Em 2017, Eduardo Bolsonaro dizia que prisão domiciliar era para “ladrão amigo do rei” …

Charge do Nani (nanihumor.com)

Mônica Bergamo
Folha

O filho do presidente da República Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) já fez duras críticas ao instituto da prisão domiciliar pois ele beneficiaria “ladrão amigo do rei” que seria deslocado das prisões para “mansão”.

Em dezembro de 2017, ele fez um post sobre o tema, e escreveu: “Ladrão de galinha ir para a cadeia e ladrão amigo do rei para prisão domiciliar (leia-se mansão) é sinônimo de impunidade. Infelizmente juízes se utilizam de brechas nas leis para favorecer alguns. É preciso revogar o instituto da prisão domiciliar.”

 

ODEBRECHT – A mensagem foi postada no dia 18 daquele mês –um dia depois, o empreiteiro Marcelo Odebrecht, da Odebrecht, sairia da cela em que estava, na Superintendência da Polícia Federal, onde ficou detido em regime fechado por dois anos e meio, e passou a cumprir prisão domiciliar em sua casa, em um condomínio fechado de um bairro nobre de São Paulo.

Em 2015, o empresário foi condenado a 31 anos de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Depois que aderiu a um acordo de delação premiada, a pena caiu para 10 anos, em diversas etapas.

Nesta quinta-feira, dia 9, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) concedeu prisão domiciliar a Fabrício Queiroz, amigo de décadas de Jair Bolsonaro e ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro. Queiroz tinha sido preso no deia 18 de junho e passou 22 dias no cárcere.

ELOGIOS – A liminar beneficiando o ex-assessor foi concedida pelo presidente da Corte, João Otávio de Noronha, que já foi elogiado por Bolsonaro. Segundo o presidente, quando ele conheceu o magistrado foi caso de “amor à primeira vista”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGSerá que Eduardo, ex-assistente de cozinha e chapeiro nos Estados Unidos, mantém a mesma opinião ? Como dizia o filósofo: “A Terra plana não dá voltas; ela capota !” (Marcelo Copelli)

8 thoughts on “Em 2017, Eduardo Bolsonaro dizia que prisão domiciliar era para “ladrão amigo do rei” …

  1. Afinal, Eduardo Bolsonaro conseguiu falar uma verdade, repetidas vezes acontecida no Brasil. É a primeira verdade que tenho notícia falada por Eduardo Bolsonaro, qual seja : “Em 2017, Eduardo Bolsonaro dizia que prisão domiciliar era para “ladrão amigo do rei” …”

    Tem toda a razão. Vejam o exemplo da mulher de Fabrício Queiróz, foragida da Justiça até hoje, e que recebeu um Habeas Corpus (com endereço incerto e não sabido , e procurada pela polícia com mandado de prisão), que se beneficiou de um Habeas Corpus surreal ! Habeas Corpus de criminosa foragida da Justiça ?

  2. Bolsonaro e sua herdade não é diferente da porcão majoritária da população brasileira: exigimos que a Justiça seja draconiana para com os nossos desafetos. Quando chega a nossa vez, esforçamo-nos para minimizar ou até inverter a culpabilidade. E começa a barganha: eu, meu filho hein?! Mas, porém, contudo, todavia….. E demais conjunções adversativas.

  3. Você percebe que uma pessoa odeia o Brasil quando ele passa ar de apoio ao país e se coloca como “aquele que vai tirá-lo do buraco”, “trazendo a moralidade”.

    Pessoas que passam essa imagem você vê na esquerda, direita liberal,…

    Lularápio, família Boçalnaro, direitistas e liberais americanizados,…fazem isso o tempo todo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *