Eleies 2020: WhatsApp bane mais de mil contas por disparo de mensagens em massa

Charge do Fernando (Arquivo do Google)

Gabriela Oliva
O Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o WhatsApp anunciaram, nesta quarta-feira, dia 18, o banimento de mais de mil contas por suspeita de disparos de mensagens em massa no aplicativo. As denncias foram feitas em uma ferramenta criada pelo TSE em parceria com o aplicativo.

Segundo o TSE, no perodo de 27 de setembro a 15 de novembro, o canal recebeu 4.759 denncias, mas 129 foram desconsideradas por no estarem relacionadas s eleies. Tambm foram enviados ao WhatsApp 4.630 casos para verificao de violao dos Termos de Servio.

BLOQUEIO - Aps uma primeira etapa de reviso, o aplicativo de mensagens identificou nmeros duplicados. Das 3.236 contas vlidas identificadas, 1.004 foram banidas por violao dos Termos de Servio do WhatsApp. Ainda de acordo com o TSE, o nmero corresponde a mais de 31% das contas vlidas denunciadas ao Tribunal e, dentre as contas banidas, mais de 63% j tinham sido bloqueadas de forma automtica pelo sistema de segurana do WhatsApp antes mesmo da denncia.

Aline Osorio, secretria-geral da Presidncia do TSE e coordenadora do Programa de Combate Desinformao, ressaltou que os resultados revelam a importncia de colaborar no combate desinformao durante as eleies: “O disparo em massa de mensagens uma prtica proibida, passvel de punio nas eleies. Os eleitores devem estar atentos e denunciar atividades suspeitas que desequilibrem o processo eleitoral”, informou.

A parceria entre o TSE e o WhatsApp inclui tambm a criao do chatbot Tira-dvidas no WhatsApp, cursos de capacitao para servidores dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) sobre como combater a desinformao nas plataformas digitais e a disponibilizao de um pacote de figurinhas para incentivar o engajamento dos eleitores no processo eleitoral.

3 thoughts on “Eleies 2020: WhatsApp bane mais de mil contas por disparo de mensagens em massa

  1. Carlos Newton, faa um debate do Cdigo Eleitoral Brasileiro. Indague de seus contribuintes se possvel a prpria justia desrespeitar a Lei. Leia, por favor:

    Art. 158. A apurao compete:

    I – s Juntas Eleitorais quanto s eleies realizadas na zona sob sua jurisdio;

    II – aos Tribunais Regionais a (apurao ) referente s eleies para governador, vice-governador, senador, deputado federal e estadual, de acordo com os resultados parciais enviados pelas Junta Eleitorais;

    III – ao Tribunal Superior Eleitoral nas eleies para presidente e vice-presidente da Repblica , pelos resultados parciais remetidos pelos Tribunais Regionais.

    Esquea um pouco seu gabinete, releia este artigo 158 e se pergunte: “Eu, aqui, falando em grande derrotado, grande perdedor, quem mais ganhou, quem perdeu votos em relao ao passado, quando, na verdade, tudo pode ser filtrado, tudo pode ser alterado e ainda podem fazer isso com um candidato que EU apoie !!!”.

    Capisci or do you prefer me to draw ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.