mas, com base nas pesquisas, na literatura técnica, no histórico dos pleitos e no que se convencionou chamar de sabedoria política, podemos classificar como remota a possibilidade de o bombeiro militar sagrar-se vencedor.

QUATRO NO PÁREO – Até que novos e mais surpreendentes imprevistos venham a abalar nossas profissões de fé bayesianas, o mais provável é que a disputa se dê entre Bolsonaro, Ciro, Marina, Alckmin e Haddad.

Mais até, dá para afirmar com alguma confiança que haverá dois turnos e que uma das vagas será ocupada por um representante da esquerda, e a outra, por alguém do campo da direita. Isso significa que Ciro e Haddad vão brigar por um dos lugares, e Bolsonaro e Alckmin pelo outro. A melhor chance de Marina seria fazer colar o discurso antipolarização, mas seu escasso tempo de TV não a ajuda.

HADDAD E CIRO – Se a transferência de votos de Lula ocorrer como o PT espera, Haddad leva vantagem sobre Ciro. Se a coisa não for tão automática, o PT terá desperdiçado um tempo vital ao retardar a oficialização da candidatura do ex-prefeito de São Paulo.

Quem se encontra na situação mais complicada é Alckmin. Ele não tem alternativa que não a de bater em Bolsonaro, mas não pode errar na dose. Com o rival convalescendo numa UTI, o risco é que a tentativa de desconstrução se volte contra o tucano. É um problema difícil de resolver, mas não impossível. Não faltam inconsistências na candidatura do militar reformado.

25 thoughts on “Efeito eleitoral do atentado contra Bolsonaro foi menor do que a expectativa

    • ‘mais’,
      esse tal de andrade,
      É o POSTE-LARANJA ?
      o sabujo, o servilão, o sem-personalidade?
      .
      o mais autêntico POSTE-DE-PORTA-DE-CADEIA,
      bastante admirado na cidade em que pensa que foi prefeito !!!

  1. A nossa midia é toda contaminada pelo ideal. Seus integrantes perderam toda a naturalidade diante dos fatos. Vivem no artificialismo de suas “verdades”.
    Não culpo o brasileiro que tem ensino “superior” ser assim, pois nossas universidades em Humanas leva a maioria a acreditar no que pensa, a ter convicções, em detrimento do aprendizado da realidade dos fatos.
    É muito mais fácil achar por aqui no Brasil gente com pouca instrução escolar bem mais conectadas com a realidade do que os nossos “intelectuais”.
    Não é a toa que estamos na contra-mão do mundo civilizado e desenvolvido.

    • Infelizmente ainda ninguém pensou em privatizar as universidades e direcionar a fortuna do nosso dinheiro, desperdiçada com elas, para o ensino básico e técnico.

      Nos EUA todas são privadas e todos os anos delas saem 3 ou 4 prêmios Nobel.

      Não esquecendo que as 10 melhores universidades do mundo são americanas.

    • Concordo plenamente Mário Jr. Meu companheiro é vigilante e a empresa na qual trabalha presta serviço em uma universidade pública. Dia desses uma colega de trabalho dele declarou em uma conversa seu voto em Bolsonaro. Imediatamente um “aluno” correu tentar dissuadi-la com o blablabla de sempre. Já eu sou jornalista, tentei iniciar novo curso pra distrair minha mente, optei por História, nessa mesma universidade onde meu companheiro trabalha. Consegui ficar lá dois meses. Insuportável o patrulhamento e a desconexão da realidade. Melhor estudar em casa e por conta própria.

      • Já se passou dos limites essa insistência com universidades públicas. Desperdício de dinheiro. Do nosso dinheiro e pior, para, nas Humanas principalmente, formar birutas, para dizer o mínimo.

  2. Saiu agora a contradição Total:

    “Ibope: Bolsonaro chega a 26%; Ciro, Marina, Alckmin e Haddad estão empatados tecnicamente em 2º lugar”

    Conclusão: Não acredito no Ibope e no Datafolha

    Tudo Chute!

  3. Outro dia tive que resolver vários problemas e peguei 2 táxis + 4 App 99.

    Não existe pesquisa melhor: Falar com motoristas que passam o dia inteiro em contato com o público.

    Eles relataram que a esmagadora maioria dos passageiros vão votar no Bolsonaro.

    Quem pode afirmar que essas pesquisas de institutos, mais que manjados, não são feitas nas pernas tudo chutado?

    Se nem as urnas eletrônicas são confiáveis.

    Afinal estamos no Brasil Varonil.

  4. As pesquisas de 10 Setembro denominaram eleitores do Bocal sendo do Sul e tendo renda mínima de 5 salários mínimos.
    Qual a percentagem de brasileiros com renda acima de 5 salários mínimos?
    Tem tanta gente assim ganhando acima de R$4800,00 mensais?

    Se 150 milhões de brasileiros votarem em Setembro, haveriam 45 milhões de brasileiros (30%) com renda acima de R$4800,00 para votar no fascista?
    Ganhar dinheiro no Brasil emburra?

    Sei que ganhar um bom dinheiro no Brasil imbeciliza completamente, e só notar os valores sociais adotados por brasileiros nas grandes cidades.
    Agora,o brasileiro que luta para sair da pobreza, penando pra pagar contas de sua família com 5 mil reais por mes, como vai cair no conto do vigário desse guardinha oco com tendência a ditador?

    Tem coisa muito errada com essas pesquisas….

    A ver a próxima maquiagem que o fascista esta programando pra colher os votos das mulheres, única saída que ele tem para permanecer no topo das pesquisas.

    Falou-se tanto em quem estaria por trás do ataque do Bispo ‘Rosário’ mas nada sobre quem estaria por trás do Bozonaldio. |
    O povo brasileiro? MENTIRA!

    Lembre-se da mentira do ataque as Torres Gemeas, nunca foi provado absolutamente nada quanto ao verdadeiro culpado!
    O que havia: um presidente totalmente impopular, que usou o 9.11 como artifício para obter apoio popular e impor uma política rasteira…
    Os empregos criados nos Estados Unidos na gestão do Bucha foram única e exclusivamente colocar óculos escuros num bando de gentalha ignorante classe media-baixa (ultra manipuláveis) e torná-los todos agentes de Seguranca Nacional…

    Votar no Bolzonaldo vai ser a mesma coisa, dar mais poder a essa classe de segurancas particulares, voltar a prepotencia dos soldados e policiais fardados, dividir a populacao entre gente de farda e povelho…
    Para que? DINHEIRO
    Nada mais facil que impor uma falsa lei e tomar o patrimonio e a liberdade de um povo preso ao cabresto.

    Nada pior que reprimir privilegiar minorias e nada produzir de riquezas. Nada pior que deixar os bancos como estao, e mais 4 anos de governo fazendo vista grossa porque se beneficia disso taxando juros e sumindo com a grana para aumentar riqueza de corruptos…

    Faça a conta de 29 anos de salário do Bozonaldo, tente deduzir como isso vira milhões de Reais de patrimônio…

    De toda balburdia e confusão que se apresenta nesta eleição, a apuração dos fatos do que aconteceu até agora deveria gerar um dado que esta faltando nas pesquisas:

    Qual a possibilidade de tudo dar MUITO errado se um desses candidatos ganhar a eleição?

    Resposta, Bolzonaldio fica com 70%
    O farsante é a maior ameaça real de retrocesso, vencendo até a meleca petista…

    TUDO DOMINADO
    segue o seco…

  5. Se até do resultado das próprias eleições podemos e devemos desconfiar, com essa urna jabuticaba, o que se dirá de “pesquisas eleitorais no Brasil”?

    Pesquisas eleitorais em geral, em qualquer lugar do mundo, têm um grau de erro imprevisível, até porque os eleitores ou mentem ou mudam de ideia. Fora os interesses escusos. Isso no mundo.

    Agora… no Brasil… é piada!

    Neste caso, soma-se à forma substantiva “pesquisas eleitorais” que, por si só, por natureza, já é de pouca confiabilidade, o adjetivo “no Brasil”, ou “brasileiras”, pondo por terra qualquer traço de seriedade que pudesse haver.

    Em algum país desenvolvido do mundo, e que por acaso saiba que o Brasil existe – são poucos os que sabem -, certamente deve haver alguma expressão linguística, como grau de comparação, que diga “Ah, isso é tão confiável como pesquisa eleitoral no Brasil!!!”.

    E do jeito que vamos, continuaremos a ser piada por muito tempo, infelizmente.

  6. “Nas últimas pesquisas, Ibope errou dois terços dos resultados no Brasil
    Maior instituto de pesquisas do país também errou o resultado para presidente”

    https://www.otempo.com.br/blogs/pol%C3%ADtica-19.298822/nas-%C3%BAltimas-pesquisas-ibope-errou-dois-ter%C3%A7os-dos-resultados-no-brasil-19.321963

    “No 1º turno, Datafolha errou mais da metade das previsões para cargos executivos”

    https://br.noticias.yahoo.com/datafolha-erra-mais-que-ibope-em-pesquisas-no-1%C2%BA-turno-234630119.html

    Disputa: Quem erra mais?!

  7. uma coisa é certa:
    o seu considerado ‘tiririca de courno’, para entrar na Academia Militar, enfrentou um exame em que nem todos os pretendentes conseguem aprovação! isto é certo, mesmo !
    se você não foi aceito nem como soldado-de-puliça e está com despeito, fica um conselho: estude, para não continuar igual ao detento 700004553820 – um analphaBruto!

  8. Corre nas redes sociais que uma tal de Flávia Nunes César, também chamada de Renata Nunes, com esses dois perfis no Facebook que, além de ser petista de carteirinha, também trabalha na estatística do Datafolha e fora um dos responsável pela elaboração da pesquisa do dia 20/09/2018, conforme mostra um printscreen da página do TSE.
    Claro que podem existir outras Renata com o mesmo nome e com a mesma cara, , mas no perfil do Facebook ela confirma que trabalha no Datafolha.
    Obviamente, tudo isso pode ser apenas boato, pois estou sem desktop para confirmar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *